Mais um review para o blog TargetHD.net. Recebemos da Seagate um modelo do seu Media Player FreeAgent Theater+, que oferece recursos bem interessantes para quem quer ver filmes e séries em formato digital, além de alguns vídeos do YouTube. Além disso, é sempre bom fazer uma comparação com outros produtos que já testamos, e conhecer novas propostas de entretenimento doméstico.

Como é tradicional do nosso blog, vamos começar pelo unboxing do produto.

Após retirar o produto de sua caixa, você encontra os manuais, certificados e folhetos informativos do produto. Aqui, vale a pena dar uma olhada no manual, justamente para conhecer os seus principais recursos.

O produto também vem com um CD com o software de sincronismo de mídia, caso você conte com um dos HDs da Seagate e queira utilizá-lo para ver seus vídeos no aparelho. Não é um item indispensável, pois você pode simplesmente salvar os arquivos no disco pelo Windows Explorer. Por outro lado, o software pode facilitar a vida dos usuários mais inexperientes.

Sua fonte de alimentação possui conectores do tipo achatados. Certifique-se que na sua casa você possui uma tomada compatível, e procure conectá-lo à um filtro de linha, e não diretamente na tomada, para sua própria segurança. No produto enviado pela Seagate, estava presente apenas esse adaptador de encaixe, mas acredito que em versões internacionais do produto, ele conte com mais opções de tomadas.

Aqui, o adaptador para rede elétrica. Conforme indicamos anteriormente, pelo seu formato, deve ser compatível com outros tipos de tomadas.

O cabo RGB, para conexões em TVs compatíveis como o sistema.

E aqui tem o cabo RCA com o conector único, que já se tornou comum nesse tipo de equipamento.

Aqui está o cabo de dados do produto, para você conectar ao seu roteador de internet. Um dos problemas do Seagate FreeAgent Theater+ é que ele não possui conectividade WiFi integrada. Ou seja, você é obrigado a ter o seu roteador de internet próximo ao local aonde o media player está instalado. Uma forma de se solucionar isso é adquirindo um adaptador WiFi via USB.

Outra coisa que observamos é que no kit enviado para testes não constava o cabo HDMI. Isso gera um gasto adicional para o usuário, e é um item que poderia acompanhar o produto sem problemas, em virtude do preço pago pelo produto.

O seu controle remoto tem um bom tamanho, e oferece ao usuário o controle completo dos recursos mais básicos do player.

Agora, mostramos os detalhes físicos do media player.

O Seagate FreeAgent Theater+ é um produto com um tamanho considerado médio. Ele não é tão pequeno quanto alguns players existentes no mercado, mas é menor que um receptor de TV por assinatura, por exemplo. O player fica bem acomodado em espaços relativamente pequenos, sem chamar a atenção. Afinal, o produto tem uma carcaça em preto black piano, e seu design é bem sóbrio. Pode até mesmo ser confundido com um receptor digital.

Na lateral frontal esquerda do player, você tem uma das portas USB que o produto oferece, além do infra-vermelho do controle remoto. Uma USB frontal facilita a conexão de HDs externos e pendrives no produto.

O produto se destaca pela sua construção e pelos seus detalhes. A parte de baixo do produto é feita de plástico sólido, o que faz com que o calor gerado pelos componentes internos. Outro detalhe é que seus pés de sustentação são relativamente altos, o que garante uma maior segurança ao produto, evitando superaquecimentos.

Outro fator que contribui para sua segurança é que o produto é bem ventilado, tanto na sua parte traseira, quanto na parte inferior. Ou seja, a saída de ar quente está garantida, e o media player não vai sofrer com as altas temperaturas nacionais.

Visão geral da parte traseira do produto, onde ficam todas as conexões disponíveis.

Na lateral esquerda, a saída de áudio/vídeo RCA, a saída RGB, e a saída de áudio ótico.

Na lateral direita, temos a porta HDMI, a porta de rede, a porta USB, o conector para rede elétrica e um botão de reset, para deixar o media player com as configurações de fábrica.

O produto possui um compartimento para que o usuário conecte os HDs portáteis da Seagate. Fizemos um review de um desses HDs externos da empresa (se você não leu esse review, clique aqui).

E, como vocês vão poder ver na foto abaixo, a unidade se encaixa perfeitamente no produto.

Um detalhe que os usuários podem estranhar é que a tampa do aparelho não fecha quando o produto está com HD externo conectado. Na verdade, ele não precisa dessa tampa por cima enquanto está funcionando nesse modo. Ou seja, é normal deixar o produto em funcionamento sem a tampa.

Outras imagens do produto com o HD externo da Seagate.

Agora, vamos ligar o media player.

Essa é a tela principal do player. Nela, você encontra os principais recursos disponíveis no produto, além dos serviços online que o produto oferece. Vale lembrar que o serviço do Netflix está bloqueado para o Brasil. Os demais recursos estão todos disponíveis.

Como o produto não pode ser conectado na internet em virtude das dificuldades físicas (meu roteador fica longe da televisão), não podemos testar como serviços como Picasa, Flickr e YouTube são executados pelo media player. Outro detalhe que observamos é que há uma certa dificuldade de acesso às configurações para conectividade online, com telas e informações adicionais que, para os usuários menos experientes, podem representar uma certa dificuldade para deixar o produto devidamente configurado para esses recursos.

Os itens armazenados no HD externo podem ser listados em ícones ou listas. Recomendamos a visualização por listas, para uma identificação mais prática. Para acionar o player, basta dar o play com o cursor posicionado em um dos arquivos listados.

A visualização dos arquivos é muito boa, nos diversos modos de vídeo que o player reproduz. Vamos aqui mostrar nos dois formatos mais utilizados pelos leitores do blog. Começamos pelo formato RMVB.

A qualidade de imagem de arquivos em RMVB é muito boa, com o player fazendo os respectivos ajustes de proporção de imagem de acordo com a resolução escolhida.

A barra de informações do arquivo é bem completa. Durante a execução, você pode ver o nome do arquivo, tempo do arquivo já executado, tempo total do arquivo e informações sobre qualidade de áudio e vídeo.

Abaixo, mais imagens de um arquivo executado em RMVB.

Agora, vamos ver a qualidade dos arquivos executados no formato AVI.

Tal como os usuários fazem no computador, o arquivo de legendas dos vídeos em AVI devem ficar na mesma pasta do arquivo de vídeo, e devem ter exatamente o mesmo nome.

A qualidade de imagem é excelente, uma vez que o media player faz o ajuste da resolução de imagem automaticamente. As fontes da legenda são exibidas com um tamanho generoso, mas infelizmente são exibidas em branco, o que atrapalha na hora de imagens com fundo mais claro, como no exemplo acima. Porém, esse não é um problema do player da Seagate, e sim de vários produtos existentes no mercado. Deveria existir alguma recurso (ou na geração do arquivo de legendas, ou no media player) de deixar as fontes da legenda em tom amarelo, por exemplo.

Abaixo, mais imagens do arquivo executado em AVI.

Concluindo, o media player Seagate FreeAgent Theater+ está APROVADO. É um produto com diversas opções para que o usuário aproveite de seus vídeos com qualidade de imagem em alta definição. Além disso, as opções conectadas podem ser um grande atrativo para aqueles que querem ver os vídeos do YouTube no conforto do sofá da sala, além de feeds de notícias, previsão do tempo e fotos. Enfim, é uma central de entretenimento com recursos bem completos, que pode se destacar na sua sala, com grandes chances de fazer parte dos seus itens de tecnologia da sua casa.