razer-sabertooth-gallery-8

Não é todo dia que testamos acessórios para games no TargetHD. Aliás, não é todo dia que jogamos videogames no TargetHD. Somos muito ocupados por aqui, publicando as notícias que deixarão vocês devidamente informados sobre o que acontece no mundo da tecnologia. Por isso, aproveitamos que a Razer mandou para nós o Sabertooth para testes, e decidimos aproveitar de algumas horas de jogatina descompromissada, além de produzir mais um review de tecnologia para o blog.

Até porque aqui é assim: nós carregamos pedra enquanto descansamos.

A primeira coisa que você precisa saber sobre o Razer Sabertooth é que ele é um acessório que tem como objetivo tornar a sua experiência com os jogos no Xbox 360 algo otimizado. Não é apenas um controle que conta com botões e LEDs adicionas, ou um acabamento diferenciado. Ele oferece recursos que efetivamente podem se converter em uma melhor performance para os gamers que souberem se aproveitar disso. A ideia não é apenas comprar mais um controle para o seu videogame, e sim investir em um melhor desempenho final nas partidas disputadas.

razer-sabertooth-gallery-9

O Razer Sabertooth vem em um case que é muito bem vindo para os gamers que vivem se deslocando, seja para jogar casualmente com os amigos nos finais de semana, ou para quem disputa torneios mais a sério. Pode parecer bobagem alguém querer levar o acessório em um case desses, mas acreditem: faz toda a diferença.

Tudo fica devidamente organizado. Controle de um lado, cabos do outro. Não há desculpa para chegar ao local do jogo com um emaranhado de cabos enrolados, ou até mesmo com o cabo do controle enrolado no corpo do videogame. Aliás, nos tempos de hoje, onde os principais consoles de videogames usam controles sem fio, enrolar os cabos no mesmo não faz o menor sentido.

Na sua estética, o Razer Sabertooth não é tão diferente assim do controle original do Xbox 360. Até porque é compreensível que a Razer quisesse manter a ergonomia do acessório, para não deixar a experiência de uso tão diferente daquela que o usuário já possui. Logo, nesse aspecto, o gamer não vai notar muitas diferenças durante a rotina de jogo. As posições de botões, sticks analógicos e direcionais são as mesmas, até com uma ligeira vantagem para o direcional em cruz da Razer no estilo dos botões escolhidos.

razer-sabertooth-gallery-2

É um controle leve. Mais leve que o original, o que ajuda no conforto para partidas mais prolongadas. Também é preciso levar em consideração que, pelo fato de não contar com o compartimento de pilhas (ou bateria removível) na parte traseira, a área onde os dedos ficam apoiados é maior, o que ajuda ainda mais na ergonomia do controle.

O controle possui um acabamento em plástico com efeito semi-emborrachado, o que torna o seu agarre mais firme e agradável. O controle não escorrega das mãos durante o uso, e para quem tende a transpirar pelas mãos enquanto joga (acredite, isso é mais comum do que se imagina), esse detalhe pode ser uma vantagem a se considerar. De fato, a Razer acertou nesse aspecto, oferecendo um acessório com um acabamento diferente daquilo que a Microsoft oferece no seu produto.

Os botões de ação e de opções (back e start) contam com formatos similares ao encontrados no controle original, ou seja, mais uma vez a experiência de uso está garantida nesse aspecto. Os sticks analógicos são ligeiramente menores, mas em uma diferença muito pequena em relação ao controle original, o que faz com que o impacto no uso diário seja realmente muito pequeno (na verdade, a mudança é zero).

razer_sabertooth

Talvez a grande diferença do Razer Sabertooth para o controle original está nos dois botões de comando localizados na parte superior do controle, no espaço disponível entre os dois botões de comando do controle original. Desse modo, além de não modificar de forma drástica o design do acessório, eles conseguem adicionar um botão de ação programável, para um comando extra (de acordo com a disponibilidade do título em questão).

Além disso, uma pequena tela em LED mostra a função personalizada ativa no controle, com outros dois botões que auxiliam nesse ajuste. Sem falar no fato que o controle permite um ajuste personalizado da sensibilidade dos sticks analógicos, o que pode oferecer uma excelente vantagem para os jogadores mais habilidosos, permitindo um ajuste da resposta dos comandos que se alinhe ao perfil do jogador, com uma diferença substancial em relação ao controle original, que não permite tal personalização.

O resultado desse conjunto de propostas é um produto que oferece uma usabilidade muito ajustada, não só para os gamers casuais, mas para os avançados. Talvez os jogadores mais exigentes podem sentir falta de recursos mais avançados, ou de um controle com suporte ao modo sem fio. De qualquer forma, o fato é que o Razer Sabertooth é um controle que oferece alguns adicionais que otimizam a atividade de jogo.

O controle respondeu muito bem aos comandos, e não foram percebidas maiores anormalidades que prejudicassem a experiência de jogo. Aliás, essa é uma observação que consta no review apenas por uma questão de mera formalidade. A Razer mantém a sua regularidade em oferecer produtos de excelente qualidade na construção, acabamento e desempenho, sendo esta uma das marcas mais consagradas pelos gamers de diferentes níveis de exigência em todo o planeta.

razer-sabertooth-gallery-3

Por fim, o Razer Sabertooth está aprovado. Para quem busca um pouco mais na hora de jogar, com um acessório de elevada qualidade de construção e funcionamento, o produto pode ser uma ótima escolha. Mantém a tradição da Razer em oferecer acessórios para games com uma marca registrada, e uma qualidade final excelente. É o tipo de produto que pode ser um interessante investimento para um grupo considerável de consumidores.