googleservicesframework

Como dizia as nossas avós, “quem tem pressa, come cru” (ou morde a língua). A ansiedade e impaciência de muitos usuários para ter logo o Android KitKat instalados em seus dispositivos da linha Nexus fez com que alguns adotassem de métodos pouco cristãos e muito rebuscados, com o objetivo de acelerar o processo de atualização.

Basicamente, o que muitos usuários por aí estão fazendo é limpar os dados do “Serviços de Framework”, e dessa forma, a chegada do OTA é acelerada. Apesar desse truque funcionar, ele esconde uma série de problemas completamente desconhecidos para a maioria dos usuários.

Dan Morris, engenheiro da Google, publicou um comunicado no Reddit explicando melhor os efeitos colaterais que o seu dispositivo pode ter com a adoção de tal método. De forma resumida, a limpeza do Services Framework resulta na assinatura de um novo ID para o seu dispositivo. Inicialmente, isso não traz nenhum tipo de consequência para o usuário, uma vez que a mudança não afeta aos servidores diretamente. Porém, todos os aplicativos que fazem uso das notificações via GMC (Google Cloud Messenger) ficam completamente inoperantes.

Felizmente, existe uma solução para isso: através da execução do comando “adb sideload”, para forçar um reset completo no dispositivo. Depois disso, o mesmo volta a funcionar normalmente.

Em resumo, segue aquela velha orientação: quer tentar forçar a atualização para o Android KitKat? Faça por sua conta e risco. Espero que saiba o que está fazendo, e que saiba resolver eventuais problemas que apareçam depois no dispositivo. Vale lembrar que alguns procedimentos para alteração de ROMs requerem conhecimentos específicos para a realização do processo. Logo, se você não tem plena certeza do que está fazendo (ou no que pretende fazer), é melhor nem tentar. Para o seu próprio bem.

Via Reddit, Android Police