projetct-ara

Duas notícias importantes sobre o Project Ara, um dos itens que ficaram com a Google no processo de venda da Motorola para a Lenovo. O projeto – é sempre bom lembrar – tem como objetivo oferecer um telefone modular ao usuário, tanto no desgin como nos componentes internos.

A primeira notícia é que a Google confirmou um evento para desenvolvedores, que acontece entre os dias 15 e 16 de abril, em San Francisco (EUA). No evento, além de oferecer mais informações sobre o projeto, se tornará publico o kit de desenvolvedores (nesse caso, MDK, já que o M é de Modular), para que os primeiros módulos de um futuro smartphone Ara sejam pensados.

Com esse MDK, diferentes empresas poderão conhecer os detalhes e condições do projeto, e se decidirem se podem seguir em frente com a proposta. A implementação será de livre escolha e com uma especificação aberta.

projetct-ara-2

A segunda notícia sobre o Project Ara está relacionado ao suposto preço do produto. Em uma entrevista para a revista Time, Paul Eremenko, um dos responsáveis do projeto, informou que o desejo da Google é que esses smartphones modulares custem apenas US$ 50.

A fonte também revela detalhes interessantes sobre o projeto. O plano da Google é criar um telefone personalizável módulo por módulo, oferecendo uma espécie de esqueleto inicial, cuja base é composta pela tela e rádio WiFi, e os demais itens são adicionados progressivamente. A Google quer vender esse smartphone pelo valor de US$ 50, e que o mesmo sejam vendidos em todo e qualquer tipo de loja. A partir daí, os usuários poderão adicionar os módulos e componentes que desejam.

Apesar de parecer vago em suas declarações, Paul garante que ainda falta muito para a Google chegar ao preço de US$ 50 no projeto, e também não está claro que tipo de demanda contará esses smartphones. Porém, parece que o pessoal de Mountain View está levando a ideia a sério. Muito a sério.

Via Project Ara, Time