galaxy-s5-ifixit-topo

O novo smartphone top de linha da Samsung é resistente à água, possui bateria substituível e expansão de armazenamento via microSD. Porém, nem tudo é perfeito no Galaxy S5. O pessoal do site iFixit já desmontou o dispositivo que chegou ao mercado de 125 países hoje (11), e pode comprovar que as coisas mudaram bastante em relação ao Galaxy S4.

O problema radica na necessidade de retirar a tela do dispositivo a cada vez que um reparo for necessário, independente do tipo de componente que precisa ser substituído. Logo, imagine o trabalho que dá aplicar calor ao cristal e fazer uso das palhetas para levantar a proteção física do conjunto. Um trabalho que um mero mortal nem pode cogitar em fazer.

Fora isso, os demais componentes são perfeitamente acessíveis.

A análise do iFixit finaliza destacando dois sensores, o de frequência cardíaca e o leitor de digitais. Os dois elementos pertencem à Synaptics.

Por fim, o iFixit esclarece que, mesmo que o Galaxy S5 apresente grandes dificuldades para ser aberto, ele segue sendo meios complicado para ser reparado do que o iPhone 5s ou o HTC One (M8).

Mais imagens da análise a seguir.

galaxy-s5-ifixit-01 galaxy-s5-ifixit-02 galaxy-s5-ifixit-03 galaxy-s5-ifixit-04 galaxy-s5-ifixit-05 galaxy-s5-ifixit-06 galaxy-s5-ifixit-07 galaxy-s5-ifixit-08 galaxy-s5-ifixit-09 galaxy-s5-ifixit-10 galaxy-s5-ifixit-11 galaxy-s5-ifixit-12

04-botao-clique037-180.jpg

Via iFixit