LG K10 2017

 

A LG Electronics do Brasil apresentou em evento realizado no Rio de Janeiro no dia 7 de fevereiro os modelos da sua nova família de smartphones LG Série K 2017. Os cinco dispositivos apresentados são uma atualização direta dos modelos apresentados no ano passado, mostrando uma evolução da proposta para estes modelos de linha média.

Agora, a LG foca especificamente em um grupo de consumidores para esses novos produtos. A Série K é voltada para o público jovem, que prioriza fotos de boa qualidade, as selfies com os amigos, mas que não podem pagar mais do que R$ 1.500 em um smartpone, ao mesmo tempo que não querem abrir mão de um bom desempenho na maior parte do tempo.

O LG K10 2017 (ou LG K10 Novo) é o modelo intermediário dentro dessa nova família de smartphones de linha média, e tenta ser o símbolo dessa boa relação custo-benefício. O smartphone chega com uma série de melhorias em relação ao K10 de 2016, e com um certo grau de amadurecimento, se aproximando da identidade de produto que a LG oferece nos modelos mais completos (e mais caros).

Nesse review, vamos mostrar essas novidades, apresentar as principais vantagens do produto, e tentar identificar se ele cumpre com esse objetivo de ser um dispositivo que atende aos usuários que pretendem apostar nessa combinação de hardware e software, visando a já destacada relação custo-benefício.

 

Características Físicas

 

 

As mudanças nesse aspecto foram grandes e importantes.

A LG promoveu uma repaginação de design no LG K10 2017 que deixou o novo smartphone com um ar mais elegante, refinado e premium. O dispositivo, visto de perto, é realmente muito bonito.

 

 

Os cuidados de acabamento vão do material plástico que simula o metal escovado na parte traseira até os cantos de tela arredondados, passando pelos detalhes em dourado, que combinaram muio bem com esse modelo. As outras opções de cores também estão muito ajustadas com a proposta de design do dispositivo, reforçando que o smartphone é atraente por si, independente da cor do acabamento.

 

 

A atenção para os detalhes foi elevada, com o dourado combinando muito bem com o preto mate, tanto na parte inferior do dispositivo como no aro que rodeia o sensor da câmera traseira.

O botão de liga/desliga/bloqueio de tela fica na parte traseira do smartphone, logo abaixo do sensor de câmera. A má notícia aqui é que a versão brasileira do LG K10 2017 perde o leitor de digitais integrado ao botão. Não que este seja um item essencial para uma boa experiência de uso, mas compreendo que esta restrição foi feita para alcançar uma melhor relação custo-benefício no preço final.

 

É um dispositivo de baixa espessura, que é de agradável agarre justamente por não ser volumoso. O modelo oferece também a praticidade de poder ser utilizado apenas com uma mão de forma muito confortável e prática. Algo que, para o uso diário, melhora e muito a experiência de uso.

 

 

Tela

 

O LG K10 Novo conta com uma tela de 5.3 polegadas, com resolução HD (1280 x 720 pixels). A marca tem um histórico em entregar boas telas nos seus smartphones, com elevada qualidade final de imagem mesmo em modelos mais restritos nos aspectos técnicos, e este novo lançamento dos coreanos não é uma exceção.

 

 

A qualidade final de imagem do dispositivo é muito boa, assim como a qualidade do toque na tela. Nesse aspecto, a boa interação com a interface do usuário está garantida.

É uma tela boa o suficiente para ver vídeos e rodar jogos casuais. Oferece um controle de software inteligente, que ajusta o brilho de tela de acordo com as condições de iluminação do local onde se encontra o usuário. Isso ajuda em uma entrega de maior autonomia de bateria no final do dia, o que é sempre algo positivo para qualquer usuário de linha média.

 

 

Hardware

 

O LG K10 2017 é um típico smartphone de linha média nesse aspecto.

Temos aqui um dispositivo com processador MediaTek octa-core de 1.5 GHz, trabalhando com 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD). É o que considero como o mínimo recomendado para trabalhar com o Android sem maiores dores de cabeça, e com um desempenho dito “decente”, ou seja, sem maiores travamentos ou arrastos para as tarefas mais comuns (navegação na internet, redes sociais, fotografia, reprodução de vídeos por streaming, etc).

Levando em consideração a faixa de preço com a qual vai competir no mercado brasileiro, posso dizer que é um valor honesto diante da proposta que a própria LG oferece. A empresa aposta nos seus diferenciais pontuais para convencer os usuários, e não necessariamente nos números dos seus recursos técnicos para impressionar um potencial comprador.

Sem falar que parte do desempenho do dispositivo está compensado pela presença do sistema operacional Android Nougat, e nas customizações que a LG adotou na sua interface de usuário.

 

Software

 

O LG K10 2017 conta com o sistema operacional Android 7.0 Nougat, com a interface customizada da LG.

A presença do Android Nougat nativo de fábrica nesse modelo é uma vantagem que a LG oferece em relação aos seus concorrentes diretos de preço. A grande maioria dos concorrentes ou ainda estão com o Android Marshmallow, ou estão atualizando os seus dispositivos aos poucos.

 

 

A interface customizada da LG foi modificada. Agora, todos os aplicativos instalados exibem os seus ícones na mesma tela, eliminando o botão “Todos os Aplicativos”. Isso facilita o acesso aos apps para a maioria dos usuários, que deixam de ter uma tela adicional para poder acessar tudo o que possui instalado no dispositivo.

Também foi possível observar uma considerável redução de aplicativos pré-instalados da LG no pacote de pré-instalação. Isso pode indicar que o fabricante entendeu que a maioria dos usuários acaba desinstalando esses softwares rapidamente, ou simplesmente não utilizam essas funcionalidades.

 

 

De qualquer forma, estamos diante de uma interface bem otimizada, que oferece uma boa experiência de uso, sem um consumo exagerado de recursos de hardware e oferecendo algumas funcionalidades interessantes. É o que o usuário precisa para usar bem o seu smartphone, e sem maiores complicações.

 

 

Câmera

 

No evento de lançamento da série K 2017, a LG deu maior ênfase para o conjunto de câmeras dos seus dispositivos. Tanto, que enviou os jornalistas para registrar selfies em grupo em um cenário fantástico no Rio de Janeiro. Nesse item, o LG K10 2017 entrega o que promete, pensando sempre no seu público-alvo e na sua faixa de preço.

Dito isso, temos aqui um conjunto de câmeras que entrega resultados finais similares aos modelos de sua faixa de preço. Ou seja, fotos boas o suficiente para um livre compartilhamento nas redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas. A qualidade é boa o suficiente para atender e bem ao público mais casual, ou aos usuários mais jovens que precisam do bom e do barato.

 

 

O software de câmera oferecem os recursos mais básicos para os ajustes do usuário. Nada muito complexo ou otimizado para extrair fotos mais ajustadas. O básico para o usuário registrar as imagens sem maiores problemas.

 

 

É possível observar uma entrega de cores bem próximas ao da realidade, com boa vivacidade de imagem e equilíbrio de tons mais claros. Surpreendeu as fotos registradas em ambientes com baixa luminosidade, com o auxílio do flash. A quantidade de ruído é aceitável, com um resultado final de imagem muito interessante.

 

 

A câmera frontal de 5 MP conta com o recurso de ângulo de 120 graus para inserir mais pessoas na mesma selfie. Essa funcionalidade é efetiva tanto para fotos como para vídeos, o que pode ser bem útil em várias situações.

A qualidade das fotos apresenta um pouco de compressão nas fotos (tipo um efeito de embelezamento), o que tira um pouco da naturalidade das imagens. Mas as fotos registradas em ambientes externos (dia de sol forte) entregam imagens mais naturais. De qualquer forma, este sensor também entrega uma qualidade final de fotos dentro do esperado.

 

 

 

Bateria

 

Uma baixa espessura resulta em algumas restrições. Nesse caso, o LG K10 Novo possui uma bateria de 2.700 mAh, ficando desse modo um pouco abaixo do que o desejado para um dispositivo de linha média com suas dimensões e na sua faixa de preço.

 

Mesmo assim, o modelo não decepciona nesse aspecto. Por conta de um Android Nougat com recursos dedicados a uma melhor gestão de consumo, trabalhando em conjunto com os recursos inseridos na interface da LG, temos nesse modelo um bom gerenciamento de energia, com pelo menos um dia de atividades para os usuários que optarem por um uso moderado do dispositivo (navegação na internet, redes sociais, e-mails, algumas chamadas, alguns minutos de vídeos e jogos, etc).

Obviamente, a regra do “quanto mais exigente o aplicativo, ou maior tempo de tela ativa, mais rápido a bateria é consumida” é um fato que todo usuário precisa considerar.

 

 

Mas levando em conta todas as variáveis, o K10 2017 vai muito bem nesse aspecto. De forma até surpreendente.

 

 

Desempenho

 

O conjunto final do LG K10 2017 é equilibrado o suficiente para oferecer um bom desempenho para as principais atividades que a maioria dos usuários devem solicitar em um dispositivo desse porte.

O modelo se comportou bem durante o período de testes, sem apresentar engasgos ou travamentos. Mesmo com vários aplicativos abertos, o conjunto se comportou muito bem.

Esse bom desempenho muito em parte está associado ao Android Nougat, que possui um novo sistema de gerenciamento de recursos, principalmente de RAM, além do software otimizado da LG, que mesmo com tantas customizações tem um baixo consumo de recursos de hardware.

Em algumas situações pontuais e específicas foram percebidos alguns arrastos. Principalmente nos games. O caso que destacamos é o do Real Racing 3, que em alguns momentos entregou arrastros e pequenos travamentos durante a execução do jogo.

Algo perfeitamente compreensível, levando em conta o propósito geral do produto. Mas um pouco alarmante, já que modelos similares rodaram esse jogo sem maiores problemas.

Apesar de contar com apenas 2 GB de RAM (o ideal no meu entendimento seriam 3 GB), o desempenho estável está garantido pela combinação do software trabalhando com um processador MediaTek octa-core de 1.5 GHz que, se não é um dos chips mais potentes do mercado, ao menos é competente para entregar a relação custo-benefício que a LG buscava.

 

 

Vale a pena?

 

 

Sim, vale a pena.

O LG K10 2017 é uma boa atualização do modelo lançado no ano passado, entregando melhorias que chamam a atenção pela estética, mas também por entregar a boa relação custo-benefício que o fabricante buscava.

O modelo pode competir em pé de igualdade com os demais modelos dentro de sua faixa de preço, já que entrega um modelo de linha média estável e com números de hardware interessantes, mas com diferencial que pode chamar a atenção dos consumidores que buscam aspectos específicos no dispositivo que justificam a compra.

É recomendado para quem adora tirar selfies em grupo, para aqueles que gostam da experiência de uso e soluções da LG, para quem quer ter um modelo bonito e elegante para chamar de seu, ou para quem quer investir em um smartphone que já chega ao mercado com o Android 7.0 Nougat, sem ter que esperar por eventuais atualizações que podem jamais acontecer.

Seu preço está dentro do esperado para a sua categoria de produto, e o modelo deve chegar para brigar pelo domínio do mercado de linha média clássico, onde as vendas não devem sofrer tantas quedas em comparação com os demais segmentos.