vidoon-smart-bracelet

Nos últimos 12 meses, o TargetHD decidiu acompanhar uma das tendências de mercado, e passou a publicar notícias sobre os dispositivos wearables, ou gadgets vestíveis. Entendendo que esse segmento é um daqueles que podem se tornar um dos mais populares entre os usuários (mesmo que nesse momento ainda esteja tudo muito “verde” para qualquer tipo de prognóstico aprofundado), por vontade própria – e pelo desejo de começar a utilizar tais produtos -, aumentei a produção de postagens do blog com esse conteúdo.

Um belo dia, um representante do Deal Extreme (sim, aquele famoso site asiático que vende diversos gadgets a preços realmente baixos e com frete grátis para o Brasil) entrou em contato comigo, oferecendo uma parceria de divulgação de conteúdo, onde eles enviam alguns produtos para cá, e eu escrevo sobre esses produtos. Eu aceitei, pois entendi que seria interessante para os leitores conhecerem essas alternativas.

30 dias depois do acordo firmado, o primeiro produto chegou. Entre tantos dispositivos vestíveis, aqueles que visam cuidar de nossa saúde são os mais procurados. Por isso, recebemos a Smart Bracelet Vidonn, que tem como objetivo contar os passos dados, as calorias gastas e a distância percorrida pelo usuário em um determinado período. E esse review tem como objetivo não só apresentar o produto para vocês, mas descobrir se o produto realmente funciona como promete.

 

Características físicas

O produto chegou até aqui em um case de acrílico, que lembra a embalagem de um iPod Touch (bons tempos…), mas sem nenhum item adicional. Apenas o bracelete, e nada mais. Até porque você não precisa mais do que isso para utilizar o produto. Bem, o relógio e um smartphone que sincronize os dados coletados pela pulseira. Mas falarei sobre isso mais adiante.

DSC02523

O design da pulseira agradou. Apesar de não oferecer linhas uniformes, ela é elegante, passando uma elegância necessária nesse tipo de produto. Além disso, é um produto muito leve e confortável no uso, uma vez que a parte mais “pesada” do dispositivo é o quantificador em si. A pulseira é feita de silicone, ou seja, na maior parte do tempo você nem percebe que está utilizando o dispositivo. E é ótimo que seja assim.

DSC02551

O bracelete da Vidonn tem como parte mais importante o seu quantificador, que é destacado da pulseira pela parte inferior, preso em dois pinos, como se fossem parte das presilhas da própria pulseira. Aliás, além de manter o dispositivo no seu pulso, a pulseira de silicone também tem como função proteger o conector USB do quantificador.

Esse conector USB tem como objetivo conectar o dispositivo ao seu computador ou porta USB livre, apenas para carregar a bateria interna do quantificador. O dispositivo não possui funções de softwares com os sistemas operacionais para desktops, apesar do dispositivo ser compatível com o Windows. Todo o gerenciamento é feito através do aplicativo que você vai instalar em seu smartphone (iOS ou Android), e não apenas para sincronismo dos dados, mas também para as configurações gerais do quantificador.

DSC02565

As informações básicas podem ser acessadas por uma pequena tela integrada e monocromática. Nela, o usuário pode acessar o relógio, o número de passos dados e calorias queimadas. Em modo de treinamento cronometrado, é possível verificar o tempo gasto em um percurso, e os metros percorridos durante a atividade. Todos esses itens podem ser acessados através do único botão de comando, que para evitar um acionamento acidental, ele é um pouco mais duro de ser ativado do que o ideal.

DSC02571

Vale lembrar que, de acordo com os dados fornecidos pelo fabricante, essa pulseira possui especificações de resistência no padrão IP67, ou seja, ela é resistente à poeira e água (atenção: resistente, mas não à prova d’água), e que o seu Bluetooth está no padrão 4.0+edr.

 

Configuração

Como já foi mencionado nesse review, a configuração dessa pulseira inteligente da Vidonn é feita com a ajuda do smartphone, através do aplicativo específico do fabricante. O manual de instruções que acompanha o produto não faz nenhuma referência sobre o nome do mesmo, e a única indicação para busca na Google Play é o nome do fabricante. O próprio quantificador não traz consigo o APK do aplicativo armazenado em sua memória, o que poderia facilitar o processo para os usuários menos experientes.

2014-07-28 22.17.31

Para essa primeira configuração, é necessário fazer com que o aplicativo identifique a sua pulseira em específico. Para isso, você deve não só deixar a sua conexão de internet ativa no smartphone (via WiFi, preferencialmente), mas também a conectividade Bluetooth, pois é ela que vai efetivamente transmitir os dados da pulseira para o seu telefone, e vice-versa. Essa configuração é relativamente simples, apesar de só serem concretizadas depois de você sair completamente do aplicativo no smartphone pela primeira vez.

