Firefox OS

 

Em dezembro de 2015, a Mozilla jogou a toalha, abandonando seus planos de transformar o Firefox OS em uma opção viável para os smartphones. Porém, ainda havia como opções os dispositivos conectados e a Internet das Coisas.

Porém, a mesma Mozilla demitiu toda a sua equipe de 50 funcionários envolvidos no desenvolvimento da plataforma.

E assim morre o menino Firefox OS.

 

Triste adeus para uma alternativa aberta e honesta

 

 

O comunicado dos responsáveis da Mozilla é claro: os objetivos não foram alcançados nos smartphones, e também não serão alcançados nos dispositivos conectados.

A empresa alega que mudou a sua forma de se aproximar das oportunidades oferecidas pela Internet das Coisas, focando agora na pesquisa e desenvolvimento avançado e nas tecnologias emergentes.

Também está demitido Ari Jaaski, vice-presidente da divisão de dispositivos conectados da Mozilla.

E está encerrada uma etapa que prometia oferecer a filosofia da web e padrões abertos que a empresa defende desde o começo com o Firefox.
Descanse em paz, Firefox OS.