Galaxy S8

 

O Samsung Galaxy S8 será apresentado oficialmente no dia 29 de março. Diferente dos outros anos, os coreanos pularam a MWC para concentrar as atenções em um evento próprio. Mas… será que foi uma boa jogada?

Na véspera da apresentação do novo smartphone top de linha da Samsung, já sabemos praticamente todos os detalhes sobre o dispositivo. É uma pergunta que pode parecer besta, mas tem uma certa razão de existir: por que isso aconteceu?

A resposta é complexa, mas temos algumas teorias.

 

Quando a Samsung decidiu deixar de lado a Mobile World Congress pela primeira vez em muito tempo, sabia o risco que corria em perder o protagonismo. E fazer a apresentação do Galaxy S8 em separado tinha um risco, que era a comparação direta com os lançamentos apresentados em Barcelona.

A Samsung optou então por manter a chama do Galaxy S8 acesa, realizando alguns dos vazamentos que vimos até o momento.

Desde a apresentação do LG G6 ou do Huawei P10 Pro, vimos uma descomunal quantidade de vazamentos do Galaxy S8. Pode ser pura casualidade, um descuido ou uma estratégia clinicamente planejada para manter o hype.

A estratégia da Samsung não é surpreendente ou inédita dentro do mercado de smartphones, mas nem por isso pode ser considerada a mais correta. Muitos entendem que não devemos saber tudo sobre um smartphone antes de sua apresentação oficial.

Descafeinar a apresentação daquele que pode ser o melhor smarthone de 2017 (alguns já afirmam como melhor smartphone de todos os tempos) pode ser um grande problema. O ideal era que a gente não soubesse nada antes, mas há quem pensa diferente. A Samsung inclusive, ao que tudo indica.

 

 

Só os altos diretores da Samsung podem responder por que isso aconteceu. Eles desenvolveram a estratégia de lançamento do Galaxy S8. E o “manter o hype” é a única resposta plausível.

Caso contrário, não é compreensível que todos saibam todos os detalhes sobre o dispositivo, e poucas surpresas restam para o evento de amanhã. O que deixa o evento naturalmente menos atraente para todos.

Fato é que, gostemos disso ou não, teremos um show amanhã em Nova York. E vamos contar tudo para vocês.