2015-07-28 11.01.54

Por último, mas não menos importante, temos o Moto X Play, versão mais modesta dos novos modelos Moto X 2015, mas igualmente interessante,  por apostar na ‘troca’: abrir mão de um desempenho top de linha para uma maior autonomia de bateria, com a promessa da manutenção da experiência de uso.

O modelo chega ao mercado em agosto, com um valor sugerido de R$ 1.499. Essa informação pode ser vista de duas formas (como em praticamente tudo o que temos nessa vida).

Por um lado, temos um dispositivo com recursos novos, um Android atualizado e uma relação custo-benefício bem ajustado para o cenário atual do mercado e para a sua proposta dentro do segmento mobile. Por outro lado, o dispositivo é uma ‘involução’ em relação ao Moto X 2014, se pensarmos que traz um processador inferior, o Snapdragon 615.

2015-07-28 11.02.01

Mesmo assim, nem tudo está tão perdido assim. O modelo possui uma tela de 5.5 polegadas, que pode atender bem a aspiração dos usuários menos exigentes. E pode não parecer, mas ele conta com uma leve diferença de tamanho em relação ao Moto X Style (que tem 5.7 polegadas). E essas 0.2 polegadas a menos podem fazer uma boa diferença no agarre e usabilidade diária. De qualquer forma, segue a tendência de mercado e repete as dimensões do Moto X lançado no ano passado.

2015-07-28 11.02.10

Diferente do Moto X Style, o Moto X Play NÃO conta com o flash LED para a câmera frontal. É, amigo, não podemos ter tudo. Você só pode escolher uma coisa de cada vez para priorizar. E no caso desse modelo, o item em evidência é a sua bateria. Ou melhor, a autonomia de bateria prometida para o produto. Em compensação, esse sensor frontal foi melhorado, passando a contar com 5 megapixels de resolução.

O Moto X Play possui uma bateria de 3.630 mAh, e de acordo com a Motorola, por conta do conjunto técnico (tela com menor resolução, menor quantidade de RAM, processador mais modesto) trabalhando em conjunto com as otimizações de software, esse dispositivo é capaz de oferecer uma autonomia de uso de até 48 horas longe do carregador.

Se conseguir isso, ele consegue ficar ativo por mais tempo que o Motorola Moto Maxx, por exemplo. É algo impressionante, mas que só poderemos comprovar durante os testes para um eventual review.

2015-07-28 11.02.35

Outra diferença que diferencia esse modelo do Moto X Style é a presença do plástico no lugar do metal em sua estrutura principal. Talvez por conta disso o Moto X Play acabe sendo naturalmente mais espesso, mas não a ponto de incomodar. Esse é outro ponto a ser considerado antes de escolher esse modelo: nesse aspecto de acabamento, a Motorola promoveu mais um ‘downgrade’, onde o produto tem o mesmo preço que o Moto X 2014, mas com um material menos nobre.

Se bem que, mais uma vez, é preciso lembrar que deixar esse dispositivo como um ‘premium’, não foi o objetivo da Motorola em nenhum momento. Mas sim oferecer vários dos elementos consagrados nos modelos anteriores, principalmente nas funcionalidades de software.

2015-07-28 11.02.46

Em compensação, estamos diante de um smartphone com um visual bonito, principalmente na combinação com tons mais escuros. A parte traseira do dispositivo – assim como os demais modelos apresentados no evento – também foi modificada, com o objetivo de oferecer um melhor agarre durante o uso.

2015-07-28 11.03.07

Outra boa novidade (e mais uma melhoria solicitada pelos usuários) está na sua câmera traseira, que tem o mesmo sensor de 21 megapixels presente no Moto X Style, que é – segundo a Motorola – ‘uma das três melhores câmeras disponíveis no mercado mobile atual’. Mais uma vez, só vamos conseguir comprovar isso na prática com os testes diários.

2015-07-28 11.03.42

O pouco tempo que fiquei com o dispositivo me deixou animado. Mais uma vez, sou obrigado a lembrar que só vou saber se ele vende tudo o que ele promete com o review – que desejo fazer o quanto antes possível, Motorola! -, mas as impressões que tive foram muito positivas, com um comportamento estável e muita velocidade na operação do sistema operacional e seus elementos mais utilizados.

2015-07-28 11.03.20

Assim como aconteceu com o Moto X Style, o Moto X Play também possui suporte para o dual nano SIM, além da possibilidade de expansão de sua memória interna via microSD. Essas mudanças tornam a ideia geral da linha Moto X mais atraente, já que muitos usuários reclamavam dessas ausências nos modelos anteriores.

O que muitos chamam de ‘downgrade’ em relação ao Moto X 2014 eu chamo de ‘reposicionamento’. O grande atrativo do Moto X Play é a sua autonomia de bateria, que trabalha em conjunto com uma relação custo-benefício que ofereça uma experiência de uso competente. Nesse caso, as restrições adotadas pela Motorola são condizentes, pensando nesses objetivos.

Por outro lado, entendo o que muitos usuários reclamam. A tecnologia precisa sempre andar para frente, e não dar passos para trás. Para muitos, a autonomia de bateria maior e as demais modificações adotadas não justificam que o novo Moto X Play custe o mesmo valor que o Moto X 2014. Ele poderia custar menos, até mesmo para ser mais competitivo e atraente do que os seus competidores.

De qualquer forma, deve fazer barulho e chamar a atenção. Mas vamos esperar pelos primeiros testes e feedbacks.