ipad pro

Ninguém percebeu, mas pelo menos lá fora a Apple aumentou o preço do iPad Pro em US$ 50 nas versões com 256 GB e 512 GB de armazenamento. E isso tem uma explicação.

A produção de memória NAND Flash está em uma situação complicada, com uma demanda muito elevada e um fornecimento insuficiente. Logo, o aumento de preço do iPad Pro está diretamente relacionado com o encarecimento desse componente. Porém, chama a atenção ver que o modelo de 64 GB não sofreu reajustes de valores.

Logo, os novos preços do iPad Pro (lá fora) são esses:

 

– iPad Pro de 10.5 polegadas: 256 GB, por US$ 799, 512 GB por US$ 999
– iPad Pro de 12.5 polegadas: 256 GB, por US$ 949, 512 GB por R$ 1.149

 

O problema do fornecimento das memórias também pode ter contribuído para que os novos iPhone 8 e iPhone 8 Plus ficassem com preços sugeridos US$ 50 mais caros do que os seus equivalentes anunciados no ano passado, o iPhone 7 e iPhone 7 Plus.

Por conta dessa crise, o preço de vários produtos de eletrônica de consumo geral estão subindo de preço de forma considerável. O aumento não se limita a smartphones e tablets, alcançando módulos de memória RAM, unidades SSD e equipamentos que utilizam tais componentes, assim como placas gráficas, por conta do aumento dos custos da memória VRAM.

 

Via PhoneArena