Um smartphone que é capaz de capturar e reproduzir imagens em Full HD (1080p). De quebra, é o primeiro smartphone do Brasil compatível com a conectividade 4G LTE. É com essas duas credenciais (e por que não dizer atrativos) que o Motorola RAZR HD chega ao mercado nacional como um dos smartphones que mais chamou a atenção dos leitores do blog.

Bastou lançar o vídeo de primeiras impressões do smartphone no YouTube, que muitas pessoas ficaram curiosas para saber mais detalhes sobre o produto, principalmente sobre suas propriedades em HD. Nesse post, você vai saber as minhas impressões sobre o modelo, focando no desempenho de seu hardware combinado com o Android 4.0.4 e o resultado das imagens captadas por sua câmera. Espero poder esclarecer a maior parte de suas dúvidas sobre esse lançamento, que tem grandes chances de agradar aqueles que buscam imagens em alta definição.

Mas antes… uma observação

Como disse no começo do post, O Motorola RAZR HD é sim compatível com a rede de dados 4G brasileira. Mas, como você bem sabe, o 4G ainda está engatinhando no Brasil. De forma oficial, ela não está disponível para o consumidor final, e as operadoras que vão trabalhar com esse padrão de rede só vão disponibilizar as suas opções de serviço a partir de 2013, e ainda assim, em regiões específicas do país. Em alguns locais, como Campos do Jordão (SP) e Rio de Janeiro (RJ), algumas operadoras já começam a testar o 4G, mas com usuários selecionados, e sem contar com o seu potencial total para transmissão de dados.

Logo, para mim, ficou impossível testar a performance do 4G no Motorola RAZR HD. Gostaria muito de fazer um teste de performance da internet do smartphone com essa especificação de rede, mas mesmo que eu estivesse na capital paulista, isso não seria possível. Logo, boa parte dos testes de performance com a navegação na internet foram feitos com a conectividade Wi-Fi e com o 3G+ que normalmente uso pela operadora Vivo.

Ao tirar o produto da caixa, nos deparamos com um smartphone em corpo unibody, sem botões na parte frontal, em uma peça única com um vidro frontal que vai de fora a fora. O RAZR HD é um smartphone sério e elegante, porém, visualmente atraente. O modelo aposta na simplicidade visual para chamar a atenção, além de mostrar uma estrutura externa que passa a sensação de segurança e de resistência aos pequenos acidentes cotidianos.

Como resultado, temos um smartphone de bom agarre, que fica confortável na mão do usuário. Você não fica com aquela sensação que o telefone vai escorregar de suas mãos a qualquer momento, até porque a proteção traseira em Kevlar cumpre o seu papel de manter o produto firme nas mãos.

Visão geral da lateral esquerda do smartphone. Um ponto positivo desse modelo é que ele consegue colocar uma bateria de 2.500 mAh em um smartphone com apenas 8.4 mm espessura. É uma bateria com uma autonomia muito elevada para um smartphone tão fino. Abaixo, apenas para uma simples comparação de tamanho, veja as fotos do RAZR HD com o iPhone 4.

Mesmo se eu tirasse o case do meu smartphone, o iPhone 4 ainda seria mais espesso que o RAZR HD.

A diferença de tamanho entre os dois produtos é notável, mas observe que o smartphone da Motorola é apenas um pouco mais largo que o telefone da Apple, o que garante um agarre agradável para o uso com uma das mãos.

Visão geral da parte superior dos dois smartphoens. Apenas para ilustrar as diferenças entre os dois modelos. Vamos seguir com a análise individual do RAZR HD.

Na parte inferior da lateral esquerda, encontramos os dois conectores micro USB e micro HDMI, para que você possa conectar o aparelho no computador, TV ou recarregar a bateria do produto (de acordo com a função da porta correspondente), além da área onde ficam os slots para cartões microSD e chips micro SIM. Reparem que no RAZR HD, a Motorola decidiu adotar uma gaveta protetora, no estilo do iPhone, o que oferece uma maior proteção à esta área do telefone, além de permitir um acesso mais prático a esses conectores.

A área protege os dois slots, e tem um acabamento simples e integrado ao acabamento do produto.

