A complicada relação entre Apple e Samsung foi elevada para outro patamar. As eternas rivais nos tribunais, ao mesmo tempo que são excelentes parceiras comerciais, colocam as duas ainda mais próximas com o iPhone X e sua tela AMOLED.

Faz muito tempo que a Apple utiliza componentes Samsung nos seus equipamentos, mas na grande maioria dos casos esses itens podem ser encontrados em outros fornecedores, resultando em um maior poder de negociação e em garantias extras no fornecimento vindo de várias fontes.

Porém, no caso da tela do iPhone X, ao finalmente apostar nas telas OLED, a Apple voltou a ficar nas mãos da Samsung nesse aspecto, já que os coreanos dominam 90% do mercado de telas OLED para smartphones, além de ser a única com poder de produção para atender a demanda necessária, ao mesmo tempo em que atende a qualidade exigida pela própria Apple.

Ou seja, a Apple fica inteiramente dependente da Samsung para a produção do iPhone X, e sem poder recorrer a outro fornecedor… por enquanto.

A Apple investiu muito dinheiro na LG para acelerar a fabricação de telas OLED para smartphones, mas isso só deve render frutos em 2019. Até lá, os grandes inimigos ainda precisam um do outro.

Se bem que a Samsung lucra muito com essa brincadeira.