Chegamos ao mês de dezembro, e temos mais um review aqui no TargetHD. Dessa vez, analisamos o tablet Samsung Galaxy Tab 7.7 P6800, adquirido durante a Black Friday 2012. Na verdade, a ideia era adquirir um novo iPad, mas quando eu vi a possibilidade de ter nas mãos um dos tablets Android mais completos do mercado nacional (enquanto o Nexus 7 não chega oficialmente por aqui, é claro), e por um preço que era 40% menor do que o seu preço de tabela, não houve muitas dúvidas, e a compra por esse modelo da Samsung acabou sendo inevitável. A seguir, vamos saber se esse investimento valeu a pena.

A primeira impressão que eu tive ao ver de perto o Galaxy Tab 7.7 P6800 é de um produto muito bem construído, pequeno, leve e mais fino que os outros tablets da família Galaxy Tab. E, de fato, ele é significativamente mais fino, contando com 7.9 mm de espessura, contra 10.5 do Galaxy Tab 2 7.0 P3100 (modelo que já analisei aqui no TargetHD, e que vou usar como referência de métrica e de especificações técnicas). Mesmo sendo mais largo (133 mm) e mais alto (196,7 mm), o produto é muito cômodo para se segurar, e essa diferença acaba não sendo tão relevante no seu uso prático. Para digitação com os polegares (na orientação vertical), ele fica bem confortável, sem causar fadiga por um tempo prolongado, e com um alcance eficiente dos polegares nas teclas de difícil acesso.

Para você ter uma ideia do quanto ele é pouca coisa maior que o Galaxy Tab 2 7.0, você pode acondicionar o Galaxy Tab 7.7 sem maiores problemas em uma bolsa com zíper originalmente projetada para um tablet de 7 polegadas. Não estou dizendo que todos os acessórios que você possui para o seu tablet de 7 polegadas serão compatíveis com o P6800 (até porque não são, por causa da diferença de dimensões). Mas aqueles que servem para transporte e conservação do produto podem servir sim. Na verdade, quero mesmo ilustrar que a diferença de 0.7 polegada é algo insignificante.

Aqui, vemos o conector para os fones de ouvido e um dos microfones para captação de áudio durante as gravações de vídeo. O Galaxy Tab 7.7 conta com dois microfones, para garantir uma melhor qualidade de áudio nos vídeos. é algo interessante, mas talvez não muito necessário, uma vez que gravar vídeos no tablet não é algo que posso considerar essencial no produto, uma vez que o resultado final dessa prática fica abaixo do esperado. Mas falo disso mais para frente.

Quero destacar aqui o cuidado de acabamento que a Samsung teve no produto, deixando as bordas da carcaça relativamente finas, que acompanham o design refinado do produto. Pode não parecer, mas esses detalhes aumentam a sensação de leveza do produto, deixando o mesmo mais bonito e elegante quando visto ao vivo.

Visão geral da lateral esquerda do Galaxy Tab 7.7.

Aqui, podemos observar o quanto o tablet é fino e leve. De fato, com apenas 340 gramas de peso, é um produto muito confortável para se ter nas mãos, sem causar fadiga na hora de segurar por várias horas, em diferentes atividades, como leitura, jogos e visualização de vídeos. Esse é um diferencial considerável na hora de comprar um modelo com tela de 7 polegadas (ou um pouco mais, nesse caso).

A seguir, repito a experiência que fazemos nos últimos reviews, e mostro algumas fotos registradas do tablet em análise com outros dois produtos. Nesse caso, com os smartphones Apple iPhone 4 e Motorola RAZR i.

Sua espessura total é um pouco maior do que a dos dois smartphones juntos, o que indica que esse modelo não é muito largo.

O tablet da Samsung é visivelmente mais fino que os dois smartphones utilizados nesse comparativo.

Nessa imagem, podemos ver com mais clareza a diferença entre espessuras dos dois modelos.

