galaxy-s7-usb

Os vazamentos indicavam que o Samsung Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge contaria com um conector USB Type-C. Porém, quando os dois smartphones foram anunciados, vimos que ambos permaneceram com uma porta microUSB.

Inicialmente, pode parecer estranho que um modelo top de linha que seria a referência no mercado mobile não integre uma das tecnologias mais relevantes do futuro. Logo… por que isso aconteceu?

A Samsung responde.

O conector USB Type-C possui vantagens evidentes, e não apenas centradas na possibilidade de acessar um conector reversível, mas também ao aproveitar os novos padrões USB (3.1 de primeira geração – 5 Gbps – e de segunda geração – 10 Gbps), ou por ser o potencial impulsor da tecnologia Thunderbolt 3. Vários fabricantes parecem ter claro que sua integração é fator obrigatório na nova leva de dispositivos: o LG G5 é um ecemplo disso. Também em outros dispositivos móveis e desktops que querem estar preparados para esse futuro, onde os conectores microUSB (e USB-A) estariam condenados a um lento desaparecimento.

Porém, será uma transição lenta, e um dos fatores é o que realmente afeta a USB Type-C nos dispositivos. Apesar do OnePlus 2, Nexus 5X e Nexus 6P contarem com essa conexão, eles o fazem com uma interface USB 2.0, limitando as possibilidades do conector.

 

O real motivo: compatibilidade com os acessórios

A Samsung não perdeu aqui configurações ao utilizarem o microUSB, e também não abriram mão do modo de recarga rápida no Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge. O USB Type C de segunda geração conta com melhoras nesse aspecto, mas o sistema de carga rápida dos coreanos faz com que esse aspecto não seja algo tão relevante nesse momento.

Já no caso dos acessórios, a Samsung acredita que o USB Type-C é interessante, mas não está no momento de ser integrado, pois o enorme número de acessórios atuais para a linha Galaxy S aproveita em grande média o conector microUSB. Ou seja, os coreanos preferiram dar uma surpresa desagradável aos usuários mais fiéis do que deixar um monte de gente sem poder usar os cabos e acessórios adquiridos nos últimos dois anos.

Aliás, um desses acessórios é justamente o Gear VR.

Samsung-Gear-VR

Os óculos de realidade virtual são um dos elementos diferenciais da proposta da Samsung, e ainda que a empresa não confirma, fica claro que torná-los incompatíveis com os novos Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge era um tiro no pé. Ainda com o uso de um adaptador, parece que a Samsung entende que ainda não é o momento da presença do USB Type C.

E… quando será?

Ao que parece, provavelmente nos futuros Galaxy S8 e Galaxy S8 Edge, algo que a própria Samsung dá a entender quando comentam que muita gente esperava já essa integração no seu novo top de linha. Só não o fizeram porque “ainda não era o momento”, mas o farão na próxima atualização dessa família de smartphones.

Via Xataka