quantum-go-01

Como uma empresa novata pode atrair os holofotes do público e imprensa especializada rapidamente? Simples: oferecendo um produto no estilo “bom, bonito e barato”. A Quantum é uma startup que conta com o suporte técnico da Positivo Informática, e apresentou recentemente o Quantum Go, smartphone pensado nos gostos, necessidades e interesses do consumidor brasileiro que está disposto a pagar até R$ 800 em um dispositivo que ofereça uma boa relação custo-benefício.

Pelo menos nesse primeiro lançamento, a Quantum parece mostrar que fez bem a lição de casa. Não estamos apenas diante de um smartphone com linhas bem trabalhadas e material acima da média para a sua proposta. Temos um produto que surpreende no seu desempenho, que está muito equilibrado para um produto com suas características. A relação custo-benefício foi alcançada, e temos um produto muito promissor, que pode tirar o sono de muitos fabricantes consolidados.

Nesse review, vamos conhecer o produto em detalhes. Ver suas características físicas e técnicas, e mostrando nossas impressões sobre essa primeira empreitada da Quantum no mercado mobile brasileiro.

 

Características Físicas

2015-10-13 15.45.15-2

A primeira coisa que vem à nossa cabeça quando entramos em contato direto com o Quantum Go pela primeira vez é de ter nas mãos o smartphone Android mais fino e leve que você já usou em muito tempo. Temos aqui um gadget com linhas refinadas e sofisticadas, que pode ser transportado no seu bolso da calça sem dificuldades, e sem criar o volume indesejado de outros modelos.

2015-10-13 15.45.36-4

A baixa espessura (6.5 mm) e peso (115 gramas) desse smartphone se alinham perfeitamente à proposta de oferecer um produto com design premium, refinado, elegante e bem acabado. Inclusive as bordas bem marcadas e arredondadas, que irremediavelmente lembram alguns dispositivos da Sony, são uma prova dessa proposta de oferecer em um produto de custo inferior as mesmas características estéticas de modelos mais caros.

O resultado dessas combinações conceituais é que o Quantum Go é um produto muito mais agradável de ser utilizado no dia a dia. Com o baixo preço, a tendência é que o usuário acabe utilizando o smartphone por mais tempo, tanto durante as chamadas como o uso com as redes sociais, navegação na internet e jogos. Em tempos onde temos mais tabletphones com um hardware mais robusto e baterias mais volumosas, o dispositivo da Quantum até gera um contraste que é bem vindo.

2015-10-13 15.45.58-1

Os botões de controle de volume e liga/desliga/bloqueio de tela estão bem ressaltados em relação ao corpo do dispositivo, ficando bem alinhados nas laterias, logo abaixo da gaveta que oferece acesso para o slot de cartões microSD. Na outra lateral, temos apenas a gaveta para o slot para o microSIM dual card. Tudo muito bem integrado à proposta de design. E sim, o produto acompanha uma chavinha de ejeção desses slots.

2015-10-13 15.45.49-1

2015-10-13 15.46.09-4

Na parte superior, encontramos o conector para fones de ouvido 3.5 mm e o conector micro USB, para recarga de bateria e transmissão de dados. Na parte inferior, os alto-falantes integrados do smartphone.

2015-10-13 15.46.24-2

A parte traseira do Quantum Go é igualmente elegante e bem acabada, mostrando simplicidade e sobriedade. Apenas o logo da empresa, o nome do dispositivo e a câmera traseira, com flash LED. A tampa traseira do dispositivo não é removível.

2015-10-13 15.46.35-3

No final das contas, o Quantum Go é um excelente trabalho de design, se demonstrando um produto bem construído, e provando de uma vez por todas que é sim possível fazer um bom trabalho na estética de um produto, mesmo quando ele não está na categoria de dispositivos premium. Basta uma boa dose de boa vontade por parte do fabricante.

 

Acessórios

2015-10-13 15.49.55-1

O Quantum Go vem com um kit de venda bem interessante. Além do smartphone (óbvio), temos o carregador de parede, o cabo USB para recarga de bateria e transferência de dados para o computador, além dos fones de ouvido intra-auriculares, o que ajuda a garantir um certo isolamento de ruído externo durante as chamadas e reproduções musicais.

