Muito se fala dos problemas que as altas temperaturas do Qatar poderiam causar durante a Copa do Mundo de 2022, mas parece que as autoridades do país estão encontrando uma solução bem tecnológica para o assunto. Enquanto que nós cobrimos os estádios e instalamos grandes sistemas de ar-condicionado, o Dr. Saud Abdul Ghani, da Universidade do Qatar propôs construir robôs gigantes que voam, que ofereceriam sombra o suficiente para proteger espectadores e jogadores do intenso sol que vai atacar os estádios do país. Os robôs se movimentariam lentamente, poderiam ser manipulado spor controle remoto, e construídos de componentes de fibra de carbono. O preço da brincadeira? US$ 500 milhões, e isso de foram inicial. Mas dinheiro para o Qatar não é problema… mas seria mais barato cobrir os estádios e refrigerá-los… ou realizar o Mundial no inverno… enfim…

via CNN