gradiente-tegra-note-7-topo

No final do ano passado, a Gradiente apresentou no Brasil o Tegra Note 7, tablet desenvolvido pela NVIDIA e que seria distribuído por parceiros nos diferentes mercados ao redor do planeta. É uma estratégia semelhante ao que a Google adotou com a linha Nexus, com a diferença que a gigante de Redmond escolheu um fabricante fixo, e a NVIDIA fabricou o seu produto, deixando para os seus parceiros a sua distribuição.

Desde a sua primeira aparição, o objetivo com o projeto Tegra Note 7 era oferecer um produto que oferecesse um desempenho otimizado para os jogos e tarefas de alta performance. Mesmo assim, a ideia também era oferecer um produto que fosse funcional para a maioria das tarefas de produtividade, e sem pesar muito no preço. A Gradiente oferece o produto no Brasil (sem acessórios) por R$ 999, um preço convidativo, principalmente por aquilo que promete oferecer.

Porém, a concorrência é pesada nesse segmento. Por regra, o consumidor olha primeiro para o fator preço, e já temos muitos tablets custando menos que isso (mesmo com um hardware mais modesto que o Tegra Note), que podem ser tão eficientes para tarefas gerais. Se será tão bom para os games, é outra história.

Esse review tem como objetivo descobrir se o Gradiente Tegra Note 7 é um produto que pode atender ao grande público, ou se o valor cobrado é mais pensado mesmo no nicho dos gamers. É uma ótima oportunidade para descobrir se finalmente estamos diante da proposta do “mais é mais mesmo”.

 

Características Físicas

Um tablet de 7 polegadas faz todo o sentido do mundo quando seguramos o produto. É o tamanho ideal para quem quer utilizar com uma das mãos na maior parte do tempo, ou para quem quer ter um bom apoio na orientação horizontal. E é exatamente isso que o Gradiente Tegra Note 7 oferece. Com um tamanho ajustado, sua pegada é agradável e confortável para as diferentes atividades propostas para o dispositivo.

DSC01930

Outro ponto que agradou muito no manuseio do produto foi o seu acabamento traseiro. Combinando partes com plástico em black piano e material com textura emborrachada, o dispositivo consegue ficar bem firme nas mãos, não dando a sensação que o produto pode escorregar a qualquer momento das mãos do usuário. Além disso, essa combinação consegue passar a sensação visual de um produto com um design mais agressivo, que pensa mesmo no apelo para o público gamer.

DSC01960

O tablet conta com um slot para a caneta stylus (que acompanha o produto), que fica bem integrado ao seu design, sem deixar partes sobressalentes, que podem incomodar no seu manuseio convencional. Também não são detectadas partes móveis no dispositivo, algo que é sempre bem vindo.

DSC02094

A stylus possui uma ponta emborrachada e fina, que não só é boa para o manuseio com a interface, mas também para atividades de escrita (os resultados podem variar de acordo com o aplicativo que você está utilizando). O Gradiente Tegra Note 7 conta com aplicativos pré-instalados para o usuário trabalhar com a stylus (o tablet identifica quando você remove a stylus do seu corpo, e abre uma janela questionando qual app você quer utilizar.

Talvez o fato do slot da stylus ficar na parte inferior do produto (levando em consideração a sua orientação vertical) pode incomodar alguns usuários mais receosos. Porém, essa stylus fica tão bem presa ao corpo do dispositivo, que passa a ser realmente  muito difícil que esse acessório caia do corpo do tablet. Pode ficar tranquilo sobre isso.

DSC01919

Outra decisão interessante no design do Gradiente Tegra Note 7 é a presença dos alto-falantes na parte frontal do dispositivo. Apesar de  muitos usuários não dispensarem os fones de ouvido na hora de consumir conteúdos com tablets e smartphones, levando em consideração que esse produto é pensado de forma prioritária nos gamers, a decisão tem a sua razão de ser. O som direcionado para o jogador aumenta a sensação de imersão em alguns títulos.

DSC01935

O Gradiente Tegra Note 7 chamou a minha atenção por ser uma proposta robusta no design, porém, agradável. Me agrada mais ter um produto com essa proposta, justamente por ser mais “geek” em linhas gerais. É um modelo que reflete melhor o espírito de um usuário de tecnologia. Sem falar na qualidade de sua construção, que é excelente.