E para extrair essa gavetinha, você vai precisar de uma chave como essa, que acompanha o kit de venda do produto.

Que vai resultar nessa peça em suas mãos.

E aqui, temos uma visão geral dos slots, sem a gaveta protetora.

Não há detalhes na parte inferior do RAZR HD…

…exceto pelos seus parafusos em forma de estrela. Ou seja, a assistência técnica autorizada agradece, e de certa forma, o cliente também. Afinal, com tais parafusos, a proposta de aparelho resistente (e difícil de ser desmontado) se confirma.

Na lateral direita do smartphone, temos o botão de liga/desliga e bloqueio de tela, além dos botões de controle de volume das chamadas e toques.

Na parte superior, como você já viu antes, temos apenas o conector para fones de ouvido. Detalhe para o acabamento do produto em material metálico, reforçando ainda mais a proposta de produto seguro e resistente.

Visão geral da parte traseira do smartphone, e sua generosa proteção em Kevlar.

Sua câmera traseira é de 8 megapixels, com flash LED. Ela fica na parte central do corpo do smartphone o que considero uma posição melhor do que no cantos, já que naturalmente o seu dedo não vai cobrir a lente da câmera na hora de registrar fotos na orientação horizontal. Muito mais confortável para registrar fotos e vídeos segurando o smartphone com as duas mãos.

De novo, destaco aqui a proteção em Kevlar, que é um grande diferencial dos smartphones da Motorola.

Outro destaque vai para a sua câmera frontal, que produz fotos e vídeos de boa qualidade, principalmente se levarmos em conta que esse smartphone conta com 4G, ou seja, maior quantidade de dados a serem transmitidos. E, se você tem uma conexão mais rápida, você pode se dar ao luxo de enviar mais dados. E mesmo para atividades menos usuais, como fotos e vídeos do próprio rosto, a câmera com maior qualidade cai muito bem. Mostrarei um pouco disso mais para frente.

Hora de ligar o Motorola RAZR HD.

Tela de bloqueio do Android 4.0.4 Ice Cream Sandiwich, presente no RAZR HD.

Muito bem, estamos falando de um smartphone poderoso, com um processador dual-core de 1.5 GHz, 1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento (desses, 12 GB disponíveis para o usuário), com uma tela de 4.65 polegadas, com resolução de 1280 x 720 pixels Super AMOLED. Tudo isso é gerenciado pelo sistema operacional Android 4.0.4 (Ice Cream Sandwich). O desempenho do smartphone é impecável, muito em parte pelo fato da Motorola pouco ter alterado na sua interface, deixando o Android quase “puro”, e com poucas e excelentes adições na sua interface, que fazem com que a sua performance seja a mais fluída possível (você vai poder ver isso na prática no vídeo review, que será lançado ainda nesta semana, no TargetHD.net).

E para aqueles que, de forma teimosa, vão afirmar que o sistema que está instalado no smartphone é o Android 4.1 Jelly Bean, segue a foto da prova que o modelo realmente está com o Android 4.0.4 Ice Cream Sandwich. Sabe, é sempre bom lembrar que, além de testar os produtos, temos um compromisso de passar opiniões pessoais, sem distorções. Não ganho nada em dizer que um smartphone está com uma versão diferente daquela que está instalada, ainda mais quando estou mostrando o produto para o mundo, com fotos e vídeos. Vale a observação que pelo fato do Android ser um sistema aberto, ele pode ser customizado a ponto que uma versão se comporte de forma próxima à outra.

O Motorola RAZR HD conta com personalizações e widgets exclusivos da Motorola que são bem interessantes, tornando o smartphone mais atraente e intuitivo para a maioria dos usuários. Um exemplo disso é esse widget em forma de discos, que exibem a hora (com atalho para os alarmes programáveis), a previsão do tempo, e o indicador da bateria. Considero isso importante e bem válido, uma vez que o usuário não precisa sair correndo atrás de complementos que realizam a mesma coisa, principalmente no caso do monitoramento da bateria. Sem falar que menos cacarecos instalados no smartphone representa automaticamente uma maior autonomia de bateria, e uma maior gama de recursos disponíveis no telefone.

