scott-kelly

Depois quase um ano no espaço, Scott Kelly voltou para a Terra. Se tornou popular por conta de sua participação ativa nas redes sociais, mostrando aspectos pouco conhecidos do espaço, assim como do nosso planeta, com a hashtag #EarthArt. É o recordista de dias a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), como parte de um complexo e avançado experimento para estudar os efeitos que o espaço produz no corpo humano, visando uma futuras viagens para Marte.

Mas o Scott Kelly que começou essa aventura em 2015 não é o mesmo Scott Kelly que voltou para casa depois de 340 dias no espaço, e ainda que a gente não saiba os resultados dos efeitos do corpo e no organismo dele, a primeira mudança já é bem evidente: Scott é agora mais alto do que o seu irmão gêmeo, Mark Kelly. Em cinco centímetros.

Por que isso aconteceu?

 

Os efeitos imediatos da ausência da gravidade

A NASA esperava que os primeiros efeitos fossem a perda de massa óssea e muscular, além de uma aumento na altura, e por isso Scott Kelly é agora cinco centímetros mais alto. Isso aconteceu porque a ausência de gravidade na coluna de uma pessoa tende a estirá-la. Porém, esse é um efeito temporário, já que uma vez exposto à gravidade da Terra, a coluna de Scott voltará ao seu tamanho original em pouco tempo.

Pode soar como uma piada, mas é parte importante da pesquisa dos efeitos da ausência de gravidade no corpo humano, já que agora eles devem estudar o que aconteceria na coluna de um astronauta se ele passar por um período prolongado nessas condições.

Esta é apenas uma pequena parte dos estudos que os irmãos Kelly se submeterão, cujos resultados serão anunciados mais adiante.

Via CNN