Project Ara-01

O último dia da Google I/O 2016 tem como principal novidade o anúncio da Google que o Project Ara deixou de ser um projeto para entrar em fase de produto final para 2017.

O agora conhecido como Ara terá o primeiro kit de desenvolvimento disponível para o final de 2016, com o primeiro dispositivo comercial acompanhado de uma boa quantidade de módulos chegando em algum momento de 2017. O Ara sofreu vários atrasos e até falsas esperanças, isso depois de uma confirmação no início de 2015 que Porto Rico receberia um programa piloto, algo que foi cancelado e provocou uma grande mudança de estratégia.

O Project Ara surgiu em 2013 como um desenvolvimento da Motorola, quando a empresa ainda pertencia à Google e era encarregada da divisão dos projetos especiais ATAP, que ficou com a Google depois da venda da empresa norte-americana para a Lenovo. Desde então, poucos foram os detalhes de algo que tinha a pinta que iria revolucionar o mercado de smartphones.

O primeiro protótipo apresentado pela Google conta com algumas mudanças em relação ao que foi apresentado anteriormente, já que agora a função de telefone está dentro do próprio dispositivo, e não em um módulo. Isso dá espaço para seis slots genéricos, que permitirão uma grande quantidade de módulos para potenciar as funções do smartphone, como câmeras com diferentes formatos e lentes, alto-falantes, armazenamento, sensores, telas secundárias, projetores, quantificadores e outras opções.

Os módulos estariam conectados através de uma rede chamada ‘Unipro’, sincronizada o tempo todo via software, integrado ao Android N, permitindo assim a troca de módulos sem a necessidade de reiniciar o dispositivo. Tudo seria através do Google Now (ou Assistan), onde através de um comando de voz, o módulo seria desativado para a sua troca.

Project Ara-02

Outro ponto importante é que nesse primeiro dispositivo, tanto a tela como o processador e a bateria estão integrados. Cada módulo também servirá para personalizar a aparência do smartphone, combinando cores e designs, além de poderem ser fabricados em diferentes formatos para se adaptarem ao tamanho de cada um dos slots.

Agora, resta esperar que os desenvolvedores anunciem a disponibilidade dos primeiros módulos, onde Sony, Toshiba, Panasonic, TDK, iHealt, E Ink e Samsung já estão confirmados como parceiros. O Ara é um projeto muito promissor. Torcemos para que vingue no mercado.

Project Ara-03 Project Ara-04 Project Ara-05 Project Ara-06

Via  | ARAWired