Retro Freak-01

O Retro Freak quer aproveitar os jogos de videogames clássicos que você tem guardados em algum lugar na sua casa para te divertir por algumas horas, onde sua nostalgia vai prevalecer.

Não é a primeira vez que vemos tal proposta no mercado. O RetroN 5 é compatível com um monte de consoles compatíveis. Já o Retro Freak pode rodar jogos do NES, Super Nintendo, Megadrive, PC Engine, TurboGrafx-16, Supergrafx e Gameboy e suas versões Advance e Color.

O sistema é pensado em dois módulos. O primeiro, que é introduzido pela parte traseira é o ‘cérebro real’ do console, enquanto que o segundo módulo na carcaça é onde estão as portas para cartuchos e conexões. Isso pode indicar a compatibilidade com novos formatos no futuro, apenas trocando a parte externa do produto.

Retro Freak-02

Não sabemos se o Retro Freak terá problemas legais por utilizar tecnologias de outros fabricantes nos cartuchos, mas a possibilidade está apresentada, com o suporte físico e sem emulações como intermediário. E, mesmo assim, ainda temos um slot para cartões microSD, o que pode levar a pensar na inclusão de conteúdos em formato de ROMs.

Um último ponto interessante é a possibilidade de jogar com os modos de vídeo ou formatos de tela, podendo adaptar ou realizar um upscalling de resoluções antigas, para que possamos ver os gráficos nas nossas telas atuais com maior qualidade.

Retro Freak-03

Sobre os controles, o Retro Freak conta com conectores USB, além de uma interface de controle mais ou menos trabalhada para um deslocamento pelas configurações e conteúdos, com várias funcionalidades a serem exploradas.

O Retro Freak estará disponível no Japão, mas sem preço ou data de lançamento definida.

Via CyberGadget