amazon whole foods

 

A notícia da compra da Whole Foods pela Amazon pegou muita gente de surpresa. Mas na verdade a cadeia de supermercados de comida orgânica só vai expandir o poderio da gigante varejista.

A transação foi avaliada em US$ 13.7 bilhões, e apesar da Amazon já contar com o seu serviço de alimentação, contar com o suporte da Whole Foods, que é uma espacialista no assunto, é um grande acerto.

A promessa de entregar determinados produtos em menos de duas horas em certas localidades pode ser uma realidade com o verdadeiro arsenal de unidades desses supermercados, aumentando a variedade de produtos, em um segmento que está em alta no mercado.

A Google está envolvida nesse setor, e a Amazon quer ganhar terreno, reforçando sua oferta de comestíveis.

 

whole foods market - Por que a Amazon comprou a rede de supermercados Whole Foods?

 

Vale a pena também lembrar que a Amazon também prepara suas lojas sem humanos, onde a rede de supermercados poderia ser um grande abastecedor. Além disso, a empresa planeja o gerenciamento de pequenas lojas físicas experimentais que incorporam tecnologias diversas, como por exemplo a realidade aumentada.

Contar com o suporte das 431 lojas físicas que a Whole Foods já conta nos Estados Unidos facilita as estratégias desses planos.

Sem falar que a compra online acontece com frequência, mas não cresce no mesmo ritmo que a Amazon queria. Logo, eles querem reforçar sua presença buscando uma simbiose entre o online e o físico.

 

amazon go - Por que a Amazon comprou a rede de supermercados Whole Foods?

 

Por outro lado, a Whole Foods não passava pelo seu melhor momento, acumulando sete trimestres consecutivos de quedas nas suas vendas, o que obrigou uma revisão de sua junta diretiva em maio.

Investidores e acionistas começaram a pressionar para que a rede se colocasse à venda, e a Amazon não poderia chegar em melhor momento.

Ainda não dá para saber se a compra será ou não um sucesso, mas se existe uma empresa que pode fazer isso dar certo, é a Amazon.

Veremos se isso realmente vai acontecer.

 

Via Business WireTime, Forbes