2015-10-13 15.50.22-2

Mas um dos diferenciais desse dispositivo é a presença desse adaptador, que atua como antena para recepção do sinal digital. É um adaptador com um formato diferente do que aqueles que estamos acostumados a ver, com uma espécie de presilha, que serve para manter o smartphone seguro na mão durante o uso, ajudando a evitar quedas acidentais.

2015-10-13 15.47.13

Por último, mas não menos importante, o kit de compra acompanha sim a chavinha para ejeção das gavetas dos slots para chips SIM e cartão de memória microSD.

2015-10-13 15.49.00-2

 

Tela

O Quantum Go possui uma tela de 5 polegadas, com resolução HD (1280 x 720 pixels), AMOLED. É o tamanho de tela considerado padrão para o mercado atual de smartphones de linha média. Essas dimensões ajudam a tornar o modelo mais compacto e confortável durante o uso, e sem comprometer a experiência de uso. Muitos consideram esse tamanho de tela o ideal para as principais atividades.

2015-10-13 15.45.08-3

A tela desse smartphone é mediana, mas não decepciona. A qualidade final de imagem é boa, com excelente emissão de brilho e bom contraste. O usuário não terá problemas em visualizar os elementos do sistema operacional, ou em obter uma boa experiência multimídia em diferentes condições de luminosidade. Por outro lado, essa tela oferece bons resultados de visualização apenas razoáveis quando estamos em ambientes bem iluminados, ou em dias com sol forte. Nessas condições, mesmo com o brilho da tela no máximo a visualização das imagens pode ficar prejudicada.

Além disso, a presença de recursos como o MiraVision da MediaTek ajuda na hora de exibir as imagens com a melhor calibração de cores possível. Sem falar que esta é uma tela que não produz um gasto considerável de bateria. Pelo menos no uso mais casual, com atividades mais básicas pela maior parte do tempo, a tela do Quantum Go não se apresenta como principal responsável pelo elevado consumo de bateria.

2015-10-13 15.44.55-3

Por fim, a interação que o usuário pode encontrar com essa tela é a melhor possível. A resposta ao toque é precisa e eficiente, sem falar que alguns recursos de software acabam oferecendo funcionalidades especiais, como o duplo toque para bloquear a tela, já visto em diversos smartphones de diferentes fabricantes.

 

Sistema Operacional e Interface de Usuário

Screenshot_2015-10-10-16-18-18

O Quantum Go conta com o sistema operacional Android 5.1 Lollipop, com algumas customizações por parte do fabricante. Porém, são modificações sutis, que recebem algumas adições que são bem vindas, oferecendo uma maior usabilidade ao dispositivo. De um modo geral, o dispositivo conta com boa parte da experiência do Android tal e como a Google concebeu, o que é algo muito positivo sob vários aspectos.

Screenshot_2015-10-10-16-16-52

Não apenas por conta de uma experiência de uso mais uniforme e alinhada com alguns de seus concorrentes diretos, mas também pelo menor consumo de recursos de hardware, o que se converte em um melhor desempenho geral e um melhor gestão de bateria. Não que o impacto na autonomia de uso seja tão elevado assim, mas no aspecto de desempenho geral do smartphone, a diferença é considerável. Mas falo mais sobre isso mais adiante.

Screenshot_2015-10-10-16-22-17

Aqui temos mais um forte argumento a favor do Quantum Go. O Android Lollipop se comporta muito bem com as especificações de hardware do dispositivo. Não foram percebidos engasgos, travamentos ou arrastos durante os testes. Na verdade, o dispositivo apresentou uma impressionante fluidez nas transições de tela e execução de aplicativos. Algo que confesso que poucas vezes vi em um smartphone Android em mais de sete anos escrevendo no TargetHD.

Screenshot_2015-10-10-16-31-00

Acredito que todos os usuários que tiverem a oportunidade de testar o Quantum Go ficarão impressionados com a qualidade do dispositivo nesse aspecto. Sem falar que, durante o período de testes, pelo menos duas atualizações parciais foram enviadas, o que reforça o compromisso da empresa em manter o dispositivo constantemente atualizado, corrigindo falhas e melhorando o seu desempenho.

Sem falar que esse modelo já tem atualização garantida para o Android 6.0 Marshmallow, quando o mesmo estiver disponível.

 

Qualidade de Áudio

O Quantum Go conta com alto-falantes de reprodução na sua parte inferior. Algo compreensível, se levarmos em conta a sua proposta de design. Colocar alto-falantes frontais, tal como vem acontecendo nos últimos lançamentos de smartphones dos principais fabricantes, poderia resultar em um invariável aumento de espessura.

