Mais um review para o blog TargetHD.net. Dessa vez, mostramos o review de um gadget que está cada vez mais presente nas mentes daqueles que curtem entretenimento digital (a.k.a. filmes e séries na TV): o media player. O modelo que trago para vocês é o Media Player da Braview (modelo MP-01), que é um produto pronto para o consumidor brasileiro, não é muito mais caro do que comprado no exterior, e se demonstrou uma opção muito interessante para quem quer ter a comodidade de ver as séries no sofá da sala, mas não quer gastar muito para isso.

O produto chegou neste blister. Ok, a gente espera que um produto deste tipo venha em uma caixa, mas o blister deixou tudo bem acondicionado, minimizando o risco de quebras por batidas e solavancos. É claro que, vindo em um blister, ele corre o risco de ser esmagado por alguma encomenda mais pesada, mas pra isso, vamos confiar na competência e cuidado dos nossos Correios, não é mesmo?

O produto é realmente pequeno. A título de comparação, ele é um pouco menor do que um modem ADSL. Por ser compacto, ele pode ficar quase que imperceptível no rack da sua casa, sem causar muito impacto visual. E tem gente que gosta de ter alguns produtos quase que escondidos na sala de casa.

Na parte superior, possui botões para controle total do produto. Isso se faz presente, caso o seu controle remoto venha a dar problemas. E nunca é demais ter estes controles de navegação em fácil acesso. Sempre fica como uma alternativa a mais.

Na lateral direita do produto, não temos nada (logo, não há nada a se mostrar). Na lateral esquerda, temos uma entrada USB e uma entrada para cartões SD. A princípio, até pensei em comprar um cartão SD pela estética de se deixar o cartão de memória direto dentro do produto. Porém, com o uso diário, o pendrive se demonstrou muito mais prático, com excelente velocidade de leitura. Além disso, você pode copiar arquivos de uma mídia para outra (de pendrive para cartão de memória e vice-versa). O conector USB também permite que você use um HD externo, seja portátil ou com case.

Na parte traseira, você vai encontrar o botão de liga/desliga, conector para  A/V, vídeo componente e conector de fonte de energia. Uma vez ligado na rede elétrica, você pode deixar o aparelho ligado diretamente (ou em standby), pois você pode ligar e desligar o aparelho pelo controle remoto. Muita gente pode estranhar que o cabo que o Media Player Braview usa é um cabo conjugado (ou seja, os plugues de A/V saem de um único conector), mas se você levar em conta que você não vai ficar mexendo o tempo todo nele, dificilmente você vai ter problemas em precisar de outro cabo. A má notícia é que você vai precisar correr um pouco mais atrás desse cabo quando ele der problemas. Se serve de informação, um dos media players mais procurados do mercado, o Western Digital WD Mini tem o mesmo tipo de cabo A/V.

Obviamente, os mais exigentes vão sentir falta de uma saída HDMI, S-Vídeo e derivados. Devo lembrar que o objetivo do produto é ser uma alternativa barata e prática. É óbvio que existem opções melhores (e mais caras) no mercado, e cabe a cada um procurar produtos mais completos, para as suas necessidades. Este review só está mostrando uma opção que considero barata e prática, ok?

O controle remoto dele é fino, pequeno e funcional. Fiquei com receio de que o controle remoto fosse pequeno demais, a ponto de, ou ficar perdido em casa, ou ficar com ausência de funções. Mas, felizmente, isso não aconteceu. O controle é bem completo, com muitos recursos, respondendo bem aos comandos. O usuário não vai ter problemas em operar o aparelho com este controle.

Dois detalhes que merecem destaque. 1) a bateria que o controle remoto usa é a CR 2025; 2) quando se compra o produto novo, a bateria não vem inclusa no pacote. Isso não chega a ser problema, pois uma bateria CR 2025 é bem barata, e você pode encontrar não só em assistência técnica de informática, mas também em relojoarias, ou até mesmo lojas de antenas e acessórios para TV e vídeo.

Outro detalhe que se deve observar: a porta USB do Media Player está invertida, ou seja, o pendrive vai ficar “de cabeça pra baixo” (ou com sua parte de cima para baixo). Por isso, muito cuidado na hora de sair plugando seus dispositivos nele, pois perder uma porta USB dessas é perder mais da metade da sua funcionalidade.

Produto devidamente ligado, e esta é a sua tela inicial, onde ele carrega as configurações e os dispositivos nele conectados.

Tela Home do produto. Ele exibe os dispositivos conectados (pendrives, HDs externos e cartões USB) e a parte de configurações. Vamos então acessar a tela de configurações do produto.

Sua tela de configurações é simples e objetiva. Para quem está preocupado se vai entender o que a tela pede, não se preocupe: temos a opção de idioma em português. Aqui, pode-se configurar diversos recursos, como tempo de apresentação da barra de comandos (que veremos mais pra frente), modos de repetição, reprodução automática e sistema de cores e formato de tela (4:3 ou 16:9). Tudo muito simples de se configurar, e até mesmo os mais leigos não terão muitas dificuldades em compreender as instruções (aliás, o produto nem com manual de instruções vem; tem apenas um folheto com seus principais recursos).

