samsung-galaxy-s6-active-explosao

 

Não está sendo fácil para a Samsung. Não só porque seguem chegando os processos de dispositivos que teoricamente não contavam com perigo algum de explosão, como uma recente vinculada a um Galaxy S6 Active. Mas também pelas afirmações que vemos com elas.

O novo processo alega que um Galaxy S6 Active explodiu e causou o terror na casa de um jovem casal. Mas também se incluem referências aos 90 casos de explosões do Galaxy Note 7 e a outros 30 casos registrados desde 2011.

 

samsung-galaxy-s6-active-explosao-02

 

Os casos citam modelos muito diferentes, como Galaxy S2, Galaxy Tab 2, Galaxy Tab 3, Galaxy S3, Galaxy S4 Active, Galaxy S5, Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge, e conclui dizendo que a Samsung sabia há anos que a tecnologia que utilizava era perigosa, dando a entender que nada fizeram para ser mais segura.

A Samsung descuidou da qualidade de suas baterias? O processo sugere isso, e as provas são contundentes.

 

samsung-galaxy-s6-active-explosao-03

 

Se a isso somarmos que a Samsung certifica as suas próprias baterias, o cenário é ainda pior. Mas em todo caso, devemos dar um voto de confiança para a empresa, e esperar o que eles tem a dizer sobre o assunto.

Até agora, a Samsung não emitiu nenhum comunicado oficial.

 

Via The Guardian