Na lateral esquerda do produto, temos um slot para chips SIM, para acesso à redes 3G e conectividade de internet móvel. Lembrando: o Galaxy Tab 7.7 também funciona como celular, permitindo que o usuário possa realizar e receber chamadas e mensagens de texto, como em um smartphone normal.

Ok, eu disse que você pode utilizar esse tablet como um celular, mas isso não quer dizer que você vai pagar o mico de ficar com o tablet na orelha, colado ao rosto, certo? Para você ser mais discreto ao utilizar a função de telefone no produto, você vai contar com a ajuda desses fones de ouvido com microfone integrado, que acompanham o produto. São fones de boa qualidade para essa missão, e com qualidade regular para a reprodução de músicas e do áudio dos vídeos e jogos executados.

Ainda na lateral esquerda, você encontra o slot para cartões microSD, de até 32 GB. Aqui, é sempre bom lembrar que vale a pena você comprar um cartão de boa qualidade e de marca confiável. Caso contrário, o tablet vai ter aquele velho problema de incompatibilidade com unidades externas de armazenamento, já detectada em outros dispositivos Android, que é o que faz o produto reiniciar de forma aleatória, logo após salvar uma foto ou arquivo no cartão microSD.

Visão geral da parte inferior do Galaxy Tab 7.7 P6800. Você pode ver o conector para cabo de dados USB, que também atua como cabo de recarga do dispositivo. Infelizmente, ele segue com um cabo proprietário de dados, dificultando a vida dos usuários em caso de perda desse item durante uma eventual viagem. Bem do lado esquerdo, podemos ver o segundo microfone que citei um pouco acima nesse texto, e os dois alto-falantes, que reproduzem muito bem o áudio emitido pelo produto, sem distorções e em um volume de áudio elevado o suficiente para que você consiga ter uma audição satisfatória na maioria dos conteúdos reproduzidos pelo produto.

Na lateral superior direita, encontramos o botão de liga/desliga e bloqueio de tela do produto, além dos botões de controle de volume. Em alguns momentos é um pouco confuso você ir direto com a mão no botão correto para desbloqueio da tela, mas com o tempo, você se acostuma.

Visão geral da parte traseira do Tab 7.7.

A Samsung utilizou uma bem sucedida combinação entre materiais plásticos em tom cinza com uma tampa traseira em metal escovado, que oferece uma sensação de solidez e elegância no acabamento final. Isso deixa o tablet ainda mais bonito, mas mesmo que a intenção da utilização de materiais mais resistentes no seu acabamento, é altamente recomendado a compra de um case ou uma capa de silicone/tpu para proteger o tablet. Afinal de contas, esse tipo de cuidado nunca é demais.

Visão da sua câmera traseira, com flash LED.

Como disse antes, nunca espere muito de uma câmera de um tablet. Na maioria dos casos, essas câmeras só servem para que o usuário tenha a satisfação em dizer que “o seu tablet possui uma câmera traseira integrada”.

No caso do Galaxy Tab 7.7 P6800, não é diferente: temos aqui uma modesta câmera de 3 megapixels, que é capaz de gravar vídeos em HD (1280 x 720p @ 30 FPS), mas não espere uma qualidade espetacular desses vídeos. Já a câmera frontal é um pouco mais aceitável, com 2 megapixels de resolução, podendo até registrar auto retratos razoáveis (levando em conta que estamos falando de um tablet). Mas para publicar essas fotos em redes sociais, até que ela quebra o galho.

Abaixo, registramos algumas fotos de teste da câmera do produto (reduzimos as fotos para que as mesmas suportassem o layout do blog):

Abaixo, uma foto da câmera frontal do Tab 7.7 P6800:

A seguir, um breve vídeo de demonstração do modo de gravação de vídeos da câmera traseira do tablet da Samsung.

 

Aqui, mais uma imagem que mostra o acabamento do produto, e seus detalhes de design. Realmente, muito elegante.

