uso-gadgets-sala-de-aula

O governo do Reino Unido estuda a possibilidade de proibir o uso de smartphones em tablets pelos estudantes em salas de aula, para evitar as distrações que os dispositivos poderiam casuar. A decisão pode ser tomada levando em conta estudos que são realizados nos últimos anos sobre como esses dispositivos influenciam no desempenho dos alunos nas escolas.

Alguns colégios britânicos já tomaram essa medida a algum tempo, e nessas instituições pode ser observado como as notas dos alunos melhoraram consideravelmente. Agora, o governo do país pensa em adotar a medida em todos os colégios, algo que ainda está em debate.

Porém, algumas vozes são contrárias à medida. Alguns alertam que a tecnologia é, hoje, ponto considerado chave para a educação, e que não devemos simplesmente proibi-la. Tanto smartphones como tablets podem ser ferramentas importantes para todos os tipos de estudantes, que enxergam essas ferramentas e a internet como aliados perfeitos para um suporte complementar do seu estudo. Há quem proponha a utilização dos dispositivos de forma correta para que os estudantes se beneficiem dela, dentro do ambiente educacional.

Não resta dúvidas que, se bem utilizada, a tecnologia pode oferecer muito no ambiente educacional. Talvez no lugar de proibir, seria mesmo necessário ensinar os profissionais de ensino a utilizá-la, para que ela sirva de ferramenta adicional. Porém, isso é claramente mais caro do que exigir uma determinada e educação e formação dentro das salas de aula.

Por enquanto, não está muito claro que caminho o Reino Unido vai usar em um tema que, para muitos, é um dos grandes problemas da educação no século XXI.

Via Yahoo! News