 

Acessórios

Além dos itens tradicionais (cabo microUSB e adaptador para rede elétrica), a Gradiente mandou para cá dois itens que fazem parte de uma segunda opção de venda do produto, em formato de kit complementar. O Gradiente Tegra Note 7 pode ser adquirido com uma caneta adicional Direct Stylus com seis pontas complementares, e da capa protetora para o tablet. Esses itens também podem ser adquiridos em separado.

DSC01836

A Direct Stylus é exatamente a mesma que já acompanha o tablet, mas com seis pontas adicionais para diferentes finalidades. Como o próprio tablet oferece aplicativos que permitem a interação com a caneta, o usuário pode aproveitar o acessório para realizar interações com o produto com diferentes formatos de desenho e escrita. Sem falar que sempre existe a possibilidade da instalação de outros aplicativos para essa finalidade. É o usuário que vai encontrar o melhor uso para essas pontas adicionais.

DSC01889

No caso da capa protetora, ela não só protege a tela do dispositivo, mas ela também tem uma função “smart”. Tal como já vimos em outros dispositivos, quando deslocamos a capa protetora para revelar a tela protetora do tablet, a mesma é acionada automaticamente. Se você fecha essa capa, a tela é desligada automaticamente. É um recurso bacana, não só pela comodidade, mas pela suposta economia de bateria oferecida. Pode não parecer, mas acaba fazendo a diferença na prática.

DSC01878

A instalação dessa capa protetora é relativamente simples. Você precisa remover uma espécie de friso plástico na lateral do dispositivo, e insere a capa no slot que vai ficar disponível para a instalação do acessório.

DSC01854 DSC01861

Além da função de proteger e acionar a tela automaticamente, a capa protetora também atua como suporte para o próprio tablet, permitindo posicionar o dispositivo em pelo menos duas posições: uma para interação com o tablet para interação com redes sociais e manipulação com a stylus, e outra para consumo de conteúdo (visualização de vídeos e execução de jogos – com o uso do controle Bluetooth).

DSC01862 DSC01867

Essa capa protetora aproveita o material traseiro semi-emborrachado do tablet para melhor fixar o seu apoio para as duas posições a serem adotadas, tornando o uso do acessório algo ainda mais prático e funcional.

 

Tela

O Gradiente Tegra Note 7 possui uma tela HD IPS LCD com retro-iluminação LED de 7 polegadas (1280 x 800 pixels). É uma tela boa o suficiente para reproduzir com competência a grande maioria dos títulos disponíveis para o sistema operacional Android, não só para a interface de usuário, mas principalmente para jogos e vídeos, que é o que realmente interessa nesse caso.

DSC01924

É uma tela que tecnicamente é melhor do que os seus principais concorrentes com a mesma dimensão de tela, porém, oferece um elevado nível de reflexão, o que pode ser um incômodo quando utilizado em ambientes bem iluminados ou ao ar livre. Mas isso não chega a ser um incômodo. Entendo que a maioria dos usuários casuais e até mesmo os gamers mais pacientes não vão se incomodar com esse detalhe.

O que realmente importa é que essa tela é competente para as necessidades casuais e específicas. Mesmo com a impressão que as cores ficam levemente “lavadas” com o brilho no máximo, os resultados de imagens exibidas são razoáveis. O seu toque na tela é muito bom (e precisa ser, para as atividades de games), e é mais do que suficiente para garantir as suas horas de leitura e visualização de vídeos.

Alguns poderão estranhar ou até mesmo entender que um produto como esse merecia uma tela melhor. Eu penso diferente. Não seria tão válido adicionar uma resolução Full HD em uma tela com esse tamanho (já acho estranho ver resoluções maiores em smartphones), e o slogan que a Gradiente utiliza para promover o produto é “o tablet mais rápido do mundo”. Tenha sempre isso em mente enquanto lê esse review.