O produto em funcionamento (que é o que interessa)

Ao ligar o produto, a primeira coisa que ele fez depois de configurar a conta de usuário e a rede WiFi foi notificar o usuário sobre a atualização de firmware. Originalmente, ele veio com o sistema Android 3.2 (Honeycomb), mas a atualização de firmware entregue foi para a versão 4.0.4 (Ice Cream Sandwich). Todo o processo de atualização levou aproximadamente 30 minutos (entre download, reinicializações e instalação da firmware), e depois disso, o tablet estava pronto para uso.

Alguns usuários reclamaram comigo via internet que, depois de atualizarem o tablet para a nova versão do Android, o WiFi deles passou a ter sérios problemas. Até agora, não observei absolutamente nada de anormal com o modelo que comprei, mas vale observar que fiz a atualização assim que recebi o produto. Como cada caso é um caso, e não existe uma regra universal sobre problemas e soluções, recomendo que, para aqueles que ainda estão com esses problemas de WiFi no Tab 7.7, que verifiquem se estão utilizando a última versão da firmware (Android 4.0.4), e se estão utilizando, que refaçam o procedimento. Se nada disso der certo, que procure a assistência técnica da Samsung para resolver o problema. A única coisa que posso dizer é que, atualizado do zero e de forma imediata (sendo a primeira coisa que você faz no tablet), o sistema é atualizado sem maiores problemas, e o WiFi funciona de forma perfeita.

Como vocês podem observar, eu não estou utilizando a interface adotada pela Samsung para o Android Ice Cream Sandwich para o manuseio do tablet. O motivo? Pelo simples fato de ter percebido que é justamente a customização feita pela Samsung na interface de usuário que faz com que qualquer produto desenvolvido por eles (tablets e smartphones entram nessa equação) fiquem com uma experiência final mais “agarrada”, e com engasgos. Para não me incomodar com isso, decidi instalar uma launcher alternativa, a GoLauncher EX, que é facilmente encontrada na Google Play (a versão pode variar de acordo com o dispositivo que você está utilizando).

Para instalar uma launcher alternativa, você não precisa modificar as especificações técnicas do dispositivo, muito menos rootear o tablet ou smartphone. Basta você pesquisar essa interface de usuário na Google Play, fazer o download e abrir uma única vez para configurá-la. Simples, prático e funcional. Para aqueles que não gostam do desempenho da interface Android escolhida pelo fabricante do seu dispositivo, não pense duas vezes: instale uma launcher alternativa. Existem várias boas interfaces Android disponíveis na Google Play; faça uma boa pesquisa, e instale aquela que seja da sua preferência. Isso vai interferir de forma decisiva no desempenho do dispositivo em questão.

E em termos de desempenho… o Samsung Galaxy Tab 7.7 P6800 é excelente! Depois da troca da launcher da Samsung, é possível perceber o quanto o produto pode ser ágil na execução de diferentes aplicativos de forma simultânea, e sem travamentos, engasgos ou travadas. Durante os testes, eu deixei pelo menos 15 aplicativos de categorias diferentes abertos em segundo plano (alguns jogos um pouco exigentes, para deixar a tarefa mais complicada, como Temple Run, Bad Piggies HD e Cut The Rope), e o Galaxy Tab 7.7 nem soluçou!

Isso é possível graças ao seu processador dual core de 1.4 GHz, que trabalha em conjunto com 1 GB de RAM e uma tela Sumper AMOLED Plus, com resolução de 1280 x 800). É uma combinação perfeita para quem deseja um tablet fluído, rápido, que não sofra dos problemas de travamentos e interrupções de programas de forma repentina. Resumindo: quer um tablet pequeno para ver vídeos, rodar jogos, programas um pouco mais pesados (como o Documents to Go) ou muitos programas em execução simultânea? O Samsung Galaxy Tab 7.7 P6800 é a escolha ideal.

