Obama-google-hangout

Na última quarta-feira (04), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, atendeu um grupo de jovens que estavam visitando a Casa Branca. Um deles, mais curioso e geek (e, talvez, fã da Apple), questionou ao político, de forma aberta, por que ele não tem um iPhone. E Obama reconheceu que alguns dos motivos para tal decisão eram “por questões de segurança”.

O presidente confidenciou que as suas duas filhas ficavam o dia inteiro grudadas nos seus iPhones, mas que ele não poderia fazer isso, por conta dessas tais questões de segurança. Sobre quais questões de segurança ele se referia? Não fazemos a menor ideia, pois Obama não entrou em detalhes.

O pessoal do site Securityweek já faz especulações, e aposta que o governo norte-americano segue confiando nos smartphones da BlackBerry, pela sua já reconhecida e comprovada segurança e, principalmente, sua codificação de deados. Além disso, é de conhecimento público que Obama é fã incondicional dos smartphones da empresa canadense, que nesse momento não anda bem das pernas. E mencionar o item segurança não deixa de ser um tanto quanto irônico, ainda mais se observarmos as atividades da NSA, agência de segurança dos Estados Unidos, que são bem estranhas.

Barack Obama é uma das pessoas com perfis conectados muito diferenciados dos meros mortais. E não falo isso apenas pela privação de não poder utilizar um dos smartphones utilizados no planeta (ou pela privação de utilizar um smartphone de uma empresa que está sangrando lentamente no mercado mobile… entendam como quiser), mas também por, por exemplo, pouquíssimas pessoas conhecerem o seu endereço de e-mail, e mesmo assim, não se sentir muito incomodado com isso.

De qualquer forma, a situação aqui apresentada por um jovem estudante não deve ter deixado Tim Cook e sua turma muito feliz.

Via CNET, Securityweek