A esta altura do campeonato, você já está doido para ver o aparelho assim, ligado, em pleno funcionamento. Pois bem, chegou a hora. Nesta última parte do review do Nokia N97, passo aqui todas as minhas impressões do aparelho na prática, com minha conclusão final sobre este incrível smartphone.

Ok, para isso, obviamente precisamos ligar o aparelho.

Uma vez ligado, como o aparelho estava já a um tempo desconectado de sua bateria, é necessário se fazer um ajuste básico de data e hora (como é de praxe em todo aparelho celular). Nisso, o sistema já se coloca pronto para seu funcionamento. Para quem já está acostumado a anos com o sistema Symbian, vai ver suas semelhanças com versões anteriores, sem deixar de ver suas diferenças evidentes. Para quem está tendo contato com um aparelho touchscreen, pode ser o início de um novo mundo.

Nos seus itens dispostos de data e hora, ao tocar neles, você pode fazer a configuração de relógio e despertador e abrir de forma automática o calendário do aparelho. Já temos atalhos pré definidos para mensagens, navegação na internet, Ovi Store e busca na web. Estes atalhos podem ser todos personalizados. Além disso, você conta com áreas específicas para inserção de widgets para aplicativos de internet e/ou redes sociais (como Twitter e Facebook), além de áreas para seus contatos serem exibidos no painel principal do aparelho. Na parte inferior, você encontra uma área específica para atualização de contas de e-mail para diversos clientes (Ovi Mail, Yahoo Mail, Windows Live Mail e GMail), além do atalho para exibição do teclado numérico para chamadas telefônicas.

O teclado para chamadas é bem espaçoso, ou seja, não tem muito erro na hora de discar números que não estão na sua agenda. As chamadas com o aparelho são ouvidas muito bem. O aparelho tem bons alto falantes, que mesmo no meio da rua, com bom trânsito, você consegue ouvir a outra pessoa do outro lado da linha com clareza e, ao que tudo indicou, a outra pessoa também vai te ouvir muito bem. Com os fones de ouvido, as chamadas possuem um volume um pouco mais baixo, mas ainda com um nível aceitável.

O seu menu principal é muito parecido com os menus das versões anteriores do sistema Symbian, sem muito mistério, nem maiores frescuras, com ícones bem dispostos e de fácil acesso, através do toque na tela. Em nenhum momento precisei de uma caneta stylus, ou qualquer outro objeto para poder acessar os atalhos na tela do aparelho. Uma peculiaridade que notei no modelo que veio para teste foi que, ao selecionar um item na tela, o recurso vibratório do aparelho era acionado. Acredito que este recurso possa ser reconfigurado com alguma modificação na parte de personalização do aparelho. Neste menu principal, você tem acesso às principais funções do N97, como calendários, agenda de contatos, música, fotos, vídeos, games, mapas, downloads e aplicativos.

Um detalhe aqui que vale a pena destacar é o seu acelerômetro. O acelerômetro responde bem aos comandos de movimento do aparelho, mas conta com um detalhe um tanto quanto curioso: se você está segurando o telefone em uma altura mais baixa (pelo menos abaixo da linha da cintura, ou na altura da mesa do PC), o acelerômetro, em algumas vezes, não detecta a mudança da orientação da vertical para a horizontal. Mas isso, em algumas vezes. Se você eleva a altura do aparelho, ele funciona normalmente. E se você decide usar o teclado físico QWERTY, ele automaticamente muda a orientação da tela do aparelho, já se adaptando para este teclado.

Aliás, como já disse antes neste review, o teclado QWERTY é um show a parte. Ele é muito confortável para a escrita, com teclas bem espaçadas, o que facilitam muito a digitação do usuário. Além disso, para facilitar ainda mais a vida do usuário, mesmo que você utilize o teclado QWERTY, você ainda conta com o auxílio do tão famoso dicionário T9, para agilizar ao máximo a sua produção de texto, tornando o aparelho ideal para usuários corporativos, que precisam responder e-mails com maior agilidade, ou para outros profissionais que precisam produzir textos com um tamanho razoável. Além disso, o teclado no modo QWERTY facilita e muito a vida do usuário que quer usar o smartphone para navegação na internet, pois você tem a área total da tela para visualizar as páginas durante a navegação, além de contar com as teclas de atalho para auxiliar na navegação. Mas, é claro, você pode acessar os atalhos de páginas com o dedo, através do toque. Ou seja, navegação na internet com o N97 é uma experiência bastante satisfatória.

Mas não pensem que o pessoal que gosta de utilizar o aparelho na orientação vertical foram esquecidos no N97. A digitação utilizando o teclado numérico fica ainda mais confortável do que nos aparelhos convencionais, em virtude da largura de suas teclas, que são bem grandes e espaçadas. Deste modo, para aqueles que não se adaptarem com o teclado QWERTY, pode usar normalmente o sistema T9 como antes, sem maiores problemas, e de forma muito prática. Se bem que, pelo o que pude sentir, a tendência é que a maioria dos usuários vão mesmo usar o teclado completo para agilizar a digitação.

O seu player musical é competente na leitura de formatos de arquivo e nos seus modos de organização de músicas. Aqui, vale destacar que a experiência para busca de arquivos musicais se torna uma experiência prazerosa, pois você pode fazer isso com um simples movimento de tela, rolando a listagem de músicas de forma prática. Tem a barra lateral, para você tocar e movimentar a listagem de músicas, mas a possibilidade de com um simples movimento de dedo você mover as músicas da tela de foma simples é algo tentador.

