windows 10 interface

Acabou o período de atualização gratuita do Windows 10 para equipamentos com licença válida do Windows 7 e Windows 8.1. Oficialmente, a partir de agora, quem quer ter a nova versão do sistema operacional da Microsoft terá que pagar os valores completos das versões Home (R$ 410) e Pro (R$ 810), ou comprar um equipamento com o sistema pré-instalado.

Porém, existem pelo menos quatro maneiras de conseguir o Windows 10 de graça e dentro da lei. A seguir.

 

1. Tecnologias de assistência

A Microsoft anunciou uma exceção na hora de programar o fim do Windows 10 de graça para os usuários deficientes visuais ou auditivos que necessitam de tecnologias de assistência. São as funções de “acessibilidade”, como o uso do narrador e da migração de texto para voz, o alto contraste e outras opções visuais, a lupa ou as características especiais para o teclado e mouse.

Os usuários com problemas visuais ou auditivos podem conseguir a atualização do Windows 10 de graça nesse link. A página e o link está disponível para qualquer pessoa. Uma vez instalado, é possível gerenciar as opções de acessibilidade como fazemos na versão padrão do sistema operacional. A Microsoft não anunciou data para retirar essa exceção.

 

2. Mudança de data e hora

Como a ferramenta “Obtenha o Windows 10” segue ativa (gerando críticas das mais agressivas contra a Microsoft) – apesar de só mostrar que o programa foi finalizado -, se você atrasar a data e a hora do sistema para uma data anterior ao dia 30 de junho o contador vai voltar e você poderá atualizar o Windows 10 de graça. O truque foi testado e aprovado, mas muito provavelmente sera bloqueado pela Microsoft a qualquer momento. É um dos truques mais velhos do mundo na hora de burlar contadores temporais.

 

3. Windows Insider

A Microsoft já anunciou que o programa de testes do Windows 10 continua, mesmo com o fim do programa de atualização gratuita. Qualquer usuário pode fazer parte dele, mas não é recomendado para equipamentos de produção ou onde salvamos arquivos importantes. Mas o fato é que as betas tendem a ser bem estáveis nesse caso.

Ainda que o programa seja destinado a testar as novas características do sistema, é sempre recomendado você ativar o “anel lento” para ganhar estabilidade na hora da atualização.

 

4. “Reservas” do Windows 10

Se você realizou a “reserva” do Windwos 10, também pode conseguir o sistema de graça. Ao atualizar a partir do Windows 7 ou Windows 8.1, o equipamento atualizado recebe “direitos digitais”, ou seja, os servidores de ativação da Microsoft comprova a existência de uma licença válida das versões anteriores e registra o hardware do equipamento em questão como atualizável para a nova versão.

A partir daí, o Windows 10 se ativa automaticamente no equipamento, mesmo depois de ter voltado para versões anteriores do Windows ou até mesmo se você instalou o Linux. Não há garantias que este método vai funcionar no futuro, inclusive se você muda muito o hardware do equipamento. Isso deve afetar apenas quando você realiza uma mudança na placa-mãe e, ainda assim, você pode solicitar a ativação diretamente na Microsoft.

 

Como podem ver, são várias as formas de acessar o Windows 10 de graça e dentro da lei. A Microsoft segue interessado que as pessoas migrem para a mais recente versão, e se existem formas de fazer isso, por que não anunciar a gratuidade para sempre e quanto o usuário quiser atualizar (ou enquanto o hardware aguentar), sem truques?