A Positivo Informática anunciou ontem (29) em evento realizado em São Paulo o lançamento de novos produtos voltados para o segmento de mobilidade. A linha Ypy, que antes estava voltada apenas para os tablets, agora se expande para os smartphones, e os novos celulares Positivo também chegam ao mercado brasileiro para as vendas de final de ano.

Começando pela linha de tablets Positivo Ypy, que conta agora com modelos com telas de 7 e 9.7 polegadas, que foram remodelados e atualizados nas suas especificações de hardware e software, se tornando agora mais finos, leves, com maior capacidade de processamento, e com o sistema operacional Android 4.0. O seu conteúdo também recebeu uma atualização, recebendo uma maior quantidade de conteúdos, sempre com a proposta de oferecer ao consumidor um produto 100% em português, tanto nos livros quanto nos aplicativos e ferramentas de produtividade.

A Positivo Informática realizou pesquisas e trabalhou no desenvolvimento desses dispositivos móveis durante 18 meses, customizado o Android Ice Cream Sandwich para o consumidor brasileiro, além de desenvolver a proposta da Loja Positivo, área de aquisição de aplicativos, onde mais de 400 apps para os tablets Ypy estão disponíveis para o usuário, muitos deles gratuitos, e todos, em português. Esses produtos não são pensados nos usuários “heavy users” ou com maior experiência no mundo da tecnologia. A ideia da Positivo é buscar justamente os usuários que nunca utilizaram um dispositivo mobile na vida, ou que se intimidam com os eletrônicos por causa das barreiras idiomáticas.

São dois novos modelos de tablets: o Positivo Ypy 7, de 7 polegadas, e o Positivo Ypy 10, com 9,7 polegadas. Os novos tablets contam com sistema operacional Android 4.0 customizado para o português e mais de 80 aplicativos embarcados. Os modelos têm tela capacitiva e sensível ao toque e vêm com sensor de movimento (acelerômetro) e de luminosidade, capacidade de armazenamento de 16GB, com possibilidade de expansão de até 32GB com cartão Micro SD, Bluetooth, câmeras frontal e traseira, saída mini HDMI e conversor mini-USB para plugar mouse, teclado ou pendrive.

Os tablets Positivo Ypy já estão à venda nas versões Wi-Fi e Wi-Fi+3G, este último com recurso para utilizar o GPS. Os preços sugeridos para venda no varejo são de R$ 699 para a versão de 7 polegadas com Wi-Fi, R$ 999 para 7 polegadas com Wi-Fi e 3G, R$ 999 para a versão de 10 polegadas com Wi-Fi e R$ 1.299 para o modelo de 10 polegadas com Wi-Fi e 3G.

Seguindo o mesmo conceito dos tablets, a Positivo anunciou os smartphones Ypy, que contam com tela sensível ao toque (capacitiva), conectividade 3G, Wi-Fi e Bluetooth 3.0, além de GPS e dual SIM. O modelo Ypy S400 tem tela multitoque de 4 polegadas, vem com Android 4.0 Ice Cream Sandwich, 4GB de memória RAM, cartão mSD de 8GB, câmera traseira de 5MP AF e frontal VGA e sensores de gravidade (acelerômetro), proximidade e luminosidade. Pesa 132g e tem preço sugerido de R$ 749.

O Ypy S350 tem tela de 3,5 polegadas, Android 2.3.5, memória de 512MB, cartão mSD de 2GB, câmera traseira de 3.0MP FF e acelerômetro. O produto pesa 115g e seu preço sugerido é R$ 459. Já o Ypy S350 Colors se diferencia do modelo S350 pelo cartão mSD de 4GB e por sair de fábrica com duas tampas coloridas extras, pelo preço sugerido de R$ 499. Os dispositivos chegam ao mercado a partir da segunda quinzena de novembro.

Por fim, dois celulares do tipo “messaging phones” foram apesentados, nos modelos Positivo P200 e Positivo P201, que são pensados nos usuários que querem ter um acesso simples à internet, redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas. Em comum, os dois celulares contam com um cartão microSD de 2 GB, TV analógica, MP3/MP4 player, rádio FM, tela de 2.31 polegadas, conectividades Wi-Fi, EDGE e Bluetooth, além de câmera traseira de 3.0 MP e peso de 91 gramas. O preço sugerido para os modelos é de R$ 269 cada.

Já os modelos Positivo P100 e Positivo P101 se diferenciam da série P200 por não contar com a conectividade Wi-Fi, e ter uma câmera de 1.3 MP. Preços sugeridos de R$ 219 cada. Chegam ao mercado a partir da segunda quinzena de novembro.

Via Assessoria de Imprensa