Project Alloy

Durante o Intel Developer Forum 2016, a Intel apresentou o Project Alloy, um kit de realidade virtual que interage com a realidade propriamente dita.

É um capacete de realidade virtual tal e como conhecemos, mas que dispensa o uso de outros sensores externos, permitindo uma total interação com objetos reais (inclusive o nosso próprio corpo), permitindo uma total liberdade de movimentos. A Intel apresentou o conceito como um capacete de realidade virtual do tipo “tudo em um”.

 

Realidade virtual? Não. Realidade mista

Project Alloy 02

 

Brian Krzanich, CEO da Intel, explicou que o Project Alloy oferece uma maior liberdade que outros produtos do gênero ao incluir os sensores, baterias e chips necessários para a experiência de realidade virtual.

O conceito lembra a mochila apresentada pela MSI na Computex 2016, BackPack PC, com o mesmo objetivo, mas incluindo um computador completo.

Mas o principal destaque da tecnologia da Intel foi o fato do usuário do capacete poder ver elementos reais dentro do mundo virtual, com a ajuda de uma câmera. Na demonstração, o próprio Krzanich se colocou em um cenário virtual, mostrando como os objetos reais tinham efeitos com os virtuais.

 

Interação

Project Alloy 03

Além disso, Intel e Microsoft fecharam uma parceria para a plataforma Microsoft Holographic, para fabricar computadores que suportem a realidade mista. Esses PCs serão compatíveis com o Project Alloy, e a única coisa que a Intel disse é que esse hardware estaria disponível em 2017.

Além disso, vai dispor a API Real Sense para desenvolvedores de terceiros, para que os mesmos possam criar os seus próprios sets de realidade virtual.

Project Alloy 04