publicidade-movel

Estamos em pleno debate sobre a necessidade e pouca otimização de publicidade na internet. Não só pelo fato de entorpecer a visibilidade dos sites em telas pequenas, mas também no consumo de dados móveis.

A Apple abriu a porta dos adblockers nativos no iOS 9, e o assunto voltou a ficar em evidências. Algumas operadoras europeias já moderam a publicidade exibida em conexão móvel. E agora, um novo estudo mostra um dado alarmante: até 79% do nosso consumo de dados durante o uso do navegador pode ser causado pela publicidade.

 

Porcentagens para todos os gostos

publicidade-movel-02

O gráfico acima mostra que o consumo de dados nos smartphones com e sem um bloqueador de publicidade varia muito de acordo com o caso. Nem todos os anúncios são iguais, ou estão mal otimizados. Mas vemos que em casos extremos e em determinados sites, quase 80% dos dados baixados correspondem à publicidade.

Obviamente que vemos os casos em que o gasto é muito menor, e ainda assim é resenhável. No melhor dos casos estudados, a publicidade não chega a ser 30% do consumo total de dados em sites especificamente de notícias, onde os anúncios contam com grande predominância. É um dado conhecido, porém, alguns servidores de publicidade para sites taxam o consumo de dados entre 10% e 50% dos planos de dados dos usuários, fazendo uma estimativa entre o tempo que ele passa navegando e utilizando aplicativos que também consomem dados nos smartphones.

O New York Times realizou a alguns meses um estudo sobre a publicidade nos sites mais populares de notícias nos Estados Unidos. Não no consumo de dados, mas sim no tempo de carga das páginas, e o resultado mostra que o abuso existe, prejudicando seriamente a navegação. Até 80% do tempo de carga são de anúncios em alguns sites.

 

Porque nem tudo é consumido pelo navegador

aplicativos

Mas isso não quer dizer que a publicidade pura e simples consome os 79% registrados pelo estudo. O consumo total entre aplicativos de mensagens, chamdas VoIP, conexões de diferentes aplicativos, apps de conteúdo multimídia como vídeo e música e o tráfego produzido por aplicativos de redes sociais também impactam no consumo.

Porém, ainda que o estudo represente apenas uma mostra do que podemos encontrar na internet, veremos as consequências das páginas que abusam da publicidade daquelas que simplesmente não estão otimizadas para smartphones. O Google já decidiu que vai começar a premiar os sites otimizados.

Dito isso, use o bloqueador de publicidade com parcimônia. Alguns sites apelam do recurso da publicidade. Por enquanto, essa é uma via de receita muito importante para muitos sites (inclusive o nosso) que não podem abrir mão dela. Ao mesmo tempo, é nosso dever deixar essa mesma publicidade otimizada para a sua melhor navegação.

Via BusinessInsider