seguranca

A empresa israelense de monitorização de contas LogDog investigou quanto dinheiro gira ao redor dos grandes vazamentos de contas que afetaram serviços como LinkedIn, MySpace, Tumblr e Yahoo. e como esses dados são comercializados na Deep Web.

 

O que conta mais na Deep Web?

A primeira coisa que chama a atenção nessas páginas especializadas em vendas de dados é o tipo de conta que mais dinheiro custa, com US$ 4 em média por conta premium de Mate1, e até US$ 10 pelas contas do eHarmony. Os pesquisadores ilustram a variação de preço, dependendo do site, e a porcentagem de sucesso que se pode obter com cada conta.

Acima disso, só as contas de comércio eletrônico, cujo valor varia dependendo de vários fatores, como o país, por exemplo. As contas da Amazon custam entre US$ 0,7 e US$ 6, as do eBay entre US$ 2 e US$ 4 as de usuários e US$ 10 as de lojas. Contas do PayPal podem custar até US$ 80, dependendo do saldo existente na conta.

No caso das contas de e-mail, os valores pagos por contas roubadas do Gmail ou Yahoo são entre US$ 0,7 e US$ 1,2. De serviços como Uber e Netflix entre US$ 1 e US$ 2, e dos sites de entretenimento adulto apenas US$ 1 cada, ou o mesmo que custa por uma conta roubada do seguro social dos Estados Unidos).

Veja o estudo completo em Hot Commodity: How The Dark Web Is Selling Our Online Accounts