 

Sistema Operacional e Interface de Usuário

Aqui, temos uma pequena história para contar. Quando o Gradiente Tegra Note 7 chegou até aqui, ele contava com o sistema operacional Android 4.2.2 Jelly Bean. Assim que eu liguei o produto, recebi a notificação para o Android 4.3 Jelly Bean. Logo depois desse update, mais uma notificação, agora para o Android 4.4.2 KitKat. E depois dessa atualização, ainda recebi três updates menores da própria NVIDIA.

Screenshot_2014-07-18-12-18-36

Tudo isso tem um lado positivo. Mostra que a NVIDIA/Gradiente teoricamente são capazes de oferecer um suporte minimamente adequado para o seu consumidor, entregando não só atualizações para as versões mais recentes do Android, mas também correções e melhorias para os recursos que são específicos do produto deles.

Screenshot_2014-07-18-12-18-42

Dito isso, o Android 4.4.2 KitKat presente no Gradiente Tegra Note 7 é mais próxima do Android puro, com pouquíssimas customizações. Na verdade, a ideia geral da interface é a mesma adotada pela Google, e isso garante uma experiência de uso mais limpa e próxima do ideal. Não falo tanto do quesito desempenho, pois o conjunto de hardware é suficiente para oferecer uma performance limpa para o dispositivo.

Screenshot_2014-07-18-12-18-59

As poucas modificações presentes no Tegra Note 7 estão presentes em algumas funcionalidades inteligentes que já destacamos nesse review, associadas aos acessórios do produto (capa protetora inteligente, detecção da caneta stylus desconectada do corpo do dispositivo, aplicativos específicos da NVIDIA, etc). Dos recursos e funcionalidades gerais do sistema operacional, praticamente não se identificam mudanças.

Screenshot_2014-07-18-12-18-26 Screenshot_2014-07-18-12-20-15 Screenshot_2014-07-18-12-21-08

 

Qualidade de Áudio

Um dos diferenciais do Gradiente Tegra Note 7 é posicionar os seus alto-falantes na parte frontal do dispositivo. A ideia aqui é que enquanto o usuário estiver assistindo os seus vídeos ou rodando os jogos, o som seja projetado para frente, aumentando a imersão durante essa experiência multimídia.

DSC01915

Durante os testes, pudemos avaliar essa característica na prática. De fato, comparado com modelos de outros fabricantes (que normalmente apostam em posicionar o seu único alto-falante na parte traseira), o Tegra Note 7 oferece um volume de áudio superior. Alguns podem entender que quando assistimos vídeos no tablet ou smartphone, para não incomodar as outras pessoas, o ideal é utilizar fones de ouvido com o dispositivo. Eu concordo com isso. Mas nem por isso a escolha feita no produto da Gradiente é menos importante, ou que não mereça ser destacada.

É claro que não podemos exigir do dispositivo uma qualidade de áudio impecável. Pelas suas próprias características, o áudio reproduzido é completamente dominado pelos agudos, e os graves são esquecidos. Porém, entendo que tal característica também está presente na maioria dos tablets que já testei, e que oferecer um áudio mais forte e direcionado já é um ganho bem interessante para a maioria dos usuários.

 

Câmera

Em outras oportunidades, eu afirmei nesse blog que câmeras fotográficas estão presentes nos tablets por uma questão de mera convenção e formalidade. No meu entendimento, os tablets não são os dispositivos recomendados para registrar fotos. Mas estão presentes para ser uma opção. Eu investiria mais nas câmeras frontais, pensando nas videochamadas, que são mais úteis nesse tipo de produto.

20140720122452

Dito isso, o Gradiente Tegra Note 7 não é diferente da maioria dos dispositivos que testamos. O seu sensor traseiro de 5 megapixels registra fotos razoáveis em ambientes com luz natural e boa luminosidade.

20140720003158

Nas fotos capturadas com luz artificial, a grande quantidade de ruído se faz presente, deixando a qualidade de imagens abaixo do razoável. Mas tal característica encontramos nos sensores de outros tablets. É como eu disse antes: câmeras traseiras em tablets não são lá muito úteis se você não pode tirar fotos de qualidade minimamente razoável em diferentes situações.

