qwerty

As teclas de um teclado QWERTY não estão dispostas de forma aleatória. Elas recebem essa disposição por um motivo bem específico.

O motivo vem de um tempo onde um teclado eletrônico nem era uma ideia. Na verdade, mantemos esse sistema de teclado pela comodidade e economia na hora de produzir um texto.

Em 1874, os especialistas em mecanografia se deram conta que a disposição ABCDEF produziam um maior atraso no tempo de digitar um texto, onde algumas teclas eram mais necessárias ficarem fisicamente próximas do que outras. Por exemplo, teclas como Q e U não ficavam bem serigrafadas.

Por isso, eles idealizaram um sistema que permitia usar as teclas de forma mais separada, com maior rapidez no digitar por conta da distância entre elas.

 

 

A patente do QWERTY foi registrada em 1878, e se espalhou rapidamente, se tornando o sistema mais popular, mas não o único.

Há variantes de acordo com a tipografia: o QWERTZ (em alemão), e o AZERTY (no francês) existem pelos mesmos motivos já citados.

E o motivo pelo qual não mudamos de teclado é pelo fato do QWERTY ser um padrão já adotado por bilhões de pessoas ao redor do mundo, que hoje escrevem sem olhar para as teclas e momento algum, da forma mais intuitiva possível.