2015-10-13 15.44.49-2

Por outro lado, a qualidade de reprodução de áudio desse smartphone é considerada satisfatória. Por conta das características estéticas citadas no parágrafo anterior, não dá para esperar uma qualidade final de áudio muito potente, mas para um produto com essa proposta, o resultado final é bom.

A mesma coisa pode ser dita sobre o alto-falantes para chamadas, que também oferece uma boa qualidade de áudio em ambientes silenciosos, e um nível regular para os ambientes mais barulhentos.

 

Câmera

Já era de se esperar que o Quantum Go tivesse algum tipo de “restrição”, por conta de sua proposta de dispositivo com boa relação custo-benefício. E talvez as maiores restrições desse produto estejam mesmo nas suas câmeras, apesar da Quantum ter se esforçado para fazer um bom trabalho.

2015-10-13 15.46.28-1

A câmera traseira do Quantum Go possui um sensor de 13 megapixels (f/2.0), fabricado pela Samsung e com recurso BSI (Backside Illumination), que dá um maior ganho na captação de luz em ambientes pouco iluminados. Além disso, o sensor trabalha com o recurso Quantum Resolution pode capturar imagens de até 24 megapixels. Levando em consideração que o dispositivo aumenta a quantidade de pixels da foto por software, não podemos exigir os mesmos resultados finais de qualidade de uma imagem capturada com um sensor com 24 megapixels nativos.

É um recurso a mais para você ter uma imagem maior, que no final das contas não é algo tão imprescindível assim para um dispositivo dessa categoria. A maioria dos modelos da sua faixa de preço também recebem um sensor de, no máximo, 13 megapixels de resolução, que são mais do que suficientes para que a maioria dos usuários possam compartilhar fotos nas redes sociais com o mínimo de qualidade.

Screenshot_2015-10-10-16-20-43

Talvez a grande ausência no sensor traseiro do Quantum Go é a de um estabilizador ótico. Eu sei, estou pedindo demais de um smartphone com as suas características. Mesmo assim: esse é um item que está começando a se tornar um pré-requisito para telefones inteligentes de diferentes categorias, e é uma solução que é bem vinda para uma melhor qualidade final das fotos.

Screenshot_2015-10-13-16-11-23

Em compensação, o software de fotografia do Quantum Go oferece algumas funcionalidades que podem melhorar os resultados finais das fotos. Por exemplo, um modo de controle de movimento dos objetos, que reduz um pouco os efeitos de fotos tremidas. O modo Panorama também está presente, e funciona muito bem.

Screenshot_2015-10-10-16-20-56

O aplicativo de câmera é bem simples, contando com os recursos mais básicos para o registro de fotos com um smartphone. A maioria dos usuários não terá dificuldades no manejo do app. Talvez alguns recursos mais específicos e controles manuais fiquem um pouco escondidos. Além disso, os usuários mais exigentes vão observar que este é um software mais antigo do aplicativo de câmera, que já foi visto em outros modelos do Android.

IMG_20150928_122432

Outro problema da câmera do Quantum Go é o tempo de disparo da câmera. Comparado com outros dispositivos já testados (inclusive os seus concorrentes diretos de preço), é um tempo muito elevado. Aqui é onde mais sentimos a ausência de um estabilizador ótico de imagem, mas como já disse antes, não podemos ter tudo em um dispositivo com as suas características. Por outro lado, de todos os smartphones avaliados em 2015 por nós, esse modelo tem disparado o sensor mais lento de todos. Principalmente nos cenários noturnos ou pouco iluminados.

IMG_20151013_160529 IMG_20151013_160734 IMG_20151013_160824

No final das contas, a câmera do Quantum Go registra fotos apenas razoáveis. Os menos exigentes poderão obter bons resultados de imagem, principalmente em locais com luminosidade perfeita. Mas em muitos casos, as fotos não saem tão limpas. Ou a captação de luz em modo automático é excessiva, ou temos os já esperados tremores nas imagens. De qualquer forma, os mais treinados e os menos exigentes podem obter bons resultados. Os mais exigentes podem não gostar do que vão ver.