O dispositivo também permite a configuração de alarmes individuais para diferentes atividades, par aqueles que contam com rotinas alternadas de atividades e horários de despertar diferentes para os dias da semana.

 

O produto, na prática

A Smart Bracelet Vidonn tem como objetivo principal monitorar o ritmo de vida do usuário, verificando se o mesmo é uma pessoa ativa ou muito sedentária, e se possível, mostrando de forma simples onde ele deve se empenhar mais para se tornar mais ativo. Para começar, o aplicativo estabelece um objetivo principal, como por exemplo quantos passos você precisa dar por dia para queimar aproximadamente 900 calorias. Não que você vai mesmo queimar essas calorias, mas na teoria, são necessários 10 mil passos por dia para alcançar essa meta.

2014-07-30 19.11.56

O aplicativo do smartphone mostra gráficos sobre o seu desempenho de passos por dia, por semana e por mês. Ele também é capaz de analisar o seu período de sono, identificando a inatividade do seu corpo enquanto você estiver dormindo, e até verificar se você está com um ciclo de sono adequado para o seu biotipo. Itens como idade, peso e sexo são levados em consideração para que essa análise seja algo eficiente.

2014-07-30 19.12.07

Tudo funciona de forma relativamente simples após as primeiras utilizações. A maioria dos usuários não terá muitas dificuldades na configuração dos itens e identificação dos dados. Talvez a parte mais “complicada” está na primeira sincronização, onde você precisa ter o Bluetooth do smartphone acionado, e a tela da pulseira ligada, para que tudo seja identificado corretamente.

Mas a pergunta mais importante desse post é: essa pulseira quantificadora realmente funciona do jeito que deveria?

A resposta é… bom… mais ou menos.

DSC02577

A pulseira quantificadora, de forma efetiva, funciona. Ela possui sensores que identificam quando você está parado, andando, correndo e dormindo (que é diferente de estar parado, e eu explico sobre isso daqui a pouco). Nos diferentes testes feitos, a contagem de passos foi alternada (ou não), conforme o corpo se movimenta (ou não). Porém…

Se essa é uma pulseira quantificadora, a melhor forma de você utilizá-la para monitorar todas as suas atividades é usando o produto o tempo todo com você, 24 horas por dia. Nem considero um grande problema o fato de sua bateria contar com uma autonomia de apenas dois dias de uso (levando em conta que estamos falando de um produto “básico”, e não de um grande fabricante), até porque a sua recarga de bateria é bem rápida (duas horas em uma porta USB 2.0).

DSC02597

O grande problema é que a Smart Bracelet Vidonn não só consegue monitorar os seus passos, mas também qualquer movimento mais brusco que você faz com o braço, e contabiliza esse movimento aleatório… como um passo! Durante os testes, em movimentos cotidianos como o de digitar no computador ou levar o garfo até a boca para comer, se esse movimento for mais amplo ou mais rápido, o sensor “entende” que você deu um passo. E no meu entendimento, não era isso que o dispositivo deveria fazer.

O problema fica mais acentuado quando você utiliza a pulseira no braço que você tem maior atividade diária (para destros ou canhotos). Mesmo assim, quando a pulseira é instalada no seu braço “cego”, a contagem dos movimentos aleatórios como passos persiste, o que torna o cálculo dos passos dados algo impreciso. Não sei se em produtos similares de outros fabricantes essa tendência existe, mas acredito que um produto com suas finalidades deveria ter um comportamento diferente.

Ou todo mundo deveria utilizar essa pulseira no tornozelo, para resultados mais precisos. E, mesmo assim, eles não seriam tão precisos assim.

 

Conclusão

DSC02601

A Smart Bracelet Vidonn pode até ser um produto interessante para quem quer ter uma pulseira quantificadora e não quer gastar muito. Porém, por conta de sua imprecisão nos resultados de monitoramento, não é um produto para aqueles que precisam levar a sério os resultados, como atletas profissionais e os profissionais de saúde e condicionamento físico.

O produto é válido para atletas amadores, esportistas ocasionais e pessoas que fazem caminhadas todos os dias. Mesmo com resultados que podem não refletir a realidade de suas atividades, é um produto que pode sim incentivar as pessoas a se manterem mais ativas, não apenas pelos objetivos propostos de passos dados por dia (que podem eventualmente virar uma competição com seus amigos nas redes sociais), mas também por ilustrar melhor para o usuário como ele é ativo ou não, e dando uma ideia de como ele pode mudar o seu ritmo de vida.

Na concepção geral do produto, ele está aprovado. No meu entender, ele precisa melhorar em pontos cruciais para ser ainda mais útil. Mas podemos dizer que se você quer um produto que “te dá uma mãozinha” para viver mais e melhor, essa pulseira pode ser uma forma interessante (e até divertida) de começar. De forma descompromissada, é claro.

 

Review em Vídeo

Mais fotos do produto

DSC02535 DSC02540 DSC02548 DSC02558 DSC02579 DSC02590