Razer

 

Dois protótipos da Razer foram roubados do stand da empresa na CES 2017. Quem fez a denúncia foi o CEO da marca, Min-Liang Tan, em um post no Facebook.

O executivo suspeita de uma ação de espionagem industrial, como resultado das inovações que a Razer apresentou e recebeu destaque da mídia, clientes e da concorrência.

O executivo não comentou quais foram os protótipos roubados, mas tudo indica que foi o Project Arianna, tecnologia de câmeras 3D e projeção adaptativa que potencializa a imersão dos jogadores. É pouco provável que incidente esteja relacionado com o Project Valerie, notebook com três telas com até 12K de resolução.

Min-Liang Tan lamenta o incidente, afirmando que “a Razer joga duro, mas joga limpo”, e que suas equipes estiveram trabalhando por meses no desenvolvimento das unidades roubadas.

A empresa está trabalhando com a organização da CES e autoridades policiais/judiciais, e pede que qualquer pessoa que possua qualquer informação sobre o incidente, que entre em contato com por e-mail, em legal@razerzone.com.

A espionagem industrial está na ordem do dia, e não é a primeira vez que roubam equipamentos em grandes feiras de tecnologia.

E não será surpresa nenhuma se esses equipamentos aparecerem algum dia em algum grande site de leilões online.

 

Via Min-Liang Tan (Facebook)