IMG_20151009_214313 IMG_20151010_162126 IMG_20151013_160915 IMG_20151013_160938 IMG_20151013_161127 IMG_20151013_183259 IMG_20151013_183310 IMG_20151013_185231 IMG_20151013_185434 IMG_20151013_205148

O Quantum Go possui uma câmera frontal de 5 megapixels, que se destaca por contar com um ângulo de captação de imagens de 84 graus. O recurso é bem vindo para aqueles que gostam das selfies em grupo. Aqui, o sensor tem um rápido tempo de disparo, mas com a qualidade final igualmente mediana.

IMG_20151013_161021

O software escolhido pela Quantum tende a comprimir em demasia a imagem, com o objetivo de reduzir o ruído das fotos com baixa luminosidade. Porém, isso acontece em exagero, a ponto de deixar a qualidade final das fotos um pouco artificiais.

IMG_20151010_162203

Além disso, o aplicativo de câmera também conta para o sensor frontal com o recurso Quantum Screen Flash, onde a tela do smartphone faz as vezes de flash, iluminando a mesma por alguns segundos, para um resultado final de fotos um pouco melhor em condições com baixa luminosidade. Já vimos esse recurso presente em outros dispositivos. E o resultado foi o mesmo: ajuda, mas não resolve. Não tem o mesmo resultado de um flash dedicado para o sensor frontal.

Games

O Quantum Go, apesar de ter uma estética de dispositivo premium, ele tem especificações técnicas medianas. E é necessário relembrar isso quando falamos no item games. Porque nesse aspecto, o dispositivo se comportou dentro do esperado, e de certo modo, até supera um pouco as expectativas. Justamente por ser um smartphone de linha média.

Screenshot_2015-10-10-16-04-08

Durante os testes, todos os jogos que normalmente utilizamos para a produção do review rodaram sem maiores problemas. Em alguns casos, como em Dead Trigger 2 e  Real Racing 3, o desempenho foi acima do esperado, pois os gráficos foram exibidos em alta qualidade, como se o mesmo fosse um dispositivo com uma GPU mais avançada. E o desempenho foi muito satisfatório, sem engasgos ou arrastos perceptíveis.

Screenshot_2015-10-10-16-15-57

Para a maioria dos usuários, ou para aqueles que querem um smartphone para jogar de forma mais casual, o Quantum Go atende bem as necessidades. Acho que até mesmo os gamers considerados hardcores ficarão surpreendidos com o desempenho final desse dispositivo com os jogos com qualidade gráfica mais elaborada.

Screenshot_2015-10-10-16-12-23

É claro a combinação de um processador octa-core de 1.3 GHz (que a Quantum promove como “True Octa Core”)  com 2 ajuda nesse resultado de boa qualidade. Mas é inegável que o trabalho feito pela empresa em manter o sistema Android o menos intrusivo possível é determinante para esse resultado obtido por esse dispositivo.

 

TV Digital

Screenshot_2015-10-13-15-50-57

Um dos adicionais do Quantum Go é a presença da função de TV digital, item que é bem procurado entre os usuários de dispositivos na faixa de preço que esse modelo se encontra. E podemos dizer que encontramos bons resultados no recurso, levando em conta as suas possibilidades.

2015-10-13 15.50.22-1

A TV digital funciona com o adaptador que acompanha o kit de venda do produto. O acessório se conecta ao smartphone através da porta microUSB na parte superior do dispositivo, e interage diretamente com um aplicativo dedicado ao recurso. É um app com interface similar ao que vimos em modelos de outros fabricantes, com uma proposta bem simplificada e descomplicada.

Screenshot_2015-10-10-16-27-23

É claro que os resultados do desempenho desse recurso podem variar de acordo com a região onde o usuário se encontra. Na minha cidade atual, eu moro em um dos pontos mais altos. Na minha cidade antiga, eu morava em uma região mais baixa. Com isso, a qualidade de sinal varia consideravelmente, e a experiência de uso também. Logo, vou descrever as minhas impressões baseado na minha atual situação.

O recurso de TV digital do Quantum Go funciona muito bem, mesmo em ambientes fechados. Nos testes, o conjunto foi capaz de captar o sinal dos quatro canais digitais disponíveis na cidade de Ponta Grossa (PR) dentro e fora da minha residência, sem apresentar grandes dificuldades. É claro que o ideal é que essa funcionalidade tenha bons resultados dentro e fora de casa, mas além dos fatores geográficos, a qualidade de sinal recebida no local vai influenciar e muito.