Outro recurso bem interessante é esse assistente para criação de novas telas no RAZR HD. Com ele, o usuário pode escolher entre uma página de atalhos em branco, e adicionar os atalhos de aplicativos que quiser, ou escolher um modelo de tela, e a partir daí, você criar uma tela de apps personalizada. A maioria dos usuários inexperientes do Android não sabem fazer isso, logo, o recurso é válido para agilizar o processo.

Mais uma interessante modificação na interface Android do RAZR HD está na sua nova tela de configurações rápidas, que é a última tela deslizável dos painéis de aplicativos do smartphone (indo da esquerda para a direita). Essa tela substitui com eficiência o ato de deslizar o dedo de cima para baixo para acessar o painel de configurações rápidas, sendo assim uma área ampla e específica para que o usuário acesse todos os itens de conectividade (Wi-Fi, Bluetooth, Modo Avião, 3G/3G+, etc), além de poder acessar todas as configurações do telefone, em um atalho simples.

A tela do Motorola RAZR HD (4,65 polegadas, 1280 x 720p) é realmente muito boa, com excelente emissão de brilho, ótimo contraste e exibição de cores bem vivas. Contar com a tela Super AMOLED Advanced (com 16 milhões de cores) é uma ótima qualidade para o smartphone, ainda mais que o principal objetivo do telefone é a reprodução de conteúdos em alta definição. Ou seja, nesse caso, é quase obrigatório exigir aqui uma tela com uma exibição de imagens acima da média dos modelos que já testamos aqui no TargetHD. E isso, sem falar na película Corning Gorilla, que não influencia na qualidade de exibição de imagens, mas deixa o seu vidro imune aos arranhões tão indesejáveis.

Falando agora sobre a câmera do RAZR HD, que é um dos principais motivos para alguém comprar esse smartphone. Uma coisa que preciso deixar bem claro é que a grande maioria dos smartphones não possui sensores de câmera com a mesma eficiência que uma câmera point and shoot dedicada ou uma DSLR. Por outro lado, dependendo do trabalho empregado pelo fabricante, os resultados são bons o suficiente para que você possa imprimir as fotos para sua avó (isso é, se ela não estiver no Facebook), ou compartilhar nas redes sociais ou no Instagram.

Dito isso, a câmera do Motorola RAZR HD está na média dos seus concorrentes. Os seus 8 megapixels de resolução são suficientes para oferecerem fotos de boa qualidade em ambientes bem iluminados, e fotos com uma leve quantidade de ruído, em ambientes com uma iluminação mais deficitária. No meu entendimento, o resultado final das fotos é bom o suficiente para agradar a maioria dos usuários.

Veja alguns exemplos de fotos registradas com o RAZR HD (clique nas imagens para ampliar)






Os recursos de ajustes de imagem para fotos e vídeos são relativamente vastos, e de fácil localização, com recursos para geotagging com fotos. Outro destaque positivo dessa câmera é o seu modo de disparo rápido, que é bem útil para quando você precisa tirar várias fotos na sequência. Sua câmera frontal, apesar de só contar com o recurso de disparo de fotos, também é bem eficiente, apesar de apresentar resultados mais simples. Veja exemplos abaixo.

A filmadora também oferece resultados muito bons, apesar de sentir falta de um estabilizador de imagens no modo HD+ (1080p). Mesmo assim, acredito que para filmagens casuais, ela acaba fazendo a alegria daqueles que querem registrar as férias. Abaixo, você vê uma demonstração de filmagem que fizemos em duas situações distintas: uma, com uma baixa luminosidade, e outra, com o céu aberto, e dia claro.

 


Conclusão

O Motorola RAZR HD está APROVADO. É um smartphone que apresenta evoluções significativas em relação ao seu modelo anterior, não se limitando a oferecer apenas uma câmera que grava a 1080p. Um processador mais potente, uma das melhores personalizações do Android 4.0.x do mercado, uma ótima quantidade de armazenamento e uma tela melhorada tornam esse smartphone uma interessante escolha. Se você é apaixonado pela possibilidade de ver vídeos em alta definição no seu smartphone, esse modelo é uma opção a ser considerada. E o melhor: sua atualização para o Android 4.1 Jelly Bean está garantida, o que certamente vai tornar o modelo ainda melhor.