Ao acessar a sua mídia removível, você vai cair nessa tela, que separa todos os itens por categorias. Isso é bastante prático se você não é uma pessoa lá muito organizada, e deixa os seus arquivos todos misturados dentro do seu pendrive. O ideal é que você separe tudo por pastas, mas se você não o fizer, não terá problemas para você encontrar os arquivos que você procura. Normalmente, escolho a opção FILE, pela possibilidade de deletar o arquivo do pendrive logo após ter assistido algum vídeo do media player.

A navegação e identificação dos arquivos é muito simples. Sempre você terá uma lista de arquivos, em ordem alfabética, e na sua lateral direita alguns dados, como data em que o arquivo foi salvo, tamanho do arquivo, tipo de vídeo e sua duração.

Quando fui atrás deste produto, era para que, de forma prioritária, eu p
udesse assistir séries em RMVB no conforto da TV (e não mais na frente do computador). E neste aspecto, o Media Player Braview ficou acima das minhas expectativas. Os arquivos em RMVB são exibidos com uma qualidade de imagem maior do que eu esperava, tanto no modo 4:3 quanto no modo 16:9 (da foto acima). Os arquivos mais antigos apresentam mais quadriculados (antigos que eu digo: episódios de Friends convertidos há 3 anos atrás). Já os episódios mais novos apresentam uma imagem bastante satisfatória.

Esta é a imagem no padrão 4:3 (levando em conta que este é um arquivo que originalmente foi gravado em Wide Screen). Uma das dicas que deixo é que, como a maioria dos vídeos que vamos rodar neste player já estão no formato Wide, o recomendado é deixar já o player no formato de exibição 16:9, por dois motivos: para ficar com a tela cheia, e para no caso para arquivos com legendas pequenas, elas não ficarem comprimidas, a ponto de quase impedir a leitura. Além disso, caso você pegue um arquivo que esteja em 4:3, é só acionar um comando no controle para ter a imagem em tela cheia novamente. Bom, vamos ver na prática como isso funciona:


Formato 4:3


Formato 16:9

Esta é a barra de controle que o media player oferece para o usuário. Tudo bem que o controle remoto já oferece todos estes botões, mas ele ajuda um bocado quando você está no escuro. Destaque aqui para os dois últimos ícones à sua direita, um para o zoom, e o outro para ligar/desligar as legendas. Além do relógio do tempo decorrido do vídeo.

Quanto aos arquivos em AVI, a exibição é impecável. Tanto que já deixei o DVD para a TV da outra sala (para que minha mulher possa ver outras coisas) e deixei o media player apenas aqui. Muito provavelmente, apenas em casos muito especiais é que volto a assistir filmes e séries no DVD. Outro fator importante do Media Player Braview é que, por ser um produto nacional, ele tem suporte total à legendas em português. Falo isso porque outros produtos acabam exibindo quadrados e outros símbolos no lugar de letras acentuadas, e isso é um fator que você deve considerar na hora da compra. A má notícia é que, para o meu entendimento, as legendas geradas na tela são de um tamanho muito pequeno, e na cor branca (sem o sombreado em preto que já estamos acostumados). Caso você ligue o formato 16:9 para ver em tela cheia, se tivermos uma cena em branco, você não vai conseguir ler as legendas. Nesse caso, recomendo que se veja o filme no formato 4:3, para acionar as barras de matriz ativa, para justamente deixar a legenda no fundo preto.

Por fim, minha conclusão final sobre o Media Player Braview é que o produto está APROVADO. Já disse antes: existem produtos melhores, com mais recursos, e mais caros, mas para quem busca uma solução barata e descomplicada, é uma excelente opção. Também sabemos que você tem opções mais baratas (principalmente no DealExtreme.com), mas em compensação você tem uma espera muito longa para entrega e a falta de suporte para português. Neste modelo, eu paguei menos de R$ 150,00 com frete incluso, comprando via Mercado Livre (segue o link do vendedor, que foi 100% na venda), e em outros locais você pode comprá-lo por menos de R$ 200,00. Para mais informações sobre o produto, você pode obter na página do produto, no site oficial da Braview.

Principais características:

• Dispositivo USB 2.0 de alta velocidade, conexão para câmera digital, impressora, HD etc.
• Suporte para cartões SD, MMC, MS e U Disk
• Possui controle remoto
• Suporta formatos de exibição como JPG, BMP e GIF animado
• Suporta formatos de música como MP3, WMA e WAV
• Suporta formatos de vídeo como AVI, MPG, MPEG, DAT, RM, RMVB e VOB
• Navegador de arquivos
• Suporte para 7 idiomas (inglês, português etc.)
• Suporta modelos de saída de TV: 720P (alta definição), NTSC e PAL CVBS para saída AV
• Saída HD
• Simples atualização de firmware