wii-u-xbox-one-ps4

Os consoles de última geração contam com um modo de suspensão/espera (ou standby) que permite uma inicialização quase instantânea, e com baixo consumo de energia. Porém, a grande questão é saber se esse consumo pesa no final do mês na conta de energia elétrica, ou se é algo que pode ser descartado.

Um estudo realizado no ano passado indicava números preocupantes, estimando que apenas nos EUA, o uso desse modo Instan-On no Xbox One gerava um gasto de US$ 250 milhões anuais (na soma total de unidades comercializadas). Uma análise mais detalhada do site Ars Technica revela o custo desses modos, mas analisando todos os principais consoles (Xbox One, PS4 e Wii U).

O novo estudo indica que a primeira coisa que precisamos levar em consideração é que quando o usuário desliga a TV depois de uma seção de jogo, também se deve desligar o console, e não deixá-lo ligado. Dito isso, o Xbox One consome 92 W, o Wii U 33 W, e o PS4 130 W. De acordo com os valores atuais do custo de eletricidade nos EUA, os usuários do PS4 (por exemplo) vão pagar a mais US$ 142 na conta de luz. Por ano.

O normal é que todo mundo desligue o console no final da seção de jogo. Desligado por completo, o PS4 consome apenas 0.3 W para detectar o sinal de um controle ligado. O modo standby permite que o console ligue de forma quase instantânea, permitindo a execução de tarefas em segundo plano (downloads de jogos, salvar partidas, etc), mas com um impacto maior na conta de luz.

Nesse caso, a Ars Technica decidiu fazer um cálculo estimado do custo do modo standby, e o resultado é, de certo modo, tranquilizador, com números não muito elevados: por ano, cada usuário pagaria US$ 14.16 a mais no Wii U, US$ 13.73 no Xbox One, e US$ 10.64 no PS4.

De qualquer forma, é bom levar isso em consideração se você quiser aproveitar desses modos, ou desligar completamente os seus respectivos consoles.

Via Ars Technica