filmes

 

Na Etiópia, você pode se deparar com uma máquina que é capaz de transferir para um pendrive a cópia de filmes piratas, sem maiores problemas.

Não queremos aqui imaginar a reação dos executivos das gigantes do setor de entretenimento, mas acreditamos que é válido detalhar uma experiência de compra tão peculiar.

E é peculiar por dois motivos. Por um lado, é a pirataria ao céu aberto, sem qualquer pudor. Por outro lado, é uma tecnologia que as próprias produtoras poderiam utilizar para combater a pirataria.

 

 

Essa é a máquina da alegria para quem gosta de filmes a baixo custo e tem um pendrive na mochila naquele momento.

As máquinas exibem um vasto catálogo de filmes, músicas e séries de TV que podem ser descarregados para um dispositivo USB na hora, de forma simples e descomplicada.

Obviamente, a brincadeira não é gratuita. Qualquer cópia ali tem um custo, mas é algo irrisório, no valor de centavos. Há pacotes que cobram poucos euros, que permitem que o usuário copie praticamente tudo o que ele quiser (ou tudo o que o seu pendrive assim permitir).

 

 

De novo: as produtoras de conteúdo comem bola por não utilizarem desses sistemas e tecnologias ao seu favor. Insistem em combater a pirataria com DRMs e fechando sites de torrents.

Erram feio nessa tentativa. Perdem para a criatividade humana, basicamente.

 

Via Torrent Freak