lg-quick-02

 

Os carregadores sem fio se popularizaram a alguns anos, mas ainda não decolaram no mercado.

O problema é que esse método de recarga é consideravelmente mais lento que os sistemas de cabo. Mas possui suas vantagens. A principal delas é simplesmente deixar o smartphone sobre a base durante a noite e ter 100% de recarga no dia seguinte, sem precisar usar um conector.

Também é mais prático de ser integrado a um móvel, como a mesa de seu escritório. Porém, nem sempre carregamos o smartphone no mesmo lugar, e esse é outro inconveniente da recarga sem fio que precisa ser superado.

 

 

Precisa se popularizar, mas não identificamos muita boa vontade para isso

 

Para que seja uma solução mais efetiva, precisamos contar com bases de recarga ao nosso alcance em mais lugares, e sua adoção é bem lenta nesse aspecto. Alguns comércios começam a oferecer este serviço aos seus clientes, mas está bem longe de ser algo comum.

Soma-se à isso o fato de muitos smartphones não suportarem essa tecnologia, e o cenário se complica ainda mais. Você ainda pode colocar um case compatível com o padrão, mas esta não é a melhor solução.

Os fabricantes que apostam na recarga rápida nos seus dispositivos o fazem nos modelos top de linha, mas também não colocam muitas facilidades, já que o carregador sem fio deve ser adquirido em separado, e os originais não são baratos. Ainda bem que algumas soluções alternativas não agridem tanto o bolso.

A recarga sem fio é uma proposta interessante, que pode mudar a forma como recarregamos nossos smartphones. Mas ainda precisa superar muitos obstáculos. O da velocidade de recarga parece ser o mais desafiador deles.