redes-móveis-antena

As redes 5G foram protagonistas na MWC 2015. Várias empresas (Nokia, Huawei SKT, etc) mostraram alguns de seus avanços. Mas essas não é uma tecnologia que estará disponível em breve, apesar dos primeiros detalhes e testes serem esboçados.

A International Telecommunication Union (ITU) é a responsável pelo gerenciamento da tecnologia 5G. As definições preliminares podem mudar até o anúncio das especificações definitivas, dando um esboço sobre o que pode vir a ser as redes 5G do futuro, com uma largura de banda de 20 Gbps, ou 2.5 GB/S.

É uma marca muito maior do que a oferecida pelo atual 4G/LTE com até 1 Gbps, melhorando notavelmente a velocidade de transferência de dados, e muito superior do que as diferentes variedades de bandas em 3G apresentadas até o ano de 2008, que aumentaram a largura de banda para até 56 Mbps nas suas melhores versões.

As redes 5G prometem um aumento muito significativo nas velocidades das conexões móveis, o que permite ampliar as possibilidades de nossas conexões móveis, permitindo ampliar as funcionalidades com serviços de vídeo por streaming para as resoluções 4K, por exemplo.

De novo: é óbvio que estamos falando das primeiras especificações que aparecem no mercado. Os dados podem variar ao longo desse desenvolvimento, que ainda deve durar alguns anos para ser finalizado, onde as primeiras implementações das redes 5G podem ser testadas em 2018, durante os Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang (Coreia do Sul), para um padrão final ser estabelecido em 2020.

Via TweakTown