StorageReview-Seagate-Cental

Cada vez mais estamos nos acostumando a armazenar nossos dados, informações, fotos, músicas e qualquer outra informação digital que nos interesse na tal “nuvem”. O conceito de cloud já é uma realidade nas nossas vidas. Logo, por que não criar a nossa “nuvem” de dados na nossa casa, compartilhando arquivos com todos os equipamentos conectados de sua casa, reproduzindo arquivos e realizando backups de dados de forma simples, prática e eficiente? Pois bem, é exatamente isso que o Seagate Control se propõe a ser.

Recebi o produto da assessoria de imprensa da Seagate, e durante os testes, eu pude perceber o quão ele pode ser prático para a vida de quem vive conectado o tempo todo, possui uma rede sem fio compartilhada com vários equipamentos, e quer centralizar os seus dados em um disco rígido central, mas sem apelar necessariamente para um computador apenas para isso. A seguir, relato para vocês a minha experiência com o produto, mostrando para que tipo de usuário ele é mais recomendado.

 

O que é o produto?

O Seagate Central – como o próprio nome sugere – é um centralizador de arquivos sem fio. É uma evolução direta de produtos similares da própria Seagate que já testamos aqui no blog, mas com um design mais compacto e elegante, se integrando melhor aos demais dispositivos que você tem na sua residência.

Além disso, apesar do produto ter uma elevada aspiração para servidor multimídia, o Seagate Central é pensado para todo e qualquer tipo de arquivo que você usa nos seus equipamentos, não só compartilhando esse conteúdo, mas também oferecendo uma área dedicada para gerenciamento de dados de cada usuário. Como se fossem contas diferentes de serviços online que já utilizamos no nosso dia a dia (Google Play, Dropbox, etc).

Na prática, o dispositivo pode ser muito bem vindo no uso doméstico e profissional (em escritórios de pequeno porte), não só pelas suas características físicas como técnicas, se adaptando muito bem em diferentes situações. Mas falo sobre isso nesse review mais adiante.

 

Características físicas

DSC03341

O conceito de design proposto no Seagate Central é bem simples. O produto visualmente lembra um set-top box (ou um receptor de TV por assinatura), o que fará com que ele fique bem integrado entre os demais dispositivos já presentes na sala de sua casa. Não há botões físicos na sua parte externa, já que toda a configuração é feita pelo computador, com a ajuda do navegador padrão de internet do usuário.

DSC03348

O dispositivo possui um acabamento com material vazado na parte superior e laterais, o que deve ajudar na dissipação do calor dos seus componentes internos. Aqui também destaco o seu tamanho, que não é tão grande se levarmos em conta que estamos falando de um produto que pode receber um disco rígido de até 4 TB.

DSC03356

Na parte traseira, os únicos conectores disponíveis são o do adaptador de rede elétrica, o conector de rede (com um cabo que será conectado no seu roteador) e uma porta USB, para eventual transferência de dados de um disco rígido externo para o disco rígido do Seagate Central. Vale lembrar que essa pode ser a forma mais prática de transferir arquivos com grande volume de dados (filmes, principalmente).

No kit de venda, temos como itens adicionais apenas o cabo de rede e o adaptador de energia, além dos manuais físicos. Não há DVDs de instalação de software ou links para download de arquivos adicionais. E essa é uma excelente notícia, pois coloca o Seagate Central na lista de um dos dispositivos mais práticos de se configurar no mercado.

 

O produto em funcionamento

O grande ponto positivo do Seagate Central é a forma como ele se integra aos outros dispositivos já presentes na sua residência/escritório, e as respectivas especificações técnicas do mesmo. O simples fato de conectar o dispositivo no roteador já fez com que, automaticamente, todos os meus demais dispositivos com conexão de rede sem fio (notebooks, tablets, TVs) identificaram a central multimídia sem maiores problemas. Sem qualquer tipo de configuração adicional nos dispositivos conectados.

seagate-central-01

A partir daí, tudo o que você precisa fazer é um primeiro cadastro de nome de usuário e senha, a partir do seu computador (preferencialmente) para o acesso dos dispositivos com o Seagate Central. Uma vez criada a conta principal, você pode acessar os dados da sua área do disco rígido, a partir da inclusão do nome de usuário e senha, em qualquer um dos dispositivos conectados na sua rede.

seagate-central-02

Ou seja, você não tem qualquer tipo de dificuldade para configurar os dispositivos que vão utilizar o Seagate Central, muito menos para administrar as contas a serem cadastradas para compartilhamento de dados. Além da área de dados comuns (dados públicos), onde todos os usuários cadastrados podem acessar tais arquivos, as contas individuais oferecem um armazenamento privado de dados. Um usuário não pode acessar os dados de outro usuário, e o administrador da rede tem acesso a todos os arquivos armazenados.

O sistema de gerenciamento é bem simples. Sua interface é intuitiva, lembrando muito os populares sites de compartilhamento de arquivos que já utilizamos todos os dias (Google Drive, Dropbox, etc), onde as configurações podem ser gerenciadas diretamente do navegador de internet padrão do seu computador. Temos aqui mais um ponto positivo do produto, pois ele dispensa a necessidade de instalação de um software adicional para configuração e gerenciamento do sistema de compartilhamento.

screen_shot_2014-02-20_at_5.06.58_pm

Durante os testes, o streaming de músicas e vídeos em diferentes dispositivos (notebooks, tablets PCs) foi feito de forma eficiente, sem engasgos ou travamentos. Nos tablets e smartphones, foi necessária uma instalação de um aplicativo adicional da Seagate para a visualização dos itens. Nos PCs e TVs, bastou utilizar o sistema de pastas (no caso do Windows 7/8) ou a interface do software já presente no televisor. E tudo isso, com uma simplicidade muito maior do que aquela vista em propostas anteriores.

 

Conclusão

seagate_central_0

O Seagate Central está aprovado. O produto é uma excelente solução para compartilhamento remoto de arquivos, principalmente para as atividades multimídia. É uma forma inteligente e bem funcional para a reprodução desses conteúdos em smartphones e tablets, onde o problema do espaço de armazenamento é ponto comum para a maioria dos produtos disponíveis no mercado.

O que mais surpreende positivamente é a facilidade de configuração do acesso ao dispositivo, e como o produto pode ser facilmente reconhecido em uma rede doméstica. Ter vários dispositivos que podem enxergar essa central multimídia é uma grande vantagem para quem vai utilizar o produto em um local com vários usuários, ou para aqueles que tem uma família relativamente numerosa.

Por fim, é preciso encarar a compra do Seagate Central como um investimento. Entendo que os geeks mais convictos (meu caso) vão adorar ter uma facilidade como essas em casa. Para a maioria dos usuários, é preciso encará-lo como um centralizador multimídia na íntegra. Coloque toda a sua biblioteca digital no HD interno do dispositivo, e permita que essa será a principal via de acesso para esses arquivos para a casa toda.

Em uma comparação bem abstrata, é como se você combinasse um Dropbox ou Netflix na sua casa, se livrando de cabos, fios ou outros entraves físicos. Não tem preço ver a sua série preferida na cama, ou no sofá de casa, pelo tablet ou smartphone, sem maiores entraves.

 

Mais fotos do produto

DSC03329 DSC03336 DSC03350 DSC03362 DSC03368

seagate-central-03 seagate-central-04