santiago-bernabeu

Bill Gates, acionista majoritário da Microsoft, investiu muito dinheiro na Espanha recentemente. Mas parece não estar satisfeito com isso. Logo, planeja colocar o nome de sua empresa no estádio do Real Madrid, o Santiago Bernabéu, adquirindo os “naming rights” (ou direitos do nome) do estádio.

A estratégia é comum nos clubes europeus, e começa a ser adotada no Brasil (o Palmeiras é o caso mais emblemático: na reinauguração do Palestra Itália, o mesmo vai se chamar Allianz Parque por 30 anos). Na Europa, Arsenal (Emirates Stadium), Manchester City (Etihad Stadium) e o Allianz Arena de Munique (Alemanha) são exemplos destacados. Essa é uma forma de uma entidade esportiva conseguir dinheiro de forma rápida, prática e estável.

Pois bem, fontes financeiras próximas ao Real Madrid confirmaram o interesse de incorporação do nome Microsoft ao seu estádio. O valor dos naming rights do Santiago Bernabéu ainda está por ser determinado, e as negociações estariam em estágios iniciais.

Uma vez que o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, não quer tomar uma decisão precipitada e manchar o nome do estádio, nenhuma decisão final será anunciada até a metade de 2014, ou até que a diretoria do clube tenha a plena certeza que essa é a decisão correta. Mesmo assim, Microsoft e Real Madrid começaram a estreitar suas relações, ficando prevista a data da suposta mudança (se ela for confirmada) para a inauguração do renovado Santiago Bernabéu para 2016, depois das reformas que o Real Madrid planeja realizar no seu estádio.

Por outro lado, Florentino Pérez rasga elogios para a Microsoft e para Bill Gates:

É uma empresa líder e referência mundial (…). Seu fundador, Bill Gates, é um exemplo pela sua entrega e generosidade. É uma filosofia que, em muitos aspectos, se assemelha à energia que mode o madridismo, e agora trabalhamos juntos por um mundo menos injusto e mais solidário.

Explico as palavras de Florentino. Nesse momento, a Microsoft está realizando um projeto para renovar as infraestruturas tecnológicas do Santiago Bernabéu, além de doar 1 milhão de euros para a Fundação Real Madrid, para fomentar a educação através do esporte e da tecnologia, desenvolvendo programas sociais e esportivos.

Já pensou um “Microsoft Stadium” ou um “Santiago Bernabéu/Microsoft” como campo do Real Madrid?

Via Gadgetos