Mais um review para o blog TargetHD. Dessa vez, analisamos o netbook Lenovo ThinkPad X100e, um produto que tem como objetivo oferecer um pouco mais para os usuários, em termos de conforto e resistência, mas que possuem detalhes graves, que prejudicam a avaliação final do produto. Adquirimos recentemente este modelo para ser usado no trabalho diário do blog, ou seja, nossa avaliação será totalmente isenta sobre suas características.

O produto vem em uma caixa simples, como na maioria dos notebooks que temos no mercado atual, logo, não vale o unboxing. O Lenovo x100e chama a atenção na primeira olhada pelo fato de ter uma aparência sóbria e elegante, pensado mesmo para os usuários corporativos. O notebook tem uma boa construção, sem peças com folga, e com as famosas dobradiças de tela de metal, que são marca registrada da linha ThinkPad, desde os tempos da IBM ThinkPad.

Outros detalhes do netbook:

Em uma das laterais, temos apenas o slot para cartões, uma porta USB e o slot de segurança para o produto. Bem minimalista, porém, com uma vantagem: você tem pelo menos uma porta USB livre para você usar um mouse, caso assim deseje.

Na outra lateral, você encontra uma fresta para dissipação de ar quente, duas portas USB, porta de entrada de rede e uma entrada combinada para fones headset. Por partes: essa fresta libera ar quente mesmo, e esse é o primeiro grande problema do netbook. Como vocês podem imaginar, você não vai poder usar o netbook no colo por muito tempo (mas acreditem, esse não é o motivo principal), além do fato que, mesmo usando na mesa, o ar que sai do produto é quente o suficiente para deixar o ambiente que você está abafado, deixando o uso mais prolongado do produto algo que realmente incomoda. Outro detalhe que pode incomodar é essa porta conjugada para fones headset, que obriga a maioria dos usuários a utilizarem um adaptador com duas entradas combinadas, que não são muito eficientes para o uso. Fora que esses fones combinados não são muito fáceis de se encontrar, além de não serem baratos. Isso vai fazer com que boa parte dos usuários que pretendem usar o Lenovo ThinkPad x100e para comunicação VoIP (Skype, MSN, etc) acabem escolhendo um fone headset USB.

Aqui está o maior defeito desse netbook, na nossa opinião. A parte inferior do produto possui uma placa de metal, que protege os componentes internos do produto. Como já citamos antes, esse netbook tem uma grande emissão de calor e de ar quente, e como vocês já podem imaginar, com uma parte inferior feita de metal, a transmissão desse calor é muito mais rápida do que se essa mesma tampa fosse feita de plástico, como a maioria dos netbooks e notebooks que temos no mercado. Ou seja, o produto claramente não foi pensado neste aspecto para o mercado brasileiro, ou melhor, para o clima do Brasil. Na pior das hipóteses, entendemos que essa foi uma falha de projeto da empresa. Se fosse feito um estudo específico para o mercado brasileiro, certamente este netbook não chegaria com essa placa de metal na sua parte inferior.

Além disso, as chances do Lenovo ThinkPad x100e ter seus componentes internos simplesmente tostados é muito maior. É difícil de acreditar que um equipamento como esses tenha uma vida útil muito longa, com tamanha emissão de calor. Em resumo: nem pense em usar esse netbook no seu colo. Use o netbook em uma mesa, e com uma boa base com cooler, para ventilar o produto.

Ainda falando de seu design, o ThinkPad x100e é um netbook um pouco mais espesso do que os demais, mas isso se explica pela sua construção mais robusta, e pelo seu tamanho um pouco maior (11,6 polegadas de tela). Essa diferença de tamanho não chega a incomodar, e seu volume acaba não sendo muito maior do que um netbook tradicional.