Screenshot_2014-07-20-00-31-35 Screenshot_2014-07-20-00-31-28

O aplicativo de câmera até se esforça em oferecer recursos diferenciados, como por exemplo HDR, sistema de estabilização de imagem, foco por um único toque, nivelador na tela, entre outros. Porém, tais recursos pouco são efetivos no registro de imagens, por conta do tablet contar com um sensor simples, com baixo poder de captação de imagens.

20140720122406

A câmera frontal possui uma resolução VGA, e só serve mesmo para o usuário realizar as videohamadas eventuais com aplicativos compatíveis com tal funcionalidade. Ou seja, esqueça aqui as selfies. A qualidade é a mais simples possível, e os resultados ficam bem abaixo do satisfatório para a finalidade fotográfica.

 

Games

O principal objetivo do Gradiente Tegra Note 7 é ser o melhor tablet do mercado para os gamers. E podemos dizer que o produto cumpre essa missão com louvor.

Screenshot_2014-07-20-17-12-26

Nesse quesito, podemos ver claramente como a combinação de hardware com um software praticamente puro oferece resultados excelentes na hora de executar jogos de todos os tipos. Desde os mais simples até os mais pesados, todos os títulos testados funcionaram muito bem. E isso considerando o fato desse tablet contar com apenas 1 GB de RAM, o que poderia significar problemas de gerenciamento de memória e execução dessas tarefas.

Não podemos deixar de dar crédito para o processador quad-core NVIDIA Tegra 4 com GPU de 72 núcleos. Tal combinação faz toda a diferença na execução dos jogos, pois você não sente pontos de engasgo ou travamentos durante as partidas. Tudo foi realmente pensado para que a experiência nos games fosse a melhor possível.

Screenshot_2014-07-20-17-10-40

Alguns jogos (como o Real Racing 3) possui o suporte para controle Bluetooth, outro importante diferencial do Tegra Note 7. Em outros dispositivos, você precisa instalar um aplicativo específico para acionar esse recurso. No tablet da Gradiente, ele já vem configurado de forma prévia, acionando automaticamente de acordo com o título. O recurso não é acionado em todos os títulos, e como não possuo um controle compatível, não testamos o recurso.

Screenshot_2014-07-20-17-09-00

Também vale a pena destacar nesse review o momento “o outro lado da moeda”. Se por um lado a tela do Tegra Note 7 possui “apenas” uma resolução HD, por outro lado, essa resolução é mais que suficiente para rodar – e muito bem – a esmagadora maioria dos jogos disponíveis para a plataforma Android. Mais do que isso poderia resultar em uma perda de performance para os jogos. Logo, a escolha da NVIDIA nesse aspecto foi acertada.

E por tudo isso que relatei nos parágrafos anteriores, eu digo que o Gradiente Tegra Note 7 é, definitivamente, um tablet que tem tudo para agradar em cheio os gamers de plantão. É um conjunto muito equilibrado para essa finalidade.

 

Bateria

Esse é um item que pode dividir opiniões. Para um uso considerado regular (acionamentos eventuais para leitura de redes sociais e e-mails, WiFi acionado o tempo todo, jogos e vídeos por alguns minutos eventuais, etc), os 4.100 mAh da bateria do Gradiente Tegra Note 7 são mais que suficientes para oferecer, pelo menos, dois dias de uso sem precisar chegar perto do carregador. É uma autonomia bem satisfatória para a maioria dos usuários.

Screenshot_2014-07-19-11-40-20

Porém, o Tegra Note 7 é um produto claramente focado para um público mais exigente: os gamers. E a atividade de games não só exige um tempo maior de tela ligada, mas também uma demanda maior do processador, GPU e memória. Nesse sentido, a NVIDIA fez um trabalho muito competente (levando sempre em consideração o poderio técnico do seu conjunto processador + GPU). É claro que com tarefas que exigem um pouco mais dos seus componentes, o consumo dessa bateria é maior. E isso é absolutamente normal.

Screenshot_2014-07-18-12-17-53

Que fique claro que o consumo não é o mesmo dos seus concorrentes. O Tegra Note 7 é mais eficiente na gestão do consumo de energia, inclusive contando com recursos para gerenciamento de consumo que podem ser configurados pelo próprio usuário, através do item Economia de Energia.

