Mais um review de produtos Seagate no TargetHD. Dessa vez, recebemos para testes um produto diferente, o Seagate BlackArmor NAS 110, que é um centralizador de backup, que também atua como dispositivo de acesso remoto de streaming de mídia. É um pouco confuso, mas se explica assim: com ele, você pode fazer o backup remoto de seus arquivos dentro de uma rede doméstica e corporativa, além de permitir o envio e recebimento desses arquivos pela rede. Bom, vamos mostrar as principais características do produto.

Na lateral da caixa do produto, você encontra as principais características do produto, listando o que ele é capaz de fazer.

Um detalhe a ser observado: o produto enviado pela Seagate veio devidamente lacrado…

…e muito bem acondicionado, o que nos leva a crer que o produto enviado para testes é um produto novo.

O produto vem bem protegido, com calços que evitam que ele se movimentem durante o transporte.

Visão geral do BlackArmor NAS 110. É um produto de proporções médias, se você levar em conta o tamanho dos desktops que temos hoje. Não deve ocupar muito lugar na sua casa ou escritório, dependendo do local onde ele for instalado.

Aqui está a parte mais importante do dispositivo. Da direita para esquerda: porta USB (para você conectar HDs externos, preferencialmente os modelos da Seagate, que mostramos aqui no blog), os LEDs indicadores de status do produto e um botão central, que ao ser acionado, é responsável pela sincronização dos dados dos computadores com a unidade. Ele pode armazenar os dados em unidades de até 2 TB, garantindo assim que um grande volume de dados da rede de computadores do local.

Visão geral da parte traseira do produto.

Na parte inferior do NAS 110, você tem o conector de rede, mais uma porta USB, o conector para rede elétrica, e o botão de liga/desliga.

Um dos destaques do BlackArmor NAS 110 é que ele é bem ventilado, o que é importante nesse tipo de produto.

Itens que acompanham o produto:

A fonte para rede elétrica do produto. Recomenda-se a instalação em um filtro de linha, e não diretamente na parede.

No modelo enviado para testes, só veio esse padrão de tomadas. Acredito que devem haver outros modelos para os mercados internacionais, uma vez que sua fonte de energia permite o encaixe de padrões de tomada diferentes.

O cabo de rede, para conectar o dispositivo ao hub de rede.

O CD de instalação de softwares do dispositivo. Você deve instalar esse CD em todas as máquinas que estão conectadas na mesma rede que o produto será utilizado.

E o guia rápido de instalação do produto.

Sobre o seu funcionamento

Testamos o produto em apenas um equipamento, mas ele pode funcionar em até 10 computadores conectados, através de um hub de rede. A vantagem do BlackArmor NAS 110 é que você pode fazer o backup dos equipamentos apenas conectando o cabo de rede no computador que vai receber o backup, e no caso dos dados estarem em um dispositivo USB, como um pendrive ou HD externo, ele pode fazer isso de forma automática, simplesmente apertando um botão (que é o botão frontal do produto). Esses recursos podem ser úteis para usuários corporativos, que administram um pequeno escritório, ou para aqueles usuários que querem mesmo ter um backup completo de seus dados. Para a maioria dos usuários, existem opções mais simples e funcionais. A maioria pode se sentir confusa ao operar o produto, uma vez que o guia rápido vem em inglês, e não é muito descritivo sobre suas principais funcionalidades e configurações.

Abaixo, temos um vídeo da própria Seagate, que fala mais sobre o produto.

Por fim, o centralizador de backup Seagate BlackArmor NAS 110 está APROVADO. Ele pode ser uma excelente opção corporativa ou de pequena empresa que precisa ter uma grande capacidade de armazenamento de dados, e uma maior segurança com os mesmos. O produto ainda possui duas outras opções, com maior capacidade de armazenamento e maior número de computadores que podem ser conectados. E, dependendo do tamanho de sua empresa, essa opção pode ser uma das mais baratas que você vai encontrar no mercado, principalmente se você não possui recursos financeiros para adquirir um sistema de backup mais complexo.