Screenshot_2015-10-10-16-29-13

Talvez alguns reclamem do fato de ser apenas um sinal digital simples, com resultados de imagem não muito satisfatórios. Por outro lado, temos sempre que lembrar que estamos falando de um dispositivo de linha média, onde algumas restrições precisam ser impostas. Sem falar que o Quantum Go possui uma tela com resolução de 1280 x 720 pixels. Mais do que isso, é algo desnecessário.

Sem falar que os principais concorrentes desse produto que oferecem a funcionalidade de TV digital não vão muito além do que aquilo que a Quantum entrega em seu produto.

 

Armazenamento e Bateria

Screenshot_2015-10-10-16-17-19

O Quantum Go está disponível em duas versões para o seu armazenamento, com 32 GB (4G) e 16 ou 32 GB (3G). O sistema operacional Android ocupa aproximadamente 2.49 GB de espaço, o que resulta em um bom espaço livre para o armazenamento de aplicativos e dados do usuário. Lembrando que temos um slot para cartões microSD de até 32 GB. Ou seja, para a maioria dos usuários, temos aqui uma quantidade de espaço suficiente para os arquivos pessoais, músicas e apps.

Screenshot_2015-10-10-16-17-44

A bateria do Quantum Go possui uma capacidade total de 2.300 mAh. É preciso levar em consideração que estamos diante de um smartphone com baixa espessura, o que faz com que a sua capacidade de bateria seja menor. Mesmo assim, com as otimizações feitas na ROM Android do smartphone, o desempenho da sua bateria está no que posso chamar de “aceitável”.

Em um uso moderado (redes sociais, notificações ativas, navegação na web, vídeos e jogos ocasionais, maior parte do tempo com internet via WiFi), a bateria do Quantum Go aguenta sem maiores problemas pelo menos um dia de uso. Já em um uso mais pesado (tela ligada na maior parte do tempo com brilho no máximo, muitos jogos e vídeos, TV digital por pelo menos duas horas, internet com 4G), a bateria pode se esgotar rapidamente, e a recarga se fará necessária.

Não estamos muito longe da média de consumo geral da maioria dos modelos dentro da sua faixa de preço. Com isso, podemos dizer que o Quantum Go atende bem as necessidades da maioria dos usuários que buscam um smartphone com as suas características.

 

Desempenho

O Quantum Go surpreende positivamente nesse quesito. É um dos smartphones Android com melhor desempenho geral que passou por testes no TargetHD em 2015, dentro do que se propõe, e na sua categoria de uso.

Poucas vezes vimos um casamento tão bem ajustado de um hardware (processador MediaTek MT6753 64 bits True OctaCore de 1.3 GHz, 2 GB de RAM, GPU Mali-T720P3 a 450 MHz) e software (sistema operacional Android 5.1 Lollipop, com poucas customizações). A interface do smartphone roda de forma fluída e bem funcional, sem engasgos ou travamentos. Todos os aplicativos e jogos que normalmente instalamos nos smartphones que chegam para testes rodaram sem maiores problemas ou anormalidades.

O multi-tarefa desse smartphone também está muito bem ajustado, com um desempenho que realmente chama a atenção para um produto com a sua faixa de preço e características técnicas. Além disso, todas as funções pré-determinadas pela Quantum para complementar a experiência de uso foram executadas sem maiores problemas ou falhas.

O trabalho feito pela Quantum no Quantum Go surpreende. Salta aos olhos. Não deixa nada a desejar em relação aos seus concorrentes diretos.

 

Conclusão

2015-10-13 15.45.19-2

Sem exageros, o Quantum Go é um dos melhores lançamentos de 2015. É confortante constatar que uma empresa nacional conseguiu oferecer uma proposta de smartphone Android que respeite o consumidor em vários aspectos. É um dispositivo com um ótimo acabamento, um design muito elegante, uma tela de boa qualidade, um Android bem limpo, e um desempenho excelente.

O que mais podemos querer?

Um preço justo. E o Quantum Go tem um preço bem honesto para o resultado final entregue.

Mais do que isso. É uma das melhores relações custo-benefício disponíveis no mercado de linha média nesse momento. É um smartphone que tem tudo para agradar a maioria dos usuários que não querem gastar mais de R$ 1 mil em um dispositivo Android, mas que deseja uma experiência de uso de alta qualidade. Um produto que satisfaça ao bolso e no dia a dia. Um smartphone que ofereça uma experiência acima de sua média para um produto de linha média.

Um dispositivo de linha média com ar de top de linha. O Quantum Go conseguiu alcançar esse objetivo.