Estamos no mês de novembro, e todos já se animam para as compras de final de ano. O mercado de mobilidade já está em plena movimentação, uma vez que temos lançamentos da Apple, Samsung LG, Nokia, Motorola, entre outros grandes fabricantes já circulando nas lojas. No mercado computacional, o Windows 8 e seus produtos já dão o tom nas lojas e nos computadores domésticos. Mas o mês de novembro é o mês ideal para o mercado de games.

Não tem para o iPhone, para o LG Nexus 4, para o Galaxy S III… todos eles serão coadjuvantes nesse mês de novembro. O protagonista do mês é mesmo o mercado de games, e existem algumas explicações bem razoáveis para isso. Para começar, as previsões dos especialistas de mercado afirmam que o mês de novembro pode ser o melhor mês do ano para as vendas de consoles e jogos, por alguns motivos bem simples. O mais direto deles? As novidades reservadas para este mês.

Na parte de software, temos: Call of Duty Black Ops 2, Halo 4 e um novo Medal of Honor. Pode parecer pouco, mas são três grandes franquias que certamente vão impulsionar as vendas de jogos no período. E, se somarmos aos jogos que foram lançados em setembro e outubro, podemos criar um cenário bem otimista de vendas para o mês corrente. Além disso, temos um novo título da sempre popular franquia Mario Bros, o New Super Mario Bros. U, que deve ser o carro-chefe de uma longa lista de jogos que chegarão ao mercado no ato do lançamento do Nintendo Wii U, o que deve ajudar a inflar esses números.

Aliás, o Nintendo Wii U é o principal lançamento do ano no mercado de games. E acontece em novembro! E é claro que isso não nos surpreende, não é mesmo? Bom, vale lembrar que o Wii U inaugura uma nova geração de consoles de videogames, combinando o console doméstico a um controle com um a tela de LCD touchscreen de 6.2 polegadas. E a principal novidade do novo videogame nem é a tela integrada ao controle, mas sim o fato da Nintendo oferecer pela primeira vez um console capaz de reproduzir gráficos em alta definição (HD), algo que era muito esperado pelos fãs da Nintendo nos últimos anos.

Não sabemos qual será o sucesso do Nintendo Wii U ao longo do tempo. Mas é quase certo que, em um momento inicial, ele consiga despertar um mínimo interesse para que os fãs da Nintendo ao menos estudem a possibilidade de compra do console. Ainda fica uma certa dúvida sobre como essa proposta tela touchscreen integrada ao controle vai interagir com os títulos a serem lançados, mas a expectativa geral é que o produto alcance o seu objetivo inicial: atrair os gamers casuais.

Outro motivo para que a frase “novembro é o mês dos games” está no próprio comportamento desse mercado de games. Ao longo do ano, os fabricantes sabem quando devem apresentar os seus produtos. Por exemplo, durante os primeiros três meses do ano, o mercado de games é bem mais fraco, pois o público-alvo dos fabricantes está em pleno período de estudo nas escolas (e aqui, nós ainda estamos pagando as dívidas feitas no Natal). A partir do mês de abril, os fabricantes começam a se movimentar para apresentar as novidades da primeira janela de vendas do ano: as férias do meio do ano (verão no Hemisfério Norte).

A E3 Games não acontece no meio do ano por acaso. Na feira de Las Vegas, eles aproveitam para explorar os lançamentos que só chegarão ao mercado em 6 meses ou 1 ano, mas também estimulamo os jogos que acabaram de chegar ao mercado para esse período. Mas sempre deixando o melhor desse segmento para o segundo semestre do ano, que naturalmente é mais forte do que o primeiro.

As principais franquias de games esportivos, como as séries Madden NFL, FIFA, Pro Evolution Soccer e F1 (Codemaster) chegam ao mercado propositalmente no mês de setembro, por um motivo simples: com exceção da F1, as principais ligas esportivas do mundo começam as suas temporadas em setembro. Logo, com esse impulso natural, as vendas se tornam mais expressivas, e só tendem a crescer nos meses de outubro e novembro.

Mas é em novembro que elas atingem o seu ápice. É nesse mês que acontece a famosa “Black Friday”, ou o final de semana de vendas a preços ridiculamente baixos (lá fora, pois no Brasil, as lojas de e-commerce usam da malandragem de aumentar os preços de tudo, para que no dia promocional, vendam os produtos com preços “normais”, jurando que são promocionais). Mas é fato que o consumidor não só compra os produtos com preços bem mais baratos, mas se sentem estimulados a comprar outros produtos com os seus preços oficiais, mesmos sem desconto.

Além disso, o mês também marca o início das vendas para o Natal, e para aqueles que são mais precavidos, ou sabem que o décimo terceiro salário vai mesmo cair na conta em dezembro, a antecipação das compras pode ser uma vantagem importante. No preço, e nas filas que vai evitar nos estacionamentos de shoppings.

Por tudo isso, para você que decidiu esperar pelo final do ano para adquirir um bom jogo de videogame, parabéns. O mês de novembro foi feito para você. O mercado de games vai faturar muito nesse mês, e você muito provavelmente vai encontrar alguma promoção por aí, com aquele jogo que você deseja, por um preço que o seu bolso pode pagar.