richard-stallman

Richard Stallman, fundador do projeto GNU, sempre se caracterizou por sua posição intransigente em relação ao Software Livre. E quando ele é questionado sobre um sistema operacional que não faz parte da filosofia FSF, ele nunca teve uma resposta positiva. Pois bem, o site The Register recompilou uma série de declarações do guru do Software Livre sobre os quatro principais sistemas operacionais do momento: Windows, OS X (Mac), iOS e Android.

Stallman afirmou que o primeiro malware é sempre o próprio sistema operacional, fazendo alusão que os citados contam com uma grande quantidade de software malicioso pré-instalado. Falando de forma mais específica, ele afirma que os sistemas da Apple são malwares, e que o OS X simplesmente aprisiona o usuário.

Sobre o iOS, sua opinião foi ainda mais negativa, já que além dos defeitos presentes no OS X, soma-se ao fato que o sistema móvel da Apple censura aplicativos e contém backdoors. Sobre o Windows, Stallman comenta que a Microsoft sabota os usuários do Windows revelando as vulnerabilidades do seu sistema operacional para a NSA, antes de lançar as correções.

Com o Android, ele foi um pouco mais condescendente, dizendo que o sistema operacional do Google contém malwares no seu software não livre, que podem ser usados como backdoors para forçar de fora remota a instalação e remoção de aplicativos. Aqui, vale a pena lembrar que o Android, na sua maior parte, utiliza uma licença Apache 2.0, ou seja, ele é tecnicamente um Software Livre.

Richard Stallman não limitou suas críticas aos sistemas operacionais. Ele também criticou as Smart TVs e até os carros inteligentes, argumentando que eles podem ser utilizados para espionar as pessoas, inclusive quando eles estão conversando por voz, através de um microfone.

Quem conhece Richard Stallman não se surpreende com suas declarações, e ainda que para muitos ele seja considerado apenas mais um extremista, não podemos dizer que ele está totalmente equivocado. Ele comenta que nunca teve um smartphone porque as agências de segurança espionam através desses dispositivos, e nesse ponto ele tem razão, para desgosto de muitos proprietários de smartphones e os seus próprios detratores.

Via The Register