Esta é, talvez, uma das perguntas que todos nós já fizemos pelo menos uma vez na vida, mas que realmente não conseguimos uma resposta precisa. Os usuários de computadores portáteis (notebooks, netbooks e ultrabooks) já estão acostumados a levarem o seu equipamento para todos os lados, cumprindo assim o propósito original para o qual esse equipamento foi feito. Mas… e na hora de fechara a tampa do equipamento, o que devemos fazer: desligar, suspender ou hibernar o portátil?

A resposta para essa pergunta depende de vários fatores que esse post vai tentar explicar, mais como recomendação para prolongar a vida útil do seu equipamento e aumentar a sua produtividade, e não como regras que todo cristão deve seguir.

Antes de qualquer coisa, temos que ter claramente qual o significado de cada um desses termos para o computador, já que ainda que eles pareçam simples, diretos e muito parecidos, deixando o seu portátil inabilitado para o uso e com a tela apagada, são muito diferentes entre si, com detalhes que para alguns serão bem óbvios, enquanto que para outros, serão bem confusos.

Hibernar é o estado onde o portátil consome uma quantidade de energia muito próxima a zero, deixando ou não o seu disco rígido inativo (dependendo da situação), até mesmo para que quando ele volte ao estado de funcionamento, o faça de forma mais rápida.

Suspender o computador coloca o equipamento em um estado de baixo consumo de energia, com essa pouca energia consumida para manter a memória do computador ativa, enquanto que os seus demais componentes estão totalmente desligados. Esse modo também consome um pouco de bateria, e quando usado ao longo de muitas horas, faz com que o sistema entre automaticamente no modo hibernar.

Por fim, desligar o computador é algo que você já sabe o que significa: todos os componentes do equipamento deixam de consumir energia, fechando todos os programas e tarefas.

Agora, sim, com os conceitos em mente, podemos ir para a parte que realmente interessa: quando devemos realizar cada uma dessas ações.

Quando fazer o que?

Cada uma dessas opções servem para diferentes situações, pensando sempre na necessidade que precisamos ter o computador em funcionamento mais rapidamente, ou quanto tempo vai passar para usar o portátil novamente.

Conheço muita gente que deixa o seu computador ligado 24 horas do dia, 7 dias por semana, incluindo notebooks (este é o meu caso). Muitos garantem que “os computadores foram feitos para ficar ligados o tempo todo” (esse NÃO é o meu caso). Sem entrar no mérito da questão, o que está provado é que a bateria do portátil pode ficar muito prejudicada pelo fato do computador ficar ligado e conectado na tomada o tempo todo. Além disso, todos nós sabemos que é sempre bom reiniciar o equipamento de vez em quando, para fechar todas as tarefas em segundo plano, que em muitos casos, nem sabemos que estavam sendo executadas.

Se você ficar um tempo considerável longe do computador (e quando você não está fazendo o download de nenhum conteúdo na internet), escolha uma das três opções a seguir:

– se você vai ficar longe do computador por pouco tempo (até 1 hora ou menos), você pode simplesmente suspender o seu portátil, uma vez que ele vai despertar mais rápido do seu estado de inatividade. Desse modo, você vai poder retomar o seu trabalho do ponto onde você parou, de forma rápida.

– se você ficar longe do computador por mais de uma hora, ou não precisa retomar o seu trabalho o mais rápido possível, hibernar passa a ser a sua opção. É uma boa alternativa quando vamos almoçar ou antes de dormir, uma vez que economiza a energia consumida pelo equipamento, e no dia seguinte, você não vai precisar uma reinicialização completa do equipamento, ou ter que abrir seus aplicativos e contas tudo de novo.

desligar o seu portátil é a opção mais recomendada quando não vamos utilizar o equipamento por um longo período de tempo. Porém, a maioria das pessoas preferem deixar o notebook hibernando. Para modelos mais antigos e com especificações mais restritas, desligar o notebook é o mais recomendado, uma vez que esses modelos contam com dificuldades naturais para sair do modo de hibernação, causando até uma reinicialização ocasional do sistema operacional, seja ele Windows ou Linux.

Qual é a melhor opção para o seu computador?

Economizar energia e dar um descanso para o seu computador são os principais motivos que você deve considerar no momento de sair do seu escritório ou da sua casa e hibernar, suspender ou desligar o seu portátil. Porém, fatores como desempenho e até mesmo o modelo do computador são muito importantes na escolha.

Vale lembrar que estamos falando de computadores portáteis (ou Laptops), e esse servem para ser dispositivos móveis, em muitos casos, com um uso fracionado, dependendo dos momentos livres que temos em uma viagem, por exemplo. Nesses casos, hibernar o computador é (talvez) a opção mais recomendável para uma maior duração da bateria e um trabalho pausado, porém, constante.

Além disso, desligar de forma constante os computadores podem causar consequências negativas nos desktops, já que os discos rígidos podem se danificar ao alternar constantemente entre os modos ligado e desligado (algo que não acontece com as unidades SSD). Nos portáteis, temos que levar em conta a bateria antes de tudo, e o dano que podemos causar nela por essa atividade.

As recomendações acima estão baseadas na experiência de muitos anos, utilizando exclusivamente um notebook como computador principal. Mas não fique apenas contando com esses relatos. Passe a sua experiência de uso: comente abaixo suas dicas, opiniões e impressões.