O Nokia Ovi é outro belo destaque do aparelho. Lá, você encontra de forma prática e simples músicas, aplicativos, jogos e outros itens para turbinar o seu N97. É um modelo de negócio eficiente e prático, vindo da escola da Apple App Store, e que conquista você com o passar do tempo, justamente pela praticidade que oferece (você não depende do computador para ter novos aplicativos quando e onde você precisa). Mas, vale lembrar: como tudo nesta vida, há um preço a ser pago, e não apenas o preço dos aplicativos comprados, mas também do tráfego de dados consumidos no aparelho.

Aliás, uma coisa que vale o seu devido destaque neste momento: o Nokia N97, assim como os novos smartphones desta geração, é um verdadeiro devorador de banda de internet. Mas isso não é culpa deste aparelho: a maioria dos aparelhos de tela de toque e/ou voltados para redes sociais e comunicação instantânea são concebidos para que estejam a maior parte do tempo conectados à rede, senão, não faz muito sentido a existência deles. Por isso, para quem for adquirir um aparelho como o N97, prepare-se para contratar um bom plano de dados para aproveitar todos os recursos que este aparelho pode lhe oferecer. Caso contrário, você vai se sentir podado em vários aspectos. Bons exemplos disso: em uma tarde de serviço, acabei utilizando o Nokia Maps para buscar endereços de clientes. O serviço de GPS do aparelho funciona muito bem, com bastante eficiência, mas como o aparelho que recebi não estava com os mapas baixados, ele fez o download do mapa correspondente à região que eu estava fazendo a busca no GPS. E isso me custou alguns reais de tráfego de dados. A mesma coisa foi para a conexão na Ovi Store, que me rendeu mais algum dinheiro gasto nesta navegação.

Resumo da ópera: compre desde já um roteador wireless para deixar na sua casa/escritório para não ter problemas, e contrate um belo plano de dados, para não se sentir capado quando precisar usar a maior parte dos recursos do seu smartphone.

Como vocês sabem, o Nokia N97 possui duas câmeras, uma frontal e outra traseira. Começando pela frontal, que é usada de forma prioritária para vídeo chamadas.

Obviamente, ela é de uma resolução bem mais baixa do que a câmera traseira, mas em algumas situações ela até pode quebrar um galho para coisas bem simples, como caso você precise tirar um auto retrato seu para um blog ou alguma outra coisa. Como a resolução dela é menor, ela vai produzir fotos de menor qualidade, como esta foto abaixo.

Já a sua câmera traseira tem o poder dos 5 MP e da lente Carl Zeiss a seu favor, oferecendo fotos de boa qualidade, para aqueles que querem postar as fotos em blogs, ou até mesmo para impressão (é claro que não com a mesma qualidade que uma câmera digital de verdade pode te oferecer, mas que pode ser a salvação em alguns casos que você necessite).

Para fazer uma comparação da qualidade de imagem desta câmera, tirei uma foto com o N97 e com o meu Nokia E51, e a diferença de qualidade é considerável.


Nokia E51


Nokia N97

Outro ponto que merece destaque são seus recursos de agenda. A agenda dos celulares Nokia são das melhores que existem no mercado atual, e no Nokia N97, ela não fica por menos, sendo muito completo e cheio de recursos e opções. É um dos recursos que mais uso nos smartphones, e é sim uma ferramenta fundamental para aqueles usuários que precisam ter a sua agenda de contatos e compromissos em dia.

Mas um dos grandes pontos positivos do aparelho é sua tela de toque. Ela oferece ao usuário uma experiência nova, principalmente para quem sempre dependeu de teclado. Seus comandos, de um modo geral, são bem respondidos na maioria dos casos (principalmente com o comando de rolar a tela). Algumas vezes o comando de toque em alguns ícones não entra, mas isso acontece em boa parte dos sistemas touchscreen. Uma coisa que tive a impressão, após usar este aparelho por todos estes dias, é que este Symbian que o N97 (e que o 5800 e 5530) roda é, como já ouvi por muitas vezes, um “sistema adaptado” para os recursos de tela de toque.

De fato, o Symbian, por concepção original, não foi projetado para ser utilizado em aparelhos com touchscreen, e este Symbian, em alguns momentos, deixa evidente este sentido de atualização, com alguns travamentos e reinicializações. Mas devo levar em consideração que o aparelho que recebi é um modelo de teste para que se tenha uma impressão geral da experiência de uso do aparelho, e o modelo que recebi não tinha atualizações de firmwares. E como o aparelho não era meu, resolvi não fazer as atualizações. Logo, acredito que, atualizado, os pequenos problemas que detectei na versão Symbian são devidamente corrigidos. E que, com certeza, na nova versão do Symbian (o Symbian^3) teremos um sistema operacional móvel plenamente funcional com os aparelhos de tela de toque.

Abaixo, você tem um vídeo feito por mim, mostrando mais destas características do aparelho em funcionamento, contando com detalhes e demonstrações das funcionalidades citadas neste review.

 

Por fim, a conclusão final que chego a respeito do Nokia N97 é: APROVADO. Ele é o sonho de consumo da maioria dos geeks que conheço, e é um aparelho completo, para as mais diversas necessidades, abraçando diversos tipos de consumidor. Depois de testá-lo, posso dizer que não substituiria um netbook para os meus objetivos profissionais, mas que seria uma excelente ferramenta de trabalho complementar, tanto para produção de conteúdo, fins comerciais ou de entretenimento. Um gadget pra vida toda, por assim dizer.Veja também: as outras duas partes deste review.

Você pode comprar o Nokia N97 aqui, no TargetHD.net, em até 12 vezes sem juros!
Clique aqui (ou na imagem abaixo) para mais detalhes!