Um ponto de diferença do x100e para os demais da sua categoria é a sua bateria, que fica saliente em relação ao corpo do produto. É algo que fica evidente para todos, mas que no final das contas, acaba tendo um impacto visual menor que o imaginado. É essa bateria que garante uma autonomia de até 5 horas de uso sem conectá-lo na energia, porém, isso só é feito mediante um ajuste de configuração, que é feito por um software da própria Lenovo. E, ao alterar essas configurações, o notebook perde desempenho. Mas vamos falar disso mais pra frente.

Como podem perceber, sem a bateria, ele tem linhas uniformes, como um netbook normal.

A bateria em si, desconectada do netbook.

A tomada do netbook é sem o pino terra no padrão brasileiro, felizmente.

O Lenovo ThinkPad x100e é bonito, elegante e robusto quando aberto. Ele é menor do que parece nas fotos, e fica bem acomodado na mesa do seu escritório, ou na sua mochila. Apesar de contar com, pelo menos, 500 gramas a mais do que a maioria dos netbooks, esse peso acaba não influenciando muito na hora do transporte do produto.

Outro detalhe positivo está na sua tela, que tem sistema anti-reflexo (a mancha branca que você vê é do flash). Isso é importante para quem trabalha em ambientes mais iluminados, ou para aqueles que querem trabalhar com o netbook ao ar livre.

Um dos grandes pontos positivos do ThinkPad X100e é o seu teclado, e do seu sistema de trackpad. As dimensões desse teclado são muito próximas ao de um teclado de notebook de 14″, e tudo isso graças à sua tela de 11,6″. As teclas são bem espaçadas, com uma pequena curvatura na sua superfície, deixando a digitação mais confortável e rápida. Não se perde tempo para se adaptar com um teclado desses, e somado ao espaço que o usuário tem para apoiar as mãos, temos aqui um netbook que é ideal para longas digitações.

Outro detalhe característico da linha ThinkPad é este ponteiro vermelho, que para alguns usuários, é uma forma mais prática de utilizar o ponteiro na tela. Porém, requer um pouco de treino e paciência para se acostumar ao sistema, e para a maioria, pode ser um fator de dificuldade.

Para aqueles que optarem pelo sistema de apontamento tradicional, vai se deparar com uma área de apontamento amplo, botões de comando macios, e três botões adicionais, que reproduzem os comandos dos botões inferiores. O mais interessante é que, mesmo esses botões não ficam tão sobressalentes, acompanhando a linha das demais teclas.

Outro detalhe a ser observado está no seu design. Ele pode inclinar a sua tela em uma posição que ela fique quase que paralela ao teclado.

Sobre seu desempenho, o que pudemos observar é que o fato dele contar com um processador apenas um núcleo (ou single core) torna a sua performance abaixo do esperado, mesmo ele tendo uma placa gráfica dedicada da ATI. Ele tem um tempo de inicialização, abertura de aplicativos e pastas menor do que em netbooks com processadores Atom (que são Dual Core). Outro detalhe a se destacar é que sua autonomia maior de bateria é controlada, em partes, pelo software da Lenovo, que diminui o clock do processador e recursos de emissão de brilho de tela, para que a autonomia da bateria seja maior. Porém, o resultado de desempenho ficou muito abaixo do esperado, tornando o netbook útil apenas para navegação web e mais nada.

Por fim, o netbook Lenovo ThinkPad x100e tem uma série de ressalvas e pontos de observação. Para nossos propósitos de uso (produtividade e mobilidade principalmente), ele não consegue equilibrar os dois fatores com harmonia, além de apresentar uma performance abaixo do que o esperado. Por isso, esse netbook foi REPROVADO em nossas avaliações.

Entendemos que este netbook é mais recomendado para quem quer ter um conforto maior na hora de digitar seus textos, e para aqueles que querem algumas horas a mais de uso, sem se importar com o baixo desempenho. Se você realmente for adquirir este modelo, ficam todas as ressalvas que já fizemos, além do fato que com certeza você terá que preparar um bom sistema de resfriamento do equipamento.