Dara Khosrowshahi

Três meses depois que Travis Kalanick foi convidado a se retirar do seu posto de CEO da Uber, um novo nome foi escolhido para o cargo: Dara Khosrowshahi.

Ele não era o nome mais cotado. Mark Hurd, Meg Whitman, Susan Wojcicki, Sheryl Sandberg e Ariana Huffington eram os mais especulados, tanto pela experiência em outras empresas como pela respectiva proximidade com a Uber.

O nome identificado como o mais preparado para ser o novo CEO era Jeff Immelt, principalmente pla sua experiência na resolução de crises institucionais e seu trabalho na General Motors. Porém, ele e Whitman renunciaram à possíveis nomeações, mesmo contando com o apoio de Kalanick.

Dara Khosrowshahi foi escolhido em função de sua experiência profissional e conhecimento da indústria de tecnologia. Ele foi CFO no IAC por 7 anos, e por 12 anos foi CEO da Expedia, uma das gigantes tecnológicas no setor de turismo global.

Ele conseguiu aumentar a capitalização da Expedia com boas compras e decisões estratégicas, o que pode ser muito bem vindo para a Uber a longo prazo. Vale lembrar que a empresa perdeu US$ 645 milhões no segundo trimestre de 2017.

Dara Khosrowshahi é de origem iraniana, e se manteve por anos no segundo escalão dos CEOs de Silicon Valley. Ele vive em Seattle, e sempre se manteve longe da agenda pública da região de San Francisco.

Vários membros da junta diretiva se afirmam contentes com a decisão, mas Dara ainda precisa aceitar a sua indicação.