android 7.0 nougat

Em 22 de agosto, a Google lançou o Android 7.0 Nougat, mais recente versão do sistema operacional móvel. A atualização via OTA já esta disponível para os primeiros modelos compatíveis.

Com o Android 7.0 Nougat, chegam interessantes novidades, como a multi-tela, um melhor gerenciamento de bateria com um Doze melhorado, a resposta direta a partir das notificações (que também se agrupam) e novos emojis.

Os donos dos dispositivos Nexus são os primeiros que poderão receber o novo software, mas a lista de dispositivos compatíveis é bem limitada.

 

Quem pode atualizar para o Android 7.0 Nougat?

Nesse momento, apenas os donos de um Nexus de 2014 ou 2015 poderão instalar a nova versão do Android de forma oficial, o que faz com que a lista fique reduzida aos smartphones Nexus 5X, Nexus 6 e Nexus 6P.

À eles se somam os tablets Nexus 9 e Pixel C, além do Nexus Player. O Nexus 5 ficou de fora da lista já que o suporte de atualizações da linha Nexus é de dois anos, e este modelo foi lançado em novembro de 2013.

Vale a pena lembrar que a atualização será liberada por regiões e operadoras, o que explica uma eventual demora no update. No momento em que estiver disponível, o usuário deve receber uma notificação, apesar da consulta manual sempre estar disponível.

 

Um desafio para os diferentes fabricantes

lg v20

 

Nos próximos dias, devemos receber noticias dos primeiros dispositivos que já chegam ao mercado com o Android 7.0 Nougat, além daqueles que serão atualizados (ou não).

Os novos Nexus terão que esperar, já que a página do Android garante que o LG V20, que será apresentado em 6 de setembro será o primeiro smartphone a contar com o Android 7.0 Nougat de série.

Dos smartphones que já estão no mercado, a HTC foi a primeira a afirmar que os seus últimos lançamentos (HTC 10, One A9 e One M9) contarão em breve com o Nougat.

A lista deve crescer em breve (a começar pelo Android One), mas tudo depende do processador de cada modelo, da rapidez na hora de adotar a última versão do Android de cada fabricante e da aprovação das operadoras (dos aparelhos vendidos por elas).

Sem falar nos modelos que não são tão velhos assim, e que não serão atualizados. Um tema sempre polêmico, e que não será diferente dessa vez.