ps4 pro

 

O site Digital Foundry publicou uma análise técnica do PS4 Pro em vídeo, onde revisam algumas das questões mais importantes do novo console da Sony.

O vídeo permite ver as diferentes melhorias que poderão desfrutar os proprietários do novo console: maior resolução, maior qualidade gráfica e maior taxa de fotogramas por segundo. Mas para acessar a algumas coisas, renunciamos a outras.

 

 

As conclusões

 

Logo, se (por exemplo) queremos rodar o jogo The Last of Us em 4K nativo, temos que nos conformar com 30 FPS, e se queremos 60 FPS na maioria dos jogos, temos que ficar com a resolução 1080p ou 4K em upscalling.

É interessante ver também a implementação do Checkeredboard, que consegue um aumento considerável de qualidade gráfica em Rise of the Tomb Raider, melhorando e muito a nitidez dos objetos e elementos localizados a média e longa distância.

Esta é uma técnica que permite duplicar os pixels, reduzindo a perda de desempenho, onde dois pixels podem se transformar em quatro, preenchendo os espaços vazios.

Isso deixa Rise of the Tomb Raider com resolução 4Km mas não em um 4K nativo, com um upscalling de 50%, mas com suavização de bordas que melhoram o conjunto geral.

Em resumo: o PS4 Pro não é um console verdadeiramente pensado no 4K nativo, algo que não é um problema para um console de US$ 399. Porém, a Sony deveria tomar cuidado na hora de promover os benefícios do produto.