O modelo também vai muito bem na hora de reproduzir vídeos. Pelas suas características de tela (Super AMOLED Plus, com resolução de 1280 x 800), o Galaxy Tab 7.7 exibe as imagens em alta definição com excelente qualidade final, aproveitando muito bem a resolução de sua tela. No caso dos jogos projetados para essa definição, o espaço de tela é muito bem aproveitado. O modelo também se beneficia de contar com bordas de tela menores que o modelo de 7.0 polegadas. Em vídeos com 720p, não se percebe as bordas horizontais em preto, e o modelo aproveita o espaço nas suas laterais, com bordas reduzidas, ampliando assim o espaço de exposição de tela.

Repare como as bordas de tela são mais finas do que aquelas encontradas nos modelos Galaxy Tab 7.0. Essa pequena diferença é essencial para que o usuário segure com maior conforto o produto para leitura de livros, visualização de vídeos e execução de jogos.

Por falar em jogos, o Galaxy Tab 7.7 P6800 é muito bem vindo para essa finalidade. Com um conjunto de hardware potente, jogar nesse modelo é algo muito prazeroso. De Angry Birds a Temple Run, creio que a maioria dos gamers não terão dificuldades em rodar a grande parte dos jogos disponíveis no catálogo da Google Play. Aliás, modelos com esse nível de recursos são recomendados para atividades multimídia. Logo, reforço a recomendação para essa finalidade.

Por fim, para quem quer um tablet para leitura de livros, acesso à web, leitura de feeds RSS, emails e outros elementos de texto, o Galaxy Tab 7.7 também se sai muito bem, não só por causa do seus recursos de hardware, mas também por causa de sua tela Super AMOLED Plus. Ela oferece cores mais vivas, e com um ajuste de brilho adequado, você não fica com a vista cansada ao ficar muitas horas diante da tela. Para completar a equação, com uma bateria de 5.100 mAh, você tem uma excelente autonomia de bateria garantida. Utilizando ele por seis horas por dia, de forma intensa, você pode deixar o tablet por, pelo menos, dois dias longe da tomada (no tempo que não for utilizá-lo, você pode simplesmente deixar o produto no modo avião). E isso jogando, lendo e-mails, acessando redes sociais, feeds RSS, assistindo vídeos, com WiFi ligado o tempo todo… é uma bateria com uma autonomia simplesmente excelente. O seu acesso em 3G também é muito bom (dependendo da operadora que você está utilizando), uma vez que o modelo é compatível com as conexões 3G+ (21 Mbps).

Abaixo, assista o vídeo review do Samsung Galaxy Tab 7.7 P6800, onde mostro o produto em funcionamento e alguns dos seus recursos.

 

Conclusão

O Samsung Galaxy Tab 7.7 P6800 foi APROVADO com méritos. É um dos melhores tablets Android com tela entre 7 e 8 polegadas disponível no mercado brasileiro. Antes que a essa altura você me pergunte se ele é melhor do que o Google Nexus 7, a minha resposta é “NÃO”, mesmo sem testar o modelo do Google (me baseio pelas especificações técnicas do modelo). Aliás, fica difícil qualquer tablet Android competir com esse modelo do Google, pensado no Android 4.1, com processador NVIDIA Tegra e especificações praticamente exclusivas.

Mas esse tablet da Samsung é um dos melhores que eles já lançaram, e superior aos seus concorrentes com essas dimensões de tela, graças ao seu conjunto de hardware que está acima dos demais. Enquanto a maioria dos concorrentes contam com telas LED tradicionais, processadores de, no máximo 1 GHz (ou 1.2 GHz, na melhor das hipóteses) e até 768 MB de RAM, o Tab 7.7 já vem com tela Super AMOLED Plus (1280 x 800), 1.4 GHz de processador dual core e 1 GB de RAM. E isso faz uma diferença considerável na hora de executar as tarefas descritas nesse review.