Screenshot_2014-07-18-12-17-43

A Gradiente informa que a bateria do dispositivo pode alcançar uma autonomia de até 10 horas de reprodução de vídeos em HD. Isso até é possível, mas se o usuário realizar alguns ajustes específicos no dispositivo, como reduzir a performance do processador, o brilho da tela, entre outros itens que afetam diretamente no consumo de energia da bateria.

Screenshot_2014-07-18-12-18-04

 

Armazenamento e Desempenho

Com 16 GB de armazenamento interno, podemos dizer que é possível “brincar um pouco mais” com o Gradiente Tegra Note 7, no que se refere à instalação de aplicativos e jogos. Mais ainda quando o dispositivo possui uma memória expansível via microSD de até 32 GB. Alguns dos seus concorrentes não possuem essa possibilidade, e isso é algo que você deve considerar – e muito – na hora de escolher o seu dispositivo nessa faixa de preço (até R$ 1.000).

Screenshot_2014-07-18-12-21-46

Somando esse detalhe com todos os demais já descritos nesse review, o desempenho desse tablet é excelente. Contando com um Android com uma interface limpa, com pouquíssimas customizações, e devidamente atualizado, a performance do dispositivo consegue chamar a atenção dos mais céticos, oferecendo uma experiência de uso excelente para todos os tipos de atividades.

Não foi percebido engasgos nas transições de tela da interface, ou mesmo nos jogos e aplicativos testados. O sistema sempre respondeu de forma impecável os comandos, e toda a experiência ofertada pelo produto se mostrou muito positiva. E mais uma vez, lembro que afirmo tudo isso em um dispositivo com apenas 1 GB de RAM, o que reforça a qualidade do processador NVIDIA Tegra 4 com  PU GeForce de 72 cores e CPU ARM Cortex- A15 quad-core. É um conjunto realmente muito competente. 

 

Conclusão

O Gradiente Tegra Note 7 é um tablet pensado para todos os tipos de usuários. Principalmente para os gamers? Sim, com toda a certeza. Mas entendo que a maioria dos usuários que querem um bom tablet para as tarefas do dia a dia ficarão mais do que satisfeitos com tudo aquilo que o produto pode oferecer. Afinal, a maioria deseja um tablet que funcione, e bem. E isso, o Tegra Note 7 é capaz de fazer com grande facilidade.

DSC01908

Destacamos por diversas vezes que o forte do produto é o seu conjunto de hardware e software. O resultado entregue por essa combinação é muito competente, e próximo daquilo que eu entendo ser a experiência Android ideal. E pelo valor de R$ 999 (sem acessórios), é uma excelente relação custo/benefício para os mais diferentes tipos de usuários.

Os seus “contras” (qualidade de tela e baixa quantidade de RAM) são irrelevantes diante de seus prós. Para a maioria dos usuários, são dois itens que passarão desapercebidos diante de todo o potencial que o dispositivo possui. É altamente recomendado para quem quer se certificar que vai receber uma experiência de uso de alta qualidade.

 

Review em Vídeo

Mais fotos

Características físicas e acessórios

DSC01936 DSC01941 DSC01947 DSC01951

 

Fotos registradas pelas câmeras (frontal e traseira)

20140716175947 20140720003221 20140720003237 20140720003257 20140720003323 20140720005055 20140720005135 20140720122131 20140720122152 20140720122224 20140720122305 20140720122312 20140720122335 20140720122447 20140720122459 20140720122504

 

Screenshots

Screenshot_2014-07-18-12-16-56 Screenshot_2014-07-18-12-17-13 Screenshot_2014-07-18-12-17-25 Screenshot_2014-07-18-12-18-17 Screenshot_2014-07-18-12-18-26 Screenshot_2014-07-18-12-18-36 Screenshot_2014-07-18-12-18-42 Screenshot_2014-07-18-12-18-49 Screenshot_2014-07-18-12-18-59 Screenshot_2014-07-18-12-20-15 Screenshot_2014-07-18-12-21-08 Screenshot_2014-07-18-12-21-56 Screenshot_2014-07-18-17-12-22 Screenshot_2014-07-19-11-40-20 Screenshot_2014-07-20-00-51-54