Recebemos do pessoal da Seagate para testes mais um Media Player, o Seagate FreeAgent Go TV, que é uma evolução de outros produtos da linha. E esse é um modelo que deixa uma impressão ainda melhor que o modelo anterior, não apenas pelo seu design, mas principalmente por causa de suas funcionalidades. E vamos ver essas melhorias a partir de agora. E, antes de qualquer coisa, deixo claro que deixei os plásticos do produto simplesmente porque tinha que devolvê-lo. E falo isso com dor no coração, pois o desejo que ele ficasse em casa foi grande.

Aqui está a caixa do produto. Sem muito o que comentar aqui.

Ao abrir a caixa, você se depara com o folheto de propaganda do Netflix. Lá, você pode testar o serviço gratuitamente, para só depois pagar a assinatura mensal de US$ 8,99 se assim desejar (e você vai desejar, acredite). Reforçamos que, até o momento desse post, o Netflix não funciona no Brasil. Existem os rumores que o serviço chegue ao país até o final de 2011, mas nada confirmado.

O player disposto em sua caixa. Muito bem acondicionado.

O manual de instruções do produto. Vale a pena dar uma boa olhada, não só para conhecer o funcionamento do produto, mas para compreender todas as suas possibilidades e novidades.

A primeira diferença do FreeAgent Go TV é o seu tamanho. Ele se tornou mais compacto, o que é uma grande vantagem para quem tem pouco espaço, além de ser um produto mais discreto que o modelo anterior testado. Ele lembra um HD externo, sem ter um HD. E, de quebra, é mais prático para o transporte.

Em uma de suas laterais, temos uma porta USB e um botão para reset, caso alguma coisa dê errado no player, ou caso você deseje refazer as configurações de fábrica do produto. A porta USB na lateral foi convenientemente colocada, para que o usuário conecte de forma mais fácil os pendrives e HDs externos do usuário.

Abaixo, visão geral da parte traseira do produto.

Aqui, encontramos basicamente as mesmas portas de comunicação e saída de vídeo do modelo anterior que testamos.

Na lateral traseira esquerda do media player, você tem o conector de energia, e as saídas de RCA, RGB e saída de áudio ótico.

Na lateral direita, temos a saída HDMI, a entrada para cabo de rede, e mais uma porta USB.

Aqui, encontramos no Go TV o mesmo problema que encontramos no Theater+: a ausência de uma conectividade WiFi nativa no produto, o que causa inconvenientes para aqueles que querem acessar o conteúdo online. Ou o usuário vai ter que gastar um pouco a mais em um adaptador WiFi USB, ou será obrigado a trazer a sua conexão de internet para próximo da sua TV. A boa notícia é que na embalagem do produto é informado que a Seagate possui um adaptador WiFi USB compatível com o equipamento.

Outro destaque do FreeAgent Go TV é a sua construção. O produto é muito bem construído, sendo o mais compacto possível, e com a preocupação de contar com pezinhos de borracha para diminuir o contato do produto com a superfície onde ele será instalado.

O seu controle remoto é exatamente igual ao controle encontrado com o Theater+. Logo, sem muitas novidades.

A sua fonte de energia também é parecida com a fonte de outros produtos da Seagate. Ela também conta com uma área deslizável para receber outros modelos de tomadas internacionais.

O cabo RCA, para conectar na TV, seguindo o padrão de ter apenas um pino de conexão, para 3 pinos de saída de vídeo e áudio. Já estamos nos acostumado pra que produtos como esse media player tenha a possibilidade de enviar imagens para a sua TV através dessa solução mais simples.

Pena que, mais uma vez, a Seagate não disponibiliza o cabo HDMI junto ao kit que acompanha o produto. Um produto que tem como objetivo principal a reprodução de conteúdos multimídia deveria vir com esse acessório para que o usuário já possa aproveitar topo o potencial do player multimídia desde o primeiro minuto.

Aqui está o grande diferencial do FreeAgent Go TV. Na sua parte frontal, temos uma tampa que, ao ser deslizada para cima, encontramos um slot conector para os HDs da empresa da linha FreeAgent GoFlex (já testamos esse produto no TargetHD; clique aqui para acessar), fazendo com que o disco rígido externo fique perfeitamente ajustado no player, sendo uma solução prática, funcional e inteligente, pois ocupa um menor espaço e se integra melhor ao produto do que no modelo anterior.

Imagem do conector para HDs FreeAgent GoFlex, que citamos acima.

E aqui está o HD devidamente conectado ao produto (e antes que falem alguma coisa, com o seu plástico protetor, pois o produto é da Seagate…).

Hora de ligar o aparelho. No meu caso, foram só esses os cabos a se conectarem na TV, mas dependendo do seu nível de exigência de uso do produto, você pode ter uma quantidade considerável de cabos a mais atrás da televisão.

Na sua interface principal, temos as mesmas características dos demais modelos da empresa. Não houveram mudanças muito expressivas nesse aspecto, mantendo assim a usabilidade do produto intacta. Quem já sabia navegar pelos menus dos modelos anteriores, não terá dificuldades nesse modelo.

Aqui vemos a indicação que um HD externo está conectado (no nosso caso, o próprio HD da Seagate conectado).

A interface dos conteúdos online do produto, que inclui serviços como Flickr, Netflix, YouTube, previsão do tempo, feed de notícias e finanças.

Um destaque positivo do FreeAgent Go TV é que, como ele pode trabalhar com uma interface de transmissão de dados mais rápida (quando utilizada com o HD externo Seagate FreeAgent GoFlex), você tem uma navegação do conteúdo das páginas mais rápida, e uma leitura de arquivos mais eficiente. Isso tudo representa, no final das contas, uma performance mais rápida para a exibição dos arquivos do disco, e uma experiência de uso mais prazerosa. Acessar arquivos e navegar pelas pastas se tornou uma tarefa mais rápida e prática.

Utilizamos para teste de vídeo dois arquivos no formato RMVB e dois arquivos AVI em resolução 720p.

A exibição de arquivos no formato RMVB é perfeita. Até mesmo os usuários mais exigentes ficarão impressionados com a qualidade que a imagem é exibida. Tudo bem, não tem a mesma riqueza de detalhes de uma imagem AVI, mas fica com uma qualidade próxima (ou superior) da imagem que encontramos em alguns sistemas digitais de TV por assinatura.

A barra de informações do arquivo em execução continua presente nessa versão, e oferece tudo o que você precisa saber sobre o arquivo visto: tempo de vídeo, tempo total, nome do arquivo, tipo de vídeo, entre outros.

A imagem em AVI continua impecável, e aqui, o FreeAgent Go TV tem uma característica que me agradou muito: a possibilidade de personalizar as legendas dos arquivos de vídeo. Nesse player, apesar de ainda contarmos com a cor branca nas legendas, você pode aumentar e diminuir o seu tamanho e modificar a sua posição, deixando a legenda posicionada no lugar mais confortável para você.

Outro detalhe importante é o tamanho da fonte do produto, que pode ser ajustável para um tamanho maior ou menor, tornando o produto mais acessível para quem se incomoda com legendas pequenas.

Por fim, o media player Seagate FreeAgent Go TV foi APROVADO. O produto é uma clara evolução dos modelos anteriores, com uma performance mais rápida, uma qualidade de imagem excelente, e bem ajustado com as novas propostas de periféricos da empresa. Vale lembrar que o FreeAgent Go TV também pode reproduzir arquivos em 1080p, oferecendo assim uma qualidade de imagem perfeita para quem possui uma TV com essa capacidade de resolução. Enfim, é um excelente investimento para quem quer o melhor em qualidade de imagem e entretenimento.