Samsung-Galaxy-S4

Alguns sites internacionais já haviam publicado os primeiros testes de benchmark do Samsung Galaxy S4, mas sempre com a presença do processador Qualcomm Snapdragon 600, de 1.9 GHz. Agora, o pessoal do site SamMobile publicou o primeiro review completo do dispositivo com o processador Exynos 5 Octa, incluindo alguns testes de benchmark, para analisar um desempenho estimado em relação aos seus concorrentes. E os resultados são ainda mais impressionantes.

Vale lembrar que o Exynos 5 Octa, apesar do nome, não trabalha com oito núcleos simultâneos. Na verdade, são dois processadores quad-core, que trabalham em momentos independentes, que ocupam o espaço de um único processador, gerenciando o smartphone em tarefas específicas. Quando uma atividade de baixa performance é executada (leitura de e-mails, navegação na internet, redes sociais, etc), um determinado lado do processador é acionado. Quando uma tarefa de alta demanda é acionada (jogos, streaming de vídeo, gravação e reprodução de vídeos, etc), um outro lado do processador entra em ação.

Essa divisão é feita para oferecer um melhor desempenho do dispositivo, mas principalmente, uma maior autonomia de bateria. Segundo a Samsung, esse processador pode resultar em uma autonomia de bateria até 70% maior em relação aos seus principais concorrentes.

Benc1

Os testes apenas confirmam aquilo que todo mundo já desconfiava: o Exynos 5 Octa é o processador mais eficiente que você pode encontrar no mercado mobile. Para os testes, eles utilizaram os apps Quadrant Standard e AnTuTu, dois dos mais populares para esse tipo de avaliação. E em ambos, o Galaxy S4 simplesmente humilha os seus adversários. No Quadrant Standard, ele registrou 12.726 pontos, muito a frente do HTC One X, o segundo colocado.

Benc2Benc3

Na avaliação do AnTuTu, sua pontuação máxima foi de 27.417 pontos.

Benc4

Aqui, os resultados foram relativamente mais próximos, onde o AnTuTu até faz um comparativo com o Galaxy S4 com o Qualcomm Snapdragon 600, e os resultados foram muito próximos entre os dois modelos. O que indica que (na teoria), os mercados que receberem o modelo com processador quad-core não ficarão em muita desvantagem em relação aos países que contarão com o Exynos 5 Octa. É claro que só vamos poder comprovar isso na prática depois de testar o smartphone.

Outro detalhe a ser observado é que tais testes não valem de muita coisa se a experiência final do usuário não for satisfatória. Os benchmarks não determinam qual smartphone é melhor ou pior, mas sim, qual o seu potencial de performance. Na teoria, o Galaxy S4 é superior aos seus adversários nos aspectos técnicos, mas só saberemos se ele é mesmo o melhor smartphone que o seu dinheiro pode comprar depois de bons dias de testes.

Para ver o review completo do pessoal da